Aquário noturno na Espanha: saiba tudo sobre ele!

· maio 3, 2019
No leste da Espanha, encontramos o maior aquário da Europa. Lá, você pode ver espécies marinhas de uma forma completamente diferente.

Os aquários, centros onde vivem peixes e mamíferos de todo o mundo, têm uma programação restrita ao dia. No entanto, há um aquário noturno que abre durante o verão. Quer saber quais são as atividades especiais que justificam essa mudança de horário?

Um aquário noturno: o Oceanogràfic

O Oceaonogràfic de Valência, na Espanha, é o maior aquário da Europa. Ele têm tanques de peixes que imitam os habitats marinhos de todo o mundo. Ou seja, desde o Mediterrâneo até os mares do Ártico e mares de águas quentes.

Durante o verão, esse aquário noturno mantém as suas instalações abertas. Nesse complexo, composto por dez edifícios, é possível observar cardumes de peixes, crustáceos, medusas, mamíferos marinhos como focas ou golfinhos, além de crocodilos e tartarugas.

Oceanográfic: aquário em Valencia

Este parque marinho abre todos os dias do ano. Embora dependa da exposição solar, geralmente fecha entre as seis e as oito da noite. No entanto, durante os verões, eles decidiram estender as visitas até a meia-noite. Assim, é possível aproveitar para mostrar partes da vida marinha invisíveis à luz do dia.

Exposições noturnas

O calor do verão em Valência torna muito abafado e desconfortável visitar certas partes do parque marinho durante o dia, especialmente à tarde. Por isso, a ampliação do horário se torna um atrativo para as visitas, além das exposições noturnas.

A bioluminescência, ou seja, a capacidade de alguns seres vivos criarem luz naturalmente, é um dos destaques dessas exposições. Sendo assim, há seis novos tanques de peixes nos quais você pode ver alguns dos animais mais surpreendentes do mar.

Um deles é o peixe-cofre, marcante por ter as manchas de seu corpo distribuídas geometricamente. Além disso, esse peixe tem uma forma quadrada e é um parente próximo do baiacu.

Há também enguias-de-jardim: um peixe que vive com meio corpo enterrado na areia. Na verdade, esses animais simulam um jardim. Além disso, outro animal único é o camarão mantis. Embora a sua aparência física seja muito marcante, entre as suas características principais estão a sua agressividade e enorme força. Para caçar, esses animais batem as garras com tanta força que fazem bolhas na água à sua volta e atordoam as presas.

Espécie de camarão
Outras exposições deste aquário noturno

O restante deste aquário noturno é especialmente preparado para o escuro. Há caminhos iluminados entre os edifícios e luzes decorativas nas áreas de recreação. Além disso, na área das borboletas, também há vaga-lumes, outro tipo de animal bioluminescente.

Dentro dos edifícios, a iluminação também é adaptada para proporcionar uma atmosfera subaquática noturna aos visitantes. Outro animal visto de um jeito diferente graças às luzes é a medusa. Quase translúcidas, você pode apreciar a surpreendente anatomia desse animal de uma forma diferente à noite.

Os já impressionantes túneis subaquáticos, sobre os quais nadam tubarões e jamantas, também se adaptam a esta nova programação. No entanto, outros animais diurnos, como flamingos ou focas, tendem a preferir descansar quando o sol se põe.

A fundação Oceanogràfic

Uma das grandes atrações dos aquários são os golfinhos. O Oceanogràfic não fica para trás e estreou um novo show. Nele, é possível ver natação sincronizada e acrobacias de golfinhos.

No meio do show, aproveitando a luz e a música, são exibidas mensagens ecológicas e de conservação dos oceanos nos telões. O Oceanogràfic não é apenas um aquário que abre à noite: é também uma fundação destinada a conservar e recuperar habitats marinhos.

Por isso, vários projetos de pesquisa estão sendo desenvolvidos dentro desta fundação para conhecer melhor os grandes mamíferos marinhos, como as belugas. Afinal, só conhecendo em profundidade os animais poderemos protegê-los no seu habitat marinho.

O aquário noturno Oceanogràfic de Valencia permite-nos aprender durante os meses de verão alguns dos aspectos mais difíceis de ver à luz do dia. A bioluminescência de vários seres marinhos e vaga-lumes e a exposição de outros animais e ambientes subaquáticos sob uma luz diferente são incríveis.