Bichon frisé: principais características da raça

outubro 23, 2019
Embora a sua aparência tenha servido para que ele se tornasse o animal de estimação favorito de muitos nobres, o bichon frisé esteve a ponto de desaparecer durante a Primeira Guerra Mundial.

Um cachorro branco e pequeno, com pelo comprido e encaracolado, alegre e ideal como cão de companhia. Assim poderíamos resumir as principais características do bichon frisé, mas há muito mais para contar sobre essa raça bonita e inteligente.

Um cachorro com antepassados ​​das Canárias

Também conhecido como bichon de pelo encaracolado, tudo parece indicar que as origens desse animal devem ser procuradas no século XII, na bacia do Mediterrâneo.

Houve o cruzamento de uma antiga raça francesa conhecida como barbet, atualmente desaparecida, com cães brancos. A partir disso surgiram os poodles e os cães ‘com barbicha’ que, com o passar do tempo, começaram a ser chamados de’ bichones ‘.

Havia quatro variedades desses animais: maltês, havanês, bolonhês e de Tenerife. Neste último, desenvolvido nas Ilhas Canárias, encontramos o ancestral direto do atual bichon frisé, que não demorou a se transformar no animal de estimação favorito de muitos nobres.

No entanto, a raça esteve a ponto de desaparecer durante a Primeira Guerra Mundial. Na década de 30 do século passado, alguns espécimes foram resgatados por criadores franceses e belgas e, assim, passaram a ser chamados de bichon à poil frisé (bichon de pelo encaracolado).

Finalmente, em meados dos anos 50, esses simpáticos cães chegaram à América.

Apresentamos o bichon frisé, um cão pequeno e elegante que se destaca pelo seu pelo branco encaracolado, mas também pela sua inteligência, adaptabilidade e alegria.

O bichon frisé: características da raça

Características físicas do bichon frisé

Com uma altura da cernelha inferior a 30 centímetros, de acordo com os padrões da raça, o bichon frisé é um cão forte e compacto, apesar do seu tamanho. Entre as características físicas deste cachorro refinado e elegante, podemos destacar:

  • Peso: entre três e seis quilogramas.
  • Pelagem: densa, fina e macia.
  • Tronco: ligeiramente arqueado, largo e musculoso.
  • Rabo: de inserção baixa, embora geralmente seja mantido elevado e um pouco curvado.
  • Pescoço: longo e ereto.
  • Cabeça: plana em cima. O crânio é mais comprido do que o focinho.
  • Focinho: grande, preto e arredondado.
  • Olhos: escuros e redondos, com expressão alerta e inteligente.
  • Orelhas: penduradas, longas e peludas.

Conheça o comportamento deste cãozinho

Muito ativo, extrovertido e brincalhão, mas adaptável a diferentes circunstâncias e espaços, o bichon frisé é ideal para pessoas que não tenham experiência anterior em conviver com animais de estimação.

Carinhoso, sociável e sensível, ele se dá bem com outros animais de estimação e com crianças. No entanto, devido ao seu tamanho reduzido, é necessário tomar precauções caso ele vá conviver com crianças menores de cinco anos, pois elas ainda não têm controle da sua força e podem machucá-lo.

Como se isso não bastasse, este é um cão obediente e fácil de treinar. Porém, como nada é perfeito, ele não suporta ficar muito tempo sozinho. Portanto, este é um ponto a ser considerado ao escolhê-lo como animal de estimação.

Filhotes da raça bichon frisé

Cuidados exigidos pelo bichon frisé

Outro ponto a ser considerado ao decidir ter um bichon frisé como cão de companhia é o cuidado com o seu pelo. Este é um animal que não perde pelo, mas, para que sempre esteja com a aparência ideal e para evitar os nós, a escovação deve ser diária, com banhos frequentes.

Além disso, ele também precisa se exercitar mais do que outros cães do seu tamanho. Ele se diverte em passeios ao ar livre e pode até mesmo participar de competições de agility.

Com uma expectativa de vida entre 12 e 16 anos, este é um cão que goza de boa saúde. No entanto, é necessário estar atento a:

  • Perda de dentes
  • Catarata
  • Acúmulo de tártaro
  • Sobrepeso
  • Luxação patelar (rótula deslocada), devido ao exercício intenso
  • Alergias na pele
  • Cálculos na bexiga
  • Infecções nos ouvidos

De resto, uma alimentação adequada, de acordo com as suas características e com cada fase da vida, visitas regulares ao veterinário e não deixar de fazer a desparasitação e a vacinação são detalhes essenciais para que cachorros de qualquer raça tenham uma vida saudável e feliz.