Águia-das-filipinas, um gigante quase extinto

novembro 11, 2019
De grande tamanho, visto que pode chegar a medir até um metro, a águia-das-filipinas é uma espécie criticamente ameaçada de extinção, uma vez que restam apenas 400 exemplares em liberdade.

A águia-das-filipinas é um predador majestoso originário das Filipinas. Conheça os hábitos e características desta ave de rapina ameaçada de extinção.

Habitat e características da águia-das-filipinas

A águia-das-filipinas, de nome científico Pithecophaga jefferyi, foi oficialmente declarada a ave nacional das Filipinas.

O seu grande tamanho (podendo chegar a medir até um metro e pesar até oito quilos), juntamente com o rápido declínio da sua população por causa do desmatamento, fazem dela uma das águias mais raras do mundo.

Esta ave de rapina, que pode viver até 30 anos em cativeiro e até 60 anos em liberdade, vive, mais especificamente, nas ilhas filipinas de Luzon, Samar, Leyte e Mindanao, onde faz os seus ninhos nas árvores da família Dipterocarpaceae.

O maior número de águias filipinas registradas está presente na ilha de Mindanao, onde há de 82 a 233 casais reprodutores.

A águia-das-filipinas

Havia rumores de que o grande tamanho da águia-das-filipinas permitiria que ela se alimentasse de macacos, embora o tamanho das suas presas varie bastante.

A sua dieta consiste em raposas voadoras, ratos gigantes, macacos e outros pássaros. Elas costumam caçar sozinhas, embora durante a temporada de procriação possam ser observadas em pares.

Quanto aos hábitos reprodutivos, os mais notáveis ​​são as enormes estruturas que compõem os seus ninhos nos galhos das árvores da família Dipterocarpaceae.

Um casal de águias-das-filipinas permanecerá unido pela vida toda, uma vez que essa espécie é monogâmica. A sua temporada de acasalamento ocorre entre setembro e fevereiro.

Uma espécie quase extinta

Infelizmente, a destruição do seu habitat por causa do desmatamento, juntamente com a mineração e a caça furtiva, fizeram com que, atualmente, apenas 400 exemplares sejam encontrados em liberdade.

Além disso, o seu ritmo reprodutivo também está diminuindo cada vez mais por causa do acúmulo de pesticidas no seu organismo.

Águia-das-filipinas em seu habitat

Em 2010, a União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) estimou que esta espécie estava em perigo crítico. Entre as medidas tomadas pelo governo das Filipinas para proteger a sua ave nacional, estão:

  • A Convenção sobre o Comércio Internacional das Espécies da Fauna e Flora Selvagens Ameaçadas de Extinção, que proíbe o comércio internacional de águias-das-filipinas.
  • A chamada ‘lei da vida selvagem’, que fornece fundos para a conservação e proteção de recursos e habitats naturais.
  • A inauguração de um centro de reabilitação para águias-das-filipinas no Parque Nacional Monte Apo, na ilha de Mindanao, dentro do Programa de Conservação das Águias-das-filipinas.

Além disso, a caça dessa espécie é um crime punível com sentenças de até 12 anos de prisão.