A maior ave da história

junho 23, 2019
A maior ave da história foi descoberta por meio de um estudo realizado em 2018. Vamos apresentá-la neste artigo!

Encontrar a maior ave da história é algo que sempre será uma paixão para os paleontólogos. Embora atualmente o avestruz seja a maior de todas as aves, o vorombe era um ave que ultrapassava os 800 quilos.

O vorombe, a maior ave da história

A ave Vorombe titan é a maior das aves-elefante, que eram aves de Madagascar semelhantes aos avestruzes, mas muito maiores.

A descoberta foi feita pela Sociedade Zoológica de Londres, uma instituição que se retroalimenta com o zoológico da cidade. A pesquisa permitiu separar as aves-elefante em três gêneros e, no mínimo, quatro espécies diferentes.

Assim como os avestruzes, estas seriam aves não voadoras que viveram durante o Quaternário. Várias espécies foram descobertas, como por exemplo o Aepyornis maximus, mas nenhuma delas supera o vorombe.

Conheça a maior ave do mundo

As estimativas dos pesquisadores se basearam em cálculos feitos a partir dos seus ossos. Estima-se que o animal podia ultrapassar os três metros de altura e ter pelo menos 730 quilos. No entanto, um fêmur incompleto mostra que eles poderiam atingir 860 kg de peso.

Isso é totalmente diferente do peso das aves corredoras atualmente: embora os avestruzes também possam chegar aos três metros, eles são muito menos robustos, e mal chegam aos 180 kg, de modo que o vorombe é claramente uma ave muito maior.

A extinção da maior ave do mundo

As aves-elefante eram animais que influenciavam toda a fauna e flora de Madagascar, possivelmente em uma escala maior do que os lêmures gigantes.

As extinções de animais gigantes nesta ilha estão entre as mais conhecidas pelos pesquisadores. O mais curioso é que a extinção da maior ave do mundo não foi há muito tempo: os restos estudados têm apenas 1000 anos.

Isso faz com que os pesquisadores se perguntem sobre as razões da extinção da maior ave do mundo. Da mesma forma que o restante das aves-elefante e de outros animais gigantes de Madagascar, como os lêmures, por exemplo, é provável que a presença do homem tenha levado à extinção desse animal.

Cavernas de Madagascar

Possíveis causas da extinção

Existem vários estudos que associam a extinção da megafauna de Madagascar com a colonização tardia que a ilha sofreu através das mãos do homem, o que levou ao desaparecimento de praticamente todos os animais selvagens com mais de dez quilos de peso, incluindo hipopótamos endêmicos, primatas e aves.

Geralmente, essas extinções estão associadas ao uso da terra pelo homem, assim como acontece com o cultivo tradicional em Madagascar, no qual a terra é previamente queimada.

Além disso, a caça poderia ser outra razão, já que marcas de cortes foram encontradas tanto nos ossos das aves-elefante quanto nos dos lêmures gigantes.

O que fica claro é que a maior ave do mundo provavelmente foi de grande importância para os habitats de Madagascar. É necessário lembrar que os animais que se alimentam de plantas são fundamentais nos ecossistemas para dispersar as sementes, especialmente as maiores.

O desaparecimento dos grandes herbívoros de Madagascar teve como consequência o fato de que muitas plantas não têm mais a sua principal forma de dispersão. Existem sementes grandes que só eram consumidas pelos gigantes de Madagascar, e cuja dispersão quase não acontece atualmente.

  • Hansford, J. P., & Turvey, S. T. (2018). Unexpected diversity within the extinct elephant birds (Aves: Aepyornithidae) and a new identity for the world’s largest bird. Open Science5(9), 181295.