Barracuda, um peixe agressivo e imprevisível

abril 23, 2019
A barracuda é um dos peixes com os quais você não quer ficar cara a cara; sua aparência impressionante e sua musculatura potente fazem dele um dos predadores mais temidos do oceano.

Quando pensamos em animais marinhos perigosos, sempre nos vêm à cabeça espécies como tubarões ou orcas. No entanto, pouco se sabe sobre um dos peixes mais agressivos e comuns de todas as áreas litorâneas: a barracuda.

Esse é o último representante da família dos esfirenos, um gênero de peixes carnívoros que pode ser encontrado em qualquer parte do oceano, e que poucas pessoas conhecem.

Morfologia e habitat da barracuda

O tamanho da barracuda pode ser muito variado, com um comprimento que varia entre 50 e 180 centímetros. Tem formas muito aerodinâmicas, que o tornam tremendamente veloz, e destaca-se por seu corpo grande e musculoso, de aparência inofensiva até que você olhe para sua boca.

Sua mandíbula é muito grande em comparação ao restante do corpo. Tem uma fila de dentes afiados, irregulares e grandes, que farão com que você entre em pânico se bater de frente com uma delas.

Seu peso oscila entre os 9 e os 10 quilos, mas não é difícil encontrar exemplares de quase dois metros e mais de 25 quilos. Sua mandíbula é forte e capaz de abrir a presa de forma muito violenta. Poucos rivais são capazes de sobreviver ao ataque de uma barracuda adulta.

Habitat da barracuda

Sobre seu habitat, os exemplares adultos e os mais jovens têm hábitos diferentes. As barracudas jovens geralmente frequentam áreas pouco profundas e costeiras, onde proliferam-se presas fáceis e águas mais quentes. Já a barracuda adulta passa a maior parte do tempo em áreas mais profundas.

Também são encontradas em áreas de manguezais ou em lagoas costeiras, sempre buscando algo para colocar na boca. É possível encontrar um predador desses quase no mundo inteiro, mas recomendamos que você não os incomode.

Alimentação da barracuda

Partindo do princípio de que uma barracuda adulta pode comer quase qualquer coisa comestível que encontrar, seus pratos preferidos são os peixes pequenos, fáceis e rápidos de capturar. Além disso, também ingere pequenos crustáceos e camarões.

Alimentação da barracuda

Os humanos não entram em sua dieta e não é comum que ela nos ataque se não se sentir intimidada. Quando isso acontece, faz um ataque rápido e explosivo e foge rapidamente. As consequências de um ataque de barracuda adulta geralmente são graves, com machucados importantes, ainda que quase nunca levem à morte.

Reprodução da barracuda

Esse peixe geralmente se reproduz entre os meses de abril e setembro, quando a água é mais quente, e aumenta também a quantidade de alimento disponível. Aos três anos, uma barracuda macho já está desenvolvida o suficiente para a reprodução. Já as fêmeas precisam de um ano a mais para estarem com o corpo pronto.

As áreas com águas pouco profundas e quentes são as preferidas das fêmeas para por seus ovos. Elas os colocam em áreas protegidas, mas soltos, para evitar que sejam devorados por peixes menores.

Em cada posta, geralmente produzem entre 5.000 e 30.000 ovos. Esse número é suficiente para garantir uma nova geração de barracudas, ainda que a maioria deles sejam devorados.

Quando saem dos ovos, as áreas de recifes oferecem aos pequenos peixes a proteção necessária antes de se aventurarem a explorar regiões mais profundas e perigosas, onde seriam presas muito fáceis.

São comestíveis?

Os exemplares médios geralmente são consumidos em forma de filé, mas as barracudas maiores já foram causas de intoxicação alimentar em países do oriente.

Pesca de barracuda

É um dos peixes de pesca esportiva mais valorizados. Sua velocidade e força fazem com que seja uma espécie muito difícil de pegar com vara, mas a foto final — com seus dentes impressionantes — é a mais desejada.

Atualmente, não corre nenhum risco de extinção e o número de exemplares é muito alto. Esta é uma informação magnífica, considerando as notícias que temos visto sobre os oceanos ultimamente.