A morte de outro animal de estimação afeta os cães?

· maio 15, 2018
Os cães são animais de rotina. Sendo assim, eles podem ser muito afetados diante de uma mudança drástica e repentina na rotina da casa. Algumas raças são mais sensíveis que outras, mas independentemente do caso, é preciso saber quais são os sintomas que eles podem apresentar e quais são as formas de evitar uma depressão.

A questão de os cães terem ou não sentimentos sempre foi um tema de muito debate entre quem ama e quem não ama os animais. É por esse motivo que muitas pessoas já se perguntaram se a morte afeta os cães, seja ela de um animal de estimação ou de um membro da família.

Os cães se veem afetados diante da morte?

Não vamos fazer mais rodeios sobre o tema… Já vimos muitos casos ao longo dos anos de animais esperando os seus donos que desenvolveram depressão ou quando o outro bichinho de estimação que convivia com eles diariamente faleceu.

Isso acontece porque os animais gostam de rotina, precisam viver em comunidade e não costumam se dar bem com as mudançasUma mudança inesperada pode alterar o sentido de segurança que o animal tinha anteriormente, e isso pode mudar a sua vida de cabeça para baixo, sem que ele estivesse preparado.

Isso não quer dizer que todos os cães tenham a mesma atitude diante da morte, mas, geralmente, as coisas ocorrem dessa forma. Estes são os sintomas que irão te ajudar a perceber se o seu cão foi afetado pela morte de outro bicho de estimação:

  • Ele não quer comer
  • Não quer sair para passear
  • Prefere não brincar mais
  • Ele passa o dia todo dormindo ou largado em algum canto
  • Não liga para você quando o chama
  • Não liga mais para os seus brinquedos
  • Fica procurando “alguma coisa” obsessivamente por toda a casa
  • Chora sem motivo algum
cachorro triste

Se você notar algum desses sintomas no seu cão, com certeza a morte de outro animal de estimação, ou de um membro da família, afetou-o mais do que você imaginava. Isso Pode levá-lo a desenvolver uma depressão, por isso, você deve agir antes que isso ocorra.

Como ajudar um cão que sofre com a morte de outra pessoa ou animal

Antes de levar o seu cão ao veterinário, existem várias coisas que você pode tentar fazer em casa para tentar aliviar a dor sentida pelo bichinho.

Deixe o seu cão ver o corpo

Existem estudos que demonstraram que ver o corpo morto de outro animal de estimação pode ajudar o cão a superar a morte.  Você se lembra de Hachiko? Ele ficou anos a fio esperando o seu dono porque simplesmente não sabia o que havia acontecido com ele e viveu com a esperança de que algum dia ele apareceria de novo. Deixe que o seu bichinho de estimação veja o corpo para encerrar esse capítulo da sua vida.

Dê um tempo ao animal

Todos nós temos a nossa forma particular de reagir diante das adversidades, e com o nosso cão não é diferente. Embora entendamos que você não gosta de vê-lo triste, não o deixe ainda mais agoniado oferecendo-lhe mimos e tentando brincar com ele. Deixe que ele assimile tudo que passou; quando ele estiver pronto, você saberá.

Deixe a sua comida à disposição

Sempre nos aconselharam retirar a comida do cão toda vez que passou da hora de comer. Mas nesse caso excepcional, deixe a sua tigela de comida à disposição. Possivelmente, por um tempo ele não terá vontade de comer, mas é provável que, mais tarde, se sinta melhor e tenha necessidade de comer. Ter comida por perto irá facilitar muito as coisas.

Cachorro sem querer comer

Siga a sua rotina normal

Seguir a mesma rotina diária de passeios, de brincadeiras e de exercícios físicos ajudará o animal a continuar com sua vida normalmente e a se esquecer do assunto. Embora ele não tenha vontade de sair de casa, em algum momento terá que sair. Pouco a pouco, será mais fácil convencê-lo.

Tome cuidado ao trazer outro animal de estimação para dentro de casa

Pode ser que você queria levar um novo animal de estimação para casa, tanto por você quanto por ele, mas tome muito cuidado! Ambos devem estar preparados para isso, já que se o seu cão tiver um vínculo muito grande com o bichinho de estimação falecido e não tiver transcorrido o tempo suficiente, é possível que ele se veja ameaçado ou que pense que esse novo animal de estimação irá usurpar o seu lugar na casa. 

Se você perceber que com os nossos conselhos o seu cão não está melhorando, possivelmente significa que a perda o afetou com muita intensidade. Nesses casos, o mais recomendável é que ele receba ajuda médica e psicológica de um veterinário.