A água do mar é perigosa para os cães?

março 12, 2020
Manter a hidratação do animal pode ajudar a reduzir a tentação de beber água do mar.

As viagens à praia com cachorros podem representar um risco de envenenamento, uma vez que a ingestão de areia se soma aos perigos da água do mar. Portanto, é necessário controlar o animal em todos os momentos para evitar distúrbios gastrointestinais. Hoje, vamos discutir se a água do mar é perigosa para os cães.

As viagens à praia com animais de estimação podem ser muito divertidas. Cães que não estão acostumados com o ambiente marinho tendem a brincar e se divertir com qualquer novidade, da areia às ondas.

Essa curiosidade não seria um problema se os animais se limitassem a cavar ou se divertir com o balanço da maré. No entanto, geralmente eles acabam experimentando tudo que chama a sua atenção.

Além da necessidade de escolher ambientes limpos, sem bitucas de cigarro, fezes ou outras sujeiras, a água do mar abriga certos riscos que devem ser considerados.

Por que a água do mar é perigosa para os cães?

Envenenamentos

Assim como acontece com as pessoas, um pequeno copo de água salgada não é perigoso. No entanto, se a quantidade for maior, o animal experimentará a chamada “diarreia da praia”, com o consequente desconforto intestinal.

Os casos mais leves de intoxicação geralmente duram alguns dias. Nesses dias, o animal se sente mais apático devido ao seu desconforto. Por outro lado, se a ingestão de água tiver sido maior ou, por algum motivo, houver uma reação adversa grave, ocorrerão vômitos, tremores musculares ou convulsões.

O desequilíbrio eletrolítico, decorrente da abundância de sódio presente na água do mar, pode promover um estado letárgico ou gerar confusão no animal. Nessa situação, é aconselhável ir imediatamente ao veterinário.

Beagle caminhando na praia

A presença de algas tóxicas no mar também é um fator de risco e, normalmente, esses organismos são microscópicos. No entanto, embora muitos deles não sejam vistos, são caracterizados por odores desagradáveis ​​que permitem a sua identificação. Paradoxalmente, esse cheiro é exatamente o que atrai a curiosidade do animal para experimentar as algas.

As algas venenosas não são apenas um perigo no mar, pois podem ser encontradas em lagos, lagoas, rios e até mesmo em piscinas de jardim com uma limpeza deficiente. Em caso de suspeita de ingestão, o tratamento contra as toxinas ingeridas deve ser realizado por um profissional capacitado.

Tratamento e prevenção

O tratamento prescrito dependerá da quantidade de água ingerida, da qualidade e dos sintomas apresentados. Lavagens no estômago serão recomendadas no caso de toxinas. Para desconfortos mais leves, a hidratação do animal ou a provocação de vômito podem ser suficientes.

Nos dias seguintes ao envenenamento, é completamente normal que o animal fique cansado ou com pouco apetite. Afinal, os problemas gastrointestinais e a medicação contribuirão para essa letargia.

Cachorro deitado na cama

Para evitar o envenenamento pela água do mar, os cães devem estar sempre bem hidratados. Em outras palavras, oferecer água potável através de bebedouros portáteis impedirá que os animais se sintam tentados a beber água do mar.

Mesmo assim, é verdade que a curiosidade sobre os arredores, intensificada pela atratividade das ondas, continuará sendo um fato relevante. Portanto, se você não deseja tirar a liberdade do animal de andar sem coleira, é essencial vigiar continuamente as suas ações.

Além disso, recomenda-se que os donos e os cães passem algum tempo juntos. Assim, será possível cansar bastante os animais para que eles fiquem mais calmos.

Conclusão sobre o perigo da água do mar para os cães

Passeios perto do mar podem ser uma opção atrativa para os animais de estimação, além de serem benéficos, pois a praia é um ambiente natural. Entretanto, estar ciente dos riscos desse local e monitorar o animal contribuirá para uma experiência agradável tanto para os animais quanto para os seus donos.

  • Burke, A. (2019). American Kennal Club. Is It Dangerous for Dogs to Drink Salt Water? Recuperado de https://www.akc.org/expert-advice/health/dogs-drinking-salt-water/
  • Lewis, M. (2019). The Dog People. Help! My Dog Keeps Drinking Seawater. Recuperado de https://www.rover.com/blog/dog-drinking-seawater-salt-water/#Man