Aves do paraíso: espécies e características

junho 18, 2019
As aves do paraíso têm algumas das mais belas plumagens de todo o planeta. Quais são as características desses pássaros coloridos?

As aves do paraíso são aves tropicais exóticas que incluem 41 espécies. A maioria vive na Nova Guiné, embora também estejam na Austrália. Elas correspondem à ordem Passeriformes, dentro da família Paradisaeidae.

Essas aves se caracterizam por terem plumagens de extraordinárias combinações nas suas cores e formas. Dessa forma, são aves que sempre foram fonte de inspiração, tanto para as comunidades indígenas das regiões onde vivem quanto para artistas de todo o mundo.

Características gerais das aves do paraíso

Essas aves peculiares, além de sua plumagem colorida, possuem características interessantes:

  • Além das diferenças entre cada uma das 41 subespécies, em comum estão quatro dedos não-palmados, dos quais um é virado para trás e três para frente.
  • Elas vivem nas copas das árvores e ficam juntas apenas no período de acasalamento. É então que a celebração do ritmo e da cor acontece: as aves do paraíso têm maravilhosos rituais de cortejo. Elas balançam, andam de lado e até ficam de cabeça para baixo no momento da sedução.
  • As aves do paraíso variam sua dieta de acordo com a área e as circunstâncias. Algumas comem apenas pequenas frutas. No entanto, outras espécies também comem pequenos insetos, como aranhas e vermes.
  • dimorfismo sexual entre as aves do paraíso. Nesse caso, os machos são coloridos e volumosos, enquanto as fêmeas podem ter um tom neutro, como marrom.
  • Durante a temporada do cio, a fêmea escolhe o macho que melhor se movimenta e a impacta com suas penas. Após o acasalamento, ela o deixa para se dedicar totalmente a montar o ninho e criar os filhotes.
As aves do paraíso

Algumas subespécies de aves do paraíso

  • Ave do paraíso soberba: uma das mais conhecidas, graças ao show que os machos dão quando estão no cio. A fêmea tem uma plumagem marrom com manchas claras e escuras. Por outro lado, o macho tem uma cor preta quase azul, com sua cabeça e pescoço com tons de azul metálico.

A dança desses machos consiste em levantar as asas e girar em torno da fêmea movendo a cabeça de uma maneira espetacular. Eles medem cerca de 25 centímetros.

  • Ave do paraíso raggiana: é uma das subespécies de maior tamanho, com seus 75 centímetros e cerca de 500 gramas de peso. Além disso, distingue-se pelo seu peito preto, sua cabeça e pescoço amarelos com tons de verde e um vermelho terra em volta.

Além de sua presença magnífica, esta ave serve o ecossistema da Nova Guiné pela dispersão de sementes que são feitas durante a alimentação. Dessa forma, graças a ela, a noz moscada e a árvore de mogno se multiplicam na região.

Tons diferentes, formas variadas de plumagem

  • Viúva do paraíso: possui um tom de branco areia sobre o preto que se conecta a tons alaranjados no pescoço, mas o resto do corpo é preto. Além disso, chama a atenção por sua larga cauda. Ela é nativa da África Oriental.
  • Maior ave-do-paraíso: Este é um dos espécimes mais surpreendentes da subespécie de aves do paraíso. A separação entre as cores de suas penas é impecável. Com isso, a cabeça branca parece um capacete cobrindo as asas e o tronco é marrom avermelhado.

Para atrair a atenção, ela eleva as penas amarelas da cauda criando uma espécie de pluma. Eles podem medir até 45 centímetros.

  • Ave do paraíso de Wilson: as costas e a cauda destas aves do paraíso apresentam uma estética quase surrealista. Duas penas espirais azuis e finas compõem a cauda, ​​enquanto uma série de formas vermelhas e azuis são impressas na parte de trás em um fundo preto.

Nem sempre é fácil observar esta ave. Dentre outros motivos, porque vivem a quase 1200 metros de altura nas densas selvas da Indonésia.

  • Ave do paraíso real: a parte da frente dessas aves é de um vermelho vibrante, suavizado pelo branco do peito. Sua cabeça parece ter um capacete vermelho. O detalhe verde abaixo do pescoço constrói uma obra-prima no que diz respeito às penas. Além disso, suas pernas são azuis, quase roxas.

Riscos que assombram as aves do paraíso

Desde os tempos antigos, a crença de que as penas das aves do paraíso proporcionavam poderes mágicos tem sido fatal para esses animais. Elas também eram caçadas por sua carne, já que eram um dos pratos favoritos das antigas comunidades da Nova Guiné.

Espécies de aves do paraíso

Atualmente, o avanço da civilização ameaça o habitat das aves do paraíso, o que constitui uma ameaça real de extinção para esses animais.