Os cães podem comer cebola?

A cebola é um vegetal que contém tiossulfato. Descubra o que esse composto sulfúrico pode causar no corpo dos cães.
Os cães podem comer cebola?

Última atualização: 15 Agosto, 2021

As pessoas consomem alimentos que muitas vezes decidem incluir na dieta de seus cães. Porém, é importante esclarecer que nem tudo que faz parte da dieta humana é igualmente bom para os caninos, já que o metabolismo deles é diferente. Daí surge a pergunta: será que os cães podem comer cebola?

É imprescindível que os tutores se informem sobre como oferecer aos animais uma alimentação adequada. Portanto, pesquisar e buscar a ajuda de um veterinário ou outro profissional da área facilitará a tarefa de definir uma boa alimentação para o seu cão. No caso da cebola, a seguir você conhecerá os efeitos desse produto para os cães.

A cebola faz mal para os cães?

A cebola ou Allium cepa é um vegetal que faz parte do gênero Allium, que também inclui vegetais como alho e cebolinha. Esse produto é muito comum na alimentação humana e é composto por quantidades significativas de potássio, cálcio e algumas vitaminas que podem nos beneficiar.

No entanto, é um vegetal que também possui um composto sulfúrico denominado tiossulfato que, apesar de não ser prejudicial às pessoas, é altamente tóxico para os cães. Ou seja, permitir que seu cão coma cebola pode ser perigoso, independentemente de o alimento estar cru, cozido ou desidratado.

 

Uma cebola cortada em uma mesa.

Por que os cachorros não comem cebola?

A cebola faz parte dos alimentos tóxicos para os cães, pois eles não possuem a enzima necessária para digerir o composto sulfúrico desse vegetal. Portanto, é aconselhável substituir esse alimento por outro que forneça as vitaminas e os nutrientes necessários ao animal sem colocá-lo em risco de desenvolver graves problemas de saúde.

A partir de qual quantidade o consumo de cebola pode ser prejudicial?

De acordo com a Federação Europeia de Fabricantes de Alimentos para Animais de Estimação, o consumo de uma quantidade mínima de cebola causa danos oxidativos à membrana lipídica dos glóbulos vermelhos dos cães. Também resulta na desnaturação oxidativa irreversível da hemoglobina, causando problemas de anemia em cães.

Talvez o seu cão uma vez tenha ingerido um pequeno pedaço de cebola que estava ao seu alcance ou você pode ter oferecido a ele um pedaço de algum prato que incluía esse vegetal. Embora contradiga o que foi mencionado acima, é provável que o cão não tenha apresentado problemas em nenhum desses dois casos. Então, a partir de qual quantidade a cebola pode ser prejudicial ao organismo dos cães?

Ora, a cebola é um alimento perigoso para os cães quando administrada em grandes doses ou em pequenas porções repetitivas. Especificamente, um cachorro pode apresentar uma intoxicação se tiver consumido 0,5% do seu peso em cebola. Em outras palavras, se um cão de 40 quilos comer 200 gramas de cebola, estará em perigo.

Sintomas de intoxicação por cebola em cães

Embora seja provável que seu cão não apresente problemas de saúde por ter comido um pouco de cebola em um momento qualquer, é recomendado que você evite completamente o consumo desse vegetal pelo animal. Nesse sentido, se você incluía cebola em algum prato da dieta do seu cão, tente não fazer mais isso.

No entanto, se você acha que seu cão consumiu uma quantidade considerável de cebola, preste atenção aos seguintes sintomas:

  • Vômitos.
  • Diarreia.
  • Apetite diminuído.
  • Salivação aumentada.
  • Pulso e frequência respiratória aumentados.
  • Fraqueza e fadiga
  • Dor abdominal.
  • Mucosas pálidas.

Doenças geradas nos cães pelo consumo de cebola

Esse vegetal do gênero Allium pode destruir as células vermelhas do sangue de cães e causar sérios problemas de saúde, afetando sua qualidade de vida. A seguir estão algumas das doenças que podem ocorrer em cães devido à presença de tiossulfato em sua dieta:

  • Anemia hemolítica: essa patologia ocorre quando há uma aceleração no processo normal de decomposição dos glóbulos vermelhos, o que causa o acúmulo de bile e hemoglobina no corpo. Quando um cão tem anemia hemolítica, seu sangue fica marrom escuro, ele se sente fraco e seu pulso fica acelerado.
  • Insuficiência renal: nessa doença, os rins ficam incapazes de remover os resíduos do sangue e causam um acúmulo de toxinas. Nesse caso, os cães bebem e urinam mais do que o normal, perdem o apetite, perdem peso e podem ficar deprimidos.

O que fazer se meu cachorro comer cebola?

Por outro lado, os sintomas após o consumo da cebola costumam aparecer tardiamente, ou seja, dias após a ingestão. Portanto, se você acha que seu cão consumiu uma quantidade considerável desse vegetal, não precisa esperar que os sinais clínicos se tornem aparentes. Leve o animal imediatamente ao veterinário, para que o profissional faça uma avaliação e determine o estado de saúde do cão.

Considerações finais

Em conclusão, a toxicidade da cebola depende da quantidade de tiossulfato contida nela. Portanto, é melhor deixar esse vegetal fora da dieta do seu animal e substituí-lo por outros alimentos que contenham as vitaminas, os minerais, as proteínas e os nutrientes necessários.

 

Um cachorro comendo uma cebola.

Lembre-se de que nem todos os alimentos ingeridos por humanos terão o mesmo efeito nos cães. Consulte um veterinário para saber se a alimentação que você fornece ao seu animal de estimação é ideal. Esse é um aspecto fundamental para ter um cão saudável e feliz em casa.

Pode interessar a você...
Os cães podem beber leite?
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Os cães podem beber leite?

Para saber se os cães podem beber leite, é necessário analisar cada animal em específico e sua intolerância a esse alimento. Saiba mais!