A toupeira, uma excelente engenheira

dezembro 22, 2018
Este animal subterrâneo é capaz de criar galerias com um comprimento de 1,5 metro. Precisa comer pelo menos uma vez a cada 24 horas, senão morrerá.

Vive no norte do planeta, é um ser subterrâneo e compartilha muitos costumes com as musaranhos. Então, neste artigo, falaremos sobre um animal conhecido por suas habilidades de engenharia e capacidade de passar muito tempo no subsolo. 

Características da toupeira

É um mamífero placentário que, de acordo com a espécie, pode medir entre 2,5 e 20 centímetros e pesar de 12 a 550 gramas.

Graças ao seu corpo fusiforme – como o dos animais aquáticos – a toupeira pode viver no subsolo sem problemas.

Os olhos são minúsculos e cobertos de pele, portanto, por não precisar desse sentido na vida subterrânea. Ela desenvolveu mais o tato: o focinho, o rosto, as extremidades e a cauda são muito sensíveis aos estímulos.

As patas da toupeira são curtas, mas muito fortes, dotadas de garras que permitem cavar e fazer galerias de até 1,5 metro de comprimento. 

Além disso, as palmas das mãos são orientadas para cima e para trás e, além disso, funcionam como pás perfeitas para escavar.

Alimentação e hábitos da toupeira

A toupeira é um animal insetívoro, cuja dieta é baseada principalmente em minhocas. Mas, dependendo da época do ano, também pode comer répteis, pequenos roedores, raízes, tubérculos e frutas.

Sua boca pode gerar uma saliva tóxica que paralisa sua presa; assim, ela pode armazená-las vivas até comê-las.

toupeira com suas grandes garras

Já que seu metabolismo é muito rápido, ela tem que comer entre 50 e 100% de seu peso por dia. Portanto, não pode passar mais de 24 horas sem comer; caso contrário, morre. 

A maioria delas come a comida no subsolo, mas algumas aparecem na superfície para comer.

Majoritariamente, as toupeiras são animais diurnos e noturnos e, a cada quatro horas de atividade, dormem a mesma quantidade de tempo.

De hábitos solitários, são muito difíceis de serem vistas. Nós só percebemos que há uma toca por causa dos montes de terra que aparecem na superfície.

A toupeira como uma praga

As pessoas que vivem no campo ou trabalham na agricultura consideram a toupeira uma praga. Isso porque ela causa muitos danos às plantações.

Seu apetite voraz não deixa sobrar nenhuma minhoca, plantas ou raízes em um território razoavelmente grande.

Para evitar seu surgimento ou afastá-las, há várias técnicas, que vão desde a utilização de dispositivos fixos na terra que emitem sons e ruídos, até a colocação de naftalina e cânfora nas tocas.

toca de toupeira

Exemplos de espécies de toupeiras

Dentro da família Talpidae – à qual pertencem as toupeiras – podemos encontrar várias ‘tribos’ ou espécies, dentre as quais destacamos as seguintes, porque são as mais conhecidas:

  1. Toupeira comum

Também conhecida como uma toupeira europeia, vive em todo o continente europeu e se estende até a Sibéria, principalmente em florestas, prados, campos e jardins.

Ela mede cerca de 15 centímetros, tem uma cauda curta e compartilha muitas características com outras de seu tipo: focinho pontudo, olhos pequenos e patas dianteiras em forma de pá.

  1. Toupeira nariz de estrela

Pode ser encontrada por toda a América do Norte, especialmente na costa nordeste dos Estados Unidos.

Como seu nome sugere, possui um nariz diferente que inclui 22 tentáculos rosados móveis e flexíveis, que permitem aumentar sua sensibilidade no subsolo.

Além disso, essa toupeira tem cerca de 20 centímetros de comprimento, pelos grisalhos curtos, garras afiadas e cauda longa e escamosa. 

Reproduz-se na primavera e no verão, a gestação dura 45 dias e cada ninhada é formada por até seis descendentes, que nascem sem pelos.

  1. Toupeira da cauda peluda

É uma espécie norte-americana que prefere áreas abertas e florestadas com solos secos. Mede 15 centímetros de comprimento, tem a pelagem cinza escura, os olhos são cobertos de pele e não tem orelhas externas.

Tanto o focinho como as pernas são rosadas, o nariz termina em uma ponta e sua principal característica é a cauda curta – cerca de três centímetros – com muitos pelos. Sobretudo, alimenta-se de insetos e minhocas, tem hábitos noturnos e é solitária.