Amblipígios: como eles controlam as pragas?

Não são aranhas nem escorpiões, mas sua capacidade de controlar pragas em potencial vai fazer você lembrar a diferença entre um amblipígio e os outros aracnídeos.
Amblipígios: como eles controlam as pragas?

Última atualização: 01 Junho, 2021

As aranhas são conhecidas por suas qualidades predatórias na natureza. No entanto, um de seus parentes próximos desempenha funções muito semelhantes às das tarântulas e dos aracnídeos que habitam teias de aranha. Estamos falando dos amblipígios (Amblypygi) e suas impressionantes formas de controlar as pragas.

Embora à primeira vista eles possam ser confundidos com uma aranha – ou até mesmo com um escorpião – os amblipígios são um grupo à parte dentro dos aracnídeos. Os animais pertencentes à ordem Amblypygi se caracterizam por apresentarem um corpo largo e acentuadamente achatado. Se você quiser saber mais sobre eles, continue lendo.

Principais grupos de amblipígios

Esses aracnídeos pouco conhecidos estão distribuídos em todo o mundo e, atualmente, existem cerca de 170 espécies incluídas nesse grupo. Os amblipígios estão divididos em 5 famílias:

  • Charinidae.
  • Charontidae.
  • Paracharontidae.
  • Phrynichidae.
  • Phrynidae.

Possuem um formato típico das aranhas, com o corpo dividido em uma cabeça (prossoma) e abdômen (opistossoma), separados por uma cintura bastante estreita. Eles também apresentam quelíceras em sua estrutura oral, mas, ao contrário da maioria dos aracnídeos, não possuem veneno. Portanto, são completamente inofensivos para os humanos.

Se um amblipígio encontra uma pessoa, sua primeira e única resposta é fugir.

Animais que vivem em áreas cavernosas desenvolvem apêndices bem grandes para palpar o terreno.

Predadores noturnos

Os amblipígios são considerados animais troglófilos, ou seja, são capazes de viver e se reproduzir em cavernas, embora também sejam encontrados em microhabitats escuros e úmidos fora delas.

Por isso, é comum que durante o dia se escondam sob troncos, pedras e folhas secas, enquanto à noite ficam mais ativos. Quando saem de seus esconderijos para caçar, eles desempenham um papel importante como biocontroladores de pragas.

Os amblipígios caçam suas presas no escuro, com a ajuda de seu par de patas dianteiras de tamanho exagerado que funciona como um órgão sensorial. Além dessa vantagem evolutiva, essas patas estão cobertas por pelos altamente especializados, com espinhos ao longo da borda interna dos seus pedipalpos. Estes últimos terminam com uma garra final, com a qual agarram suas vítimas.

Conheça suas presas

Apesar de sua aparência, nenhum amblipígio fará mal a você, pois esses aracnídeos não produzem veneno e são animais bastante tímidos na presença dos seres humanos. No entanto, são predadores insaciáveis, capazes de controlar pragas na natureza.

Certamente, sua biologia e ecologia ainda não foram totalmente decifradas. No entanto, várias pesquisas garantem que os amblipígios se alimentam de uma ampla variedade de organismos, incluindo grilos, baratas, mosquitos, outros amblipígios ou até mesmo animais maiores, como pequenos répteis e beija-flores.

Os aracnídeos são amplamente conhecidos por serem eficazes controladores de pragas e os amblipígios não são uma exceção. Muitas de suas presas se especializam no consumo de plantas de importância econômica. Por essa mesma razão, sua presença natural nos ecossistemas mantém as pragas de invertebrados afastadas de maneira efetiva.

Como os amblipígios controlam as pragas?

Os amblipígios usam suas pinças para pegar as presas, para depois triturá-las com suas mandíbulas e torná-las líquidas, a fim de deixar seus tecidos mais digeríveis. Esses aracnídeos usam 2 métodos principais de ataque:

  • Estocada rápida e certeira que agarra e perfura o inseto com suas pinças, antes que a presa possa reagir.
  • Cercar a presa lentamente e pegá-la com suas patas mais longas, evitando qualquer suspeita, agarrando-a rapidamente.

 

Um amblipígio comendo um grilo.

Não deixe uma má primeira impressão arruinar sua chance de conhecer um pouco mais esses intrigantes animais. Como já mostramos neste espaço, os amblipígios são animais que controlam as pragas, assim podem evitar que você encontre alguns insetos não tão agradáveis.

Pode interessar a você...
6 animais encontrados na caverna de Movile
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
6 animais encontrados na caverna de Movile

A caverna de Movile é um ecossistema único no planeta. Apesar de suas condições extremas, é o lar de uma grande quantidade de vida adaptada.