Perroton: a corrida solidária mais canina que já aconteceu

junho 12, 2017

Cerca de 3,5 mil participantes compareceram junto com seus cães na Perroton 2016, a corrida solidária mais canina do mundo. Essa é uma ação que tem como objetivo, entre outros, estimular a adoção.

Com os esportes caninos que viraram moda nos últimos anos, surgem iniciativas como essa, que funde o canicross com uma finalidade solidária.

Madri, a cidade perfeita para a corrida solidária mais canina

Quando conhecemos um pouco mais dos antecedentes da capital espanhola em relação ao trato dos animais, nos damos conta de que é a cidade perfeita para essa iniciativa.

Houve espaço suficiente para que mais de três mil pessoas acompanhadas de seus cachorros pudessem comparecer à corrida, competir e terminar a corrida com sucesso. Vamos ver como se sentiram alguns dos participantes:

“Em nosso caso – avalia Miguel – trouxe Rufo para que brincasse com outros cães. Não venho obcecado em ganhar nem muito menos vou forçá-lo para conseguir isso. A finalidade tão nobre da corrida e o fato dele aproveitar a companhia de outros da espécie dele, para mim, já é um prêmio”.

“Correr com seu cachorro cria um laço especial” – diz Alba, dona de uma dálmata participante –, “mas se a finalidade é fomentar a adoção e fazer com que as pessoas sejam conscientes da importância dos animais, isso torna a corrida ainda mais especial”.

“Essa corrida, para mim, foi um incentivo para que meu marido vá à rua” – analisa Irena. O marido dela é deficiente físico, e sente um grande amor pelos animais.

Cada um vê essa corrida solidária mais canina que já aconteceu como uma oportunidade diferente. Mas é bonito ver que não se sente um ar de competitividade, mas sim de afeto e carinho com relação aos animais e entre os donos deles.

A corrida mais canina é uma mensagem a favor da adoção

Só em Madri, são abandonados em torno de 20 mil animais por ano. Esse fato cria a necessidade de se fazer algo para frear o abandono e para estimular a adoção. Essa é a finalidade da corrida.

De acordo com Alejandra Botto, que presidiu o evento, “essa corrida é uma mensagem em favor da adoção e da posse responsável dos animais. As pessoas devem entender que um animal de estimação é mais um membro da família”.

Artistas como Sofía Cristo, Carlo Goñi ou Sara Sálamo estiverem presentes. Essa última disse que não é necessário comprar animais, porque existem muitos que precisam de nossa ajuda, e serão de graça! Na verdade, ela mesma adotou um cão há três anos. Por isso, anima todos a refletir antes de mais nada para poder fazer uma adoção responsável.

Um gesto mais da corrida mais canina

Além de tudo isso, este ano a corrida mais canina aproveitou a ocasião para convidar o embaixador dos EUA em Madri. A finalidade era de premiar o know-how dos americanos no que se refere aos maus-tratos e abandono.

Isso aconteceu porque o povo americano criou novas leis que punem com penas severas todo aquele que maltrate de algum modo ou abandone um animal.

De fato, desde a aprovação dessa nova lei, os maus-tratos ou o abandono têm a mesma importância que um homicídio ou os incêndios premeditados. Tudo isso foi um êxito que aconteceu nos Estados Unidos. Esperamos que logo se espalhe por todo o mundo.

Como você vê, a corrida mais canina tem fins muito nobres e, com certeza, conseguiu cumprir muito dos seus objetivos. Se você quer participar, só precisa entrar na página oficial da Comunidade de Madri. Lá, pode se informar sobre as próximas datas de realização da corrida. Talvez possa ser no fim de semana. Será ótimo para fazer um pouco de exercício físico nessa competição solidária.

Fonte da imagem: d1mfp3l3lxrif.cloudfront.net