É uma boa ideia ter um suricato de estimação?

junho 15, 2018
Este mamífero é extremamente sociável, pois, em estado selvagem, vive em grupos de até 40 indivíduos. Todos eles passam grande parte do dia realizando atividades em conjunto.

Muitas pessoas se perguntam se é possível ter um suricato de estimação e a resposta é sim! Existem diversos motivos para se pensar em ter este animal em nossa casa. Alguns deles podem nos deixar em dúvida de que talvez existam opções melhores.

Qual a causa da popularidade de se ter um suricato de estimação?

O suricato era uma espécie desconhecida por muitos de nós. Porém, nos últimos anos, tem ganhado popularidade graças ao carisma e à aparição no filme de animação O Rei Leão, que tem o seu próprio musical.

Este pequeno animal parece ser muito amigável e gracioso, mas não se engane. Por trás desse aspecto inofensivo, existe um animal selvagem e que pode não ser a companhia mais adequada.

É legal ter um suricato de estimação?

É importante pontuar que, atualmente, é legal possui um suricato, mas parece que isso pode mudar. É fundamental ressaltar isso, já que ele é um dos animais candidatos a serem proibidos, caso faça parte do catálogo de espécies invasoras, pelo menos na Espanha. Essa lista contém outras espécies como o guaxinim.

As espécies invasoras estão terminantemente proibidas. Adquirir uma delas pode levar a sérias sanções econômicas por causa do enorme impacto delas nos ecossistemas. Diversos especialistas propuseram a inclusão do suricato nessa lista, dada a sua popularidade e semelhança com os mangustos, outra espécie invasora presente no catálogo até hoje.

suricato de estimação

É um dos animais candidatos a serem proibidos, caso faça parte do catálogo de espécies invasoras, pelo menos na Espanha.

Seu comportamento faz deles bons animais de estimação?

Este mamífero é extremamente sociável, pois em estado selvagem vive em grupos de até 40 indivíduos. Todos eles passam grande parte do dia realizando atividades em conjunto.

Essa característica tem uma consequência na hora de adquirir um suricato de estimação: eles necessitam viver em grupo. Portanto, é recomendável ter locais especializados capazes de abrigar mais de uma dezena de indivíduos.

No caso de você desejar ter este animal em sua casa, é fundamental adotar pelo menos um casal. Além disso, eles devem ter a possibilidade de procriar e de ter uma família. Nos últimos meses, o assunto tem gerado polêmica ao constatarem as condições em que estes animais às vezes são vendidos.

Um ser muito exigente

Outra grande característica do suricato é que suas enormes colônias vivem em túneis. Eles defendem esses esconderijos dos predadores, graças ao seu comportamento de vigilância. Os túneis são construídos pelos próprios suricatos, que são excelentes escavadores.

Por causa disso, esses mamíferos são muito caros de serem mantidos. Eles devem ter acesso diário a uma região de terra, como um amplo jardim, por exemplo. Além disso, é necessário cimentar o solo para evitar que fujam.

Em muitas ocasiões, a ausência dessa possibilidade faz com que eles apresentem comportamentos compulsivos dirigidos a móveis e a outros objetos. Por exemplo, o suricato pode começar a cavar buracos em colchões ou sofás.

É uma boa ideia ter um suricato como animal de estimação?

Os suricatos são animais muito caros de serem mantidos. Eles devem ter acesso diário a uma região de terra, como um amplo jardim, por exemplo. Além disso, é necessário cimentar o solo para evitar que fujam.

São agressivos ou territoriais?

Este é outro dos problemas destes animais. Em seu habitat, os suricatos são muito agressivos e territoriais. Embora um filhote criado em companhia de outras espécies seja menos perigoso, ainda existem alguns riscos.

E, embora um grupo familiar não traga problemas, a criação de grupos artificiais pode causar brigas intensas. Os conflitos violentos podem ser mais frequentes com outros bichos de estimação, como cães e gatos. Os suricatos podem até morder desconhecidos com suas poderosas presas.

Por causa dessa territorialidade, os suricatos marcam o território com suas glândulas anais. Elas secretam um líquido de cheiro desagradável e que mancha. Outra característica que deve ser avaliada na hora de escolher esse animal que pode causar incômodos e destruição.

Outros cuidados com um suricato de estimação

Todos esses inconvenientes, somados à sua inteligência, fazem os suricatos apresentarem problemas de comportamento e estresse em cativeiro. Para evitar isso, é recomendável elaborar um projeto de enriquecimento ambiental, como os realizados por zoológicos e santuários.

Outra das exigências mais importantes desses animais é com relação à dieta. Os suricatos comem escorpiões e serpentes, especialmente quando estão em seu habitat natural. Em cativeiro, é comum se alimentarem de vermes e grilos, que podem ser comprados em lojas ou criados em casa.

O consumo da carne de pequenos roedores ou de aves também é muito importante. Por isso, devemos contar com um estabelecimento confiável ou com uma empresa que forneça esses animais congelados.

O problema é que todas essas condições costumam não ser cumpridas. Assim, em muitas ocasiões, um suricato de estimação acaba vivendo em más condições, enjaulado por muitas horas. Se você não puder cumprir com todas essas necessidades, existem animais mais adequados que serão mais felizes ao seu lado.