Tipos de aracnídeos

abril 28, 2020
Dentro do amplo grupo dos artrópodes estão os aracnídeos. Existem milhares de tipos de aracnídeos espalhados pelo nosso planeta, cada um com características muito distintas dos outros.

Os aracnídeos compõem uma ampla classe de animais (Arachnida) pertencentes ao filo dos artrópodes. Atualmente, são conhecidos mais de 100.000 tipos de aracnídeos que estão amplamente espalhados pelo planeta, com a lógica exceção da Antártida e dos polos.

A seguir, veremos as principais características desses animais e vamos contar quais são os tipos de aracnídeos mais comuns no mundo todo.

Características gerais dos aracnídeos

Como todos os artrópodes, eles têm oito patas e dois pares de apêndices na altura da boca. Em alguns tipos de aracnídeos, as duas patas dianteiras sofreram uma modificação evolutiva, adquirindo funções sensoriais. Enquanto isso, em outras espécies, os apêndices são tão desenvolvidos que podem ser confundidos com patas.

O primeiro par de apêndices é chamado de ‘quelíceras’, dando nome ao subfilo dos quelicerados, ao qual os aracnídeos pertencem. A sua principal função está associada à alimentação, mas também são poderosos aliados para a defesa.

Os apêndices do segundo par são chamados de ‘pedipalpos’. Eles também são fundamentais para a alimentação dos aracnídeos, pois ajudam a capturar as presas. No entanto, as suas principais funções estão relacionadas à locomoção e à reprodução.

O corpo dos aracnídeos é dividido em dois segmentos ou tagmas: o cefalotórax (ou prossoma) e o abdômen (ou opistossoma). Como todos os aracnídeos, apresentam um exoesqueleto e a sua estrutura interna – onde ficam alojados os órgãos vitais – que é composta de tecido cartilaginoso.

Em resumo, o traço mais característico que permite distinguir os aracnídeos de outros artrópodes é a ausência de asas e antenas, além do número de patas, em muitos casos.

Os principais tipos de aracnídeos do nosso planeta

Na grande classe dos aracnídeos, existem 11 ordens diferentes, compreendendo diferentes espécies (algumas já extintas). Veja a seguir quais são os tipos de aracnídeos mais comuns no nosso planeta.

1. Araneae (aranhas)  

As aranhas formam a ordem mais diversa e abundante na classe dos aracnídeos (Araneae). Atualmente, mais de 40.000 espécies de aranhas já foram registradas e descritas.

Tipos de aracnídeos

Um dos seus traços mais característicos é a presença de ‘presas’ que, na verdade, são as suas quelíceras modificadas. Através dessas ‘presas’, as aranhas venenosas conseguem introduzir as suas toxinas no corpo da vítima.

Quanto ao seu comportamento e hábitos, destaca-se a incrível e reconhecida capacidade de tecer teiasfeitas por meio de múltiplos fios de seda. As chamadas ‘teias de aranha’ não servem apenas para capturar as presas, pois também atuam como abrigos e podem ajudá-las a aproveitar o vento para a sua locomoção.

Apesar da sua fama e aparência, existem poucas aranhas que representam um risco para os seres humanos. A grande maioria das aranhas tem uma personalidade tímida e equilibrada, de modo que dificilmente podem atacar uma pessoa.

2. Scorpionida (escorpiões)  

Sem dúvida, os escorpiões estão entre os tipos mais impressionantes e temidos de aracnídeos. Atualmente, são conhecidas cerca de 1.700 espécies de escorpiões que habitam principalmente as regiões tropicais e temperadas.

Escorpiões: um dos tipos de aracnídeos

Quase sempre associamos os escorpiões aos seus poderosos venenos, que podem imobilizar completamente as suas presas e chegar a fazer mal aos seres humanos. De fato, todas as espécies de escorpiões contêm certas toxinas no ferrão. No entanto, apenas 25 espécies da família dos butídeos são potencialmente perigosas para as pessoas.

Outra característica fascinante dos escorpiões é a capacidade natural de brilhar no escuro. A pele desses aracnídeos contém compostos químicos especiais que permitem que eles emitam raios fluorescentes sob a luz ultravioleta. O objetivo dessa fluorescência natural dos escorpiões ainda não é conhecido com exatidão.

3. Acarina (ácaros e carrapatos)

Embora seja comum confundi-los com insetos, os ácaros e carrapatos também são tipos de aracnídeos. Atualmente, já são conhecidas cerca de 50.000 espécies de ácaros e carrapatos. Os especialistas sugerem que possam existir até 500.000 espécies na natureza. De acordo com esses dados, essa se tornaria a mais extensa ordem de aracnídeos no futuro.

Ácaros: um dos tipos de aracnídeos

As espécies mais conhecidas de ácaros são aquelas que mantêm hábitos parasitaseles se alojam na pele de pessoas, animais domésticos e selvagens. Além disso, o chamado ‘ácaro da poeira’ é um dos agentes alergênicos mais comuns.

Outra curiosidade sobre os ácaros é que eles estão entre os animais mais antigos do mundo. Análises fósseis permitiram identificar que esse aracnídeo já habitava o nosso planeta há cerca de 400 milhões de anos, durante o período Devoniano Inferior.

medigraphic.com. 2004. Leticia Calderón Romero, Jorge TayLos artrópodos y su influencia en la vida humana. Extraído de: http://www.medigraphic.com/pdfs/facmed/un-2004/un045d.pdf

Ana G. Moreno. 2013. Apuntes de Zoología: arácnidos. Extraído de: https://www.ucm.es/data/cont/docs/465-2013-08-22-H6%20Aracnidos.pdf