Os búfalos e a pecuária: uma nova simbiose

Tornar as oportunidades de criação de animais mais variadas e diversificadas melhora a qualidade de vida nas áreas rurais do mundo todo.
Os búfalos e a pecuária: uma nova simbiose

Última atualização: 28 Janeiro, 2021

A produção de búfalos (Bubalus bubalis) se tornou um dos ramos mais bem-sucedidos da pecuária nas últimas décadas, especialmente devido à devastação nas fazendas de muitos países após a crise da doença da vaca louca.

Por esse motivo, dedica-se muito esforço a conhecer as peculiaridades dessa espécie, para que a relação entre os búfalos e a pecuária seja uma simbiose perfeita que melhore a qualidade de vida de humanos e animais.

No entanto, não devemos subestimar o efeito negativo da domesticação de uma espécie selvagem e, por isso, os especialistas alertam para a necessidade de sempre manter o equilíbrio e proteger a diversidade biológica a todo custo. Aqui, vamos contar as peculiaridades da criação de búfalos.

Os búfalos e a pecuária: uma pequena abordagem da espécie

Os búfalos fazem parte da família dos bovídeos, assim como as vacas. São animais grandes, com até 180 centímetros de altura na cernelha e 1200 quilos de peso. Da mesma forma que muitos bovídeos exóticos, esses animais possuem chifres poderosos.

Eles são coloquialmente conhecidos como “búfalos-d’água” por causa da sua preferência por áreas alagadas ou pantanosas. Esses bovídeos conseguem caminhar sem dificuldade sobre a lama do fundo, graças aos seus largos cascos.

Os búfalos e a pecuária: uma nova simbiose

Os búfalos e a pecuária

Há décadas, essa espécie começou a ser considerada como animal de criação com uma tríplice finalidade: produção de carne, leite e trabalho. Em um contexto de mercados saturados, isso representa uma grande oportunidade para diversificar a pecuária, especialmente em áreas marginais onde talvez outros animais de criação não sejam capazes de se adaptar:

  • A búfala-do-rio (Bubalus bubalis bubalis) provou ser uma excelente produtora de leite. De fato, essa é a matéria-prima utilizada para fazer o queijo muçarela tão desejado nas pizzas.
  • O búfalo-do-pântano (B. b. carabanensis) é melhor criado para a produção de carne, couro e como animal de tração.

Importância desse animal a nível mundial

O búfalo-d’água se tornou um dos maiores produtores de leite do mundo. Em vários países, a sua criação e manutenção excede até mesmo a do gado doméstico tradicional.

A maior parte do rebanho mundial de búfalos pertence a pequenos produtores em países em desenvolvimento, que criam um ou dois animais. Esse é o caso da Índia que, apesar do pequeno tamanho de suas propriedades, é um dos principais produtores.

Alguns países vêm desenvolvendo programas de criação para melhorar a produção de búfalos há anos. Isso permitiu a criação de várias raças especializadas, entre as quais estão as seguintes:

  • A raça Murrah é nativa do noroeste da Índia. É caracterizada pela pelagem preta azeviche com manchas brancas apenas na ponta da cauda. Apesar de ser uma raça selecionada para a produção de leite, possui uma conformação de carne muito boa.
  • A raça Jaffarabadi também é nativa do noroeste da Índia e fisicamente bastante semelhante à anterior. É uma boa produtora tanto de leite quanto de carne.
  • A raça Mediterrâneo também é de origem indiana, apesar de ter sido definida como tal na Europa. Mais uma vez, apresenta uma excelente conformação de carne e leite, mesmo em climas tropicais e subtropicais.

A criação de búfalos acabou se tornando uma revolução para o setor de leite e derivados

A produção de leite de búfala – a nível global – ocupa o segundo lugar em importância, atrás apenas do leite bovino. Isso significa superar várias espécies comumente usadas, tais como ovelhas ou cabras.

A variedade “de rio” representa 70% da população mundial de búfalos, e o seu leite representa uma parte substancial da produção total de leite na Índia, no Paquistão ou no Oriente Próximo. As fêmeas produzem entre 1500 e 4500 litros de leite em cada gestação e têm uma vida produtiva muito longa.

Além dos benefícios das búfalas para a pecuária, seu leite tem um excelente valor nutricional, principalmente quando utilizado para o preparo de produtos derivados como queijo, manteiga ou sorvete. Porém, tem mais gordura e lactose do que o leite de vaca.

Os búfalos e a pecuária: uma nova simbiose

O lado B da relação entre os búfalos e a pecuária

A espécie Bubalus bubalis como tal não é considerada ameaçada de extinção, mas, como resultado da sua domesticação, as populações selvagens continuaram a diminuir, embora esse não seja o único problema. A maior ameaça para a espécie é o desaparecimento do seu habitat, a floresta tropical e as áreas pantanosas em que gosta de viver.

Mais uma vez, cabe ao ser humano promover o equilíbrio. A utilização de novas terras para fins agrícolas ou para a construção não deve implicar a destruição dos ecossistemas. É preciso sempre priorizar a proteção de áreas virgens para a manutenção da biodiversidade.

Pode interessar a você...
A importância da vaca na Índia
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
A importância da vaca na Índia

Todo mundo sabe que a vaca na Índia é um animal sagrado e intocável, mas por quê? Confira este artigo para saber a resposta.