5 parques nacionais da Argentina

· dezembro 4, 2018

A Argentina possui 34 reservas naturais. A criação das duas primeiras data de 1934 e a província de Santa Cruz é a que abrange os territórios mais protegidos. Saiba mais sobre os parques nacionais argentinos neste post.

Dentro do território desse país sul-americano, há 34 parques e dezenas de reservas cujo principal objetivo é proteger a flora e fauna nativas.

É possível visitar pelo menos em parte todos os parques nacionais da Argentina. Portanto, se você estiver planejando uma viagem, recomendamos que leia o artigo a seguir.

Os melhores parques nacionais da Argentina

Os dois primeiros parques nacionais da Argentina foram criados em 1934. Além disso, Santa Cruz é a província que tem mais reservas em todo o seu território.

Das 34 reservas protegidas por lei, destacamos as seguintes:

1. Parque Nacional do Iguaçu

Esta reserva está localizada na província de Misiones, no nordeste do país, e abriga uma das sete maravilhas naturais do mundo: as Cataratas do Iguaçu (compartilhadas com o Brasil).

Este espetáculo é composto por 275 quedas de até 80 metros de altura. A mais conhecida é a “garganta do diabo”, da qual você pode apreciar o conjunto majestoso.

A fauna do Parque Nacional do Iguaçu (foto que abre este artigo) é muito diversificada, típica do ecossistema da selva.

Dessa forma, podemos encontrar quatis, tucanos, harpias, lagartos, onças, antas, tamanduás e borboletas Morpho e Heliconius, entre outros.

2. Parque Nacional Los Glaciares

É um dos maiores parques do país, com um território de mais de 7,2 mil km² e está localizado no meio da Patagônia.

Como o próprio nome sugere, é o lar de nada menos que 47 geleiras. Destas, o Perito Moreno é a mais conhecida, com 5 km de extensão e 60 metros de altura.

5 parques nacionais da Argentina: Torres del Paine

Quanto ao ecossistema do parque Los Glaciares, destacam-se as florestas subantárticas da área circundante, que abrigam diversas espécies de animais.

Dessa forma, temos o huemul (um cervídeo), o puma, o guanaco, o condor, o choique, o carpinteiro negro, o cisne, a raposa cinzenta e o pato.

3. Parque Nacional de Talampaya

É um dos parques nacionais da Argentina que irá transportá-lo para outro planeta, especificamente para Marte.

Além disso, você também pode ser transportado para outra época. Isto porque esta região foi habitada há milhões de anos pelos dinossauros.

Parque Nacional de Talampaya

Localizado na província de La Rioja, o relevo aqui é de cânions com paredes avermelhadas, arbustos esparsos e espinhosos.

O Parque Nacional Talampaya e a área circundante são representados por várias espécies animais. Delas, destacamos: guanaco, avestruz, raposa cinzenta, falcão peregrino, condor andino, lebre, tatu, calandria e muitos outros.

4. Parque Nacional Los Arrayanes

Retornamos à Patagônia, especificamente à província de Neuquén. Nela, podemos desfrutar de uma maravilhosa floresta típica da região, proclamada reserva em 1971 e com uma área de quase 1,8 mil hectares.

Além disso, um dos limites do parque é o famoso lago Nahuel Huapi.

Parque Nacional Los Arrayanes

A principal árvore, por excelência, do local é a arrayane, embora você também possa encontrar nires, ciprestes e coihues.

Quanto à fauna, as aves são os principais habitantes. Por exemplo, há pica-paus, biguás, cauquenes, chucaos e rayaditos. Além disso, lá vive a raposa vermelha, o pudu, o macaco da montanha e a lontra.

5. Parque Nacional da Terra do Fogo

Para terminar a lista de parques nacionais da Argentina, não poderíamos deixar de lado o mais austral não só do país, mas do mundo.

Você só pode acessar dois mil dos 68 mil hectares de extensão. O resto é uma reserva de entrada restrita.

parques nacionais da Argentina

O Parque Nacional da Terra do Fogo foi o lar de povos nativos – Yamanas e Ona – e um lugar muito importante para a história desta província.

A biodiversidade aqui é impressionante, pois podemos encontrar espécies andinas, florestais, de pradaria, marinhas, de água doce e até exóticas.

Alguns animais que vivem aqui são: condor, guanaco, beija-flor, sapinho, raposa vermelha, quero-quero, lontra, pinguim de Magalhães, leão-marinho, castor e truta arco-íris.