Os cães podem comer farinha de trigo?

A farinha de trigo contém uma alta porcentagem de amido. Descubra se esse ingrediente tem benefícios suficientes para ser incluído na dieta do seu cão.
Os cães podem comer farinha de trigo?

Última atualização: 28 Agosto, 2021

A alimentação de cães é um aspecto fundamental e influente na qualidade de vida desses animais. Para encontrar uma dieta balanceada que beneficie seu corpo, é necessário revisar quais alimentos ou ingredientes fornecem nutrientes suficientes para seu corpo. Daí surge a pergunta: os cães podem comer farinha de trigo?

Para saber exatamente quais alimentos contribuem positiva ou negativamente para a vida de um cão, é aconselhável consultar um veterinário. Por meio de avaliações, o profissional saberá reconhecer se é conveniente retirar algum elemento de sua alimentação, inclusive a farinha de trigo. É importante diagnosticar a tempo se o cão tem reações alérgicas ou está propenso a sofrer de alguma doença devido à sua dieta.

Componentes da farinha de trigo

A farinha de trigo é um ingrediente comum no preparo de muitos pratos, especialmente bolos, biscoitos e outros produtos assados. Porém, como acontece com todos os alimentos, o fato de não afetar os humanos não significa que atue da mesma forma em cães.

Existem farinhas que são constituídas por 3 partes do grão de trigo: o endosperma — que contém proteína e amido —, o germe — que é a parte rica em proteínas, gorduras e vitaminas — e também o farelo ou parte de fibra. A fibra é essencial para muitos seres vivos onívoros e herbívoros, pois ajuda a manter a microbiota intestinal.

No entanto, a farinha de trigo branca ou refinada é composta exclusivamente por endosperma. Isso significa que ela contém menos nutrientes do que outros derivados do trigo, como a farinha de trigo integral.

 

É ruim para os cães comer farinha de trigo?

É ruim para os cães comer farinha de trigo?

Apesar de ser um ingrediente agradável em várias receitas, a farinha de trigo branca é submetida a processos muito evidentes e carece de componentes que beneficiem os cães, como vitaminas, proteínas e minerais. Além disso, essa farinha possui aproximadamente 80% de amido, componente que facilita o ganho de peso e pode causar problemas de digestão em cães.

Embora de vez em quando você possa dar a seu cão um alimento que contenha farinha de trigo, fazer com que o animal ingira esse produto em excesso pode ser prejudicial. Acima de tudo, a farinha de trigo deve ser evitada se for acompanhada de açúcar em preparos como biscoitos, doces ou bolos. Incluir grandes quantidades de farinha de trigo na dieta do cão pode deixá-lo obeso e causar problemas de saúde.

Então, os cães podem comer farinha de trigo? A resposta mais simples é “sim”, desde que eles não tenham alergia ao trigo ou alguma outra reação negativa. No entanto, não é a melhor opção para a alimentação canina. Essa farinha carece de nutrientes que proporcionam benefícios ao organismo desses animais, por isso é melhor evitá-la.

Outras farinhas

Por outro lado, embora a farinha de trigo composta apenas por endosperma não seja a opção mais nutritiva para a alimentação dos cães, existem outras variedades que contêm vitaminas e proteínas para influenciar positivamente a saúde dos caninos. As alternativas a seguir podem fazer a diferença no fornecimento de nutrientes que seu cão obtém por meio da alimentação:

  • Farinha de trigo integral: contém fibras, proteínas, vitaminas e minerais porque, ao contrário da farinha de trigo branca ou refinada, a farinha de trigo integral é feita a partir de 3 partes do grão do trigo. Ou seja, é feita de endosperma, germe e farelo.
  • Farinha de amêndoa: é obtida através da moagem das nozes da amêndoa. Essa farinha é muito rica em proteínas, mas também contém fibras, cobre, fósforo e outros minerais importantes para o organismo dos cães.
  • Farinha de coco: esse tipo de farinha é o resultado da moagem da polpa do coco até a obtenção de um pó rico em proteínas e fibras vegetais. Além disso, é uma boa alternativa por não conter glúten, componente que pode causar problemas em alguns cães.
  • Farinha de aveia: é feita moendo a aveia até obter um pó fino. É uma boa opção na hora de assar biscoitos ou fazer outros tipos de petiscos para cães, pois é rica em antioxidantes, vitaminas e minerais. Além disso, essa variedade não contém glúten e tem baixo teor de açúcar.

 

Será que os cães podem comer farinha de trigo?

Pensamentos finais

Concluindo, embora a farinha de trigo não seja um produto prejudicial para os cães, existem alternativas melhores e mais saudáveis quando se trata de fornecer uma dieta rica e balanceada. Além disso, de acordo com a American Animal Hospital Association (AAHA), também é importante levar em consideração aspectos específicos como idade, estado fisiológico e atividade do animal para avaliar se sua dieta está sendo adequada.

Lembre-se de que a dieta que você fornece a um cão influencia positiva ou negativamente sua saúde. Portanto, evite oferecer a ele alimentos que não fornecem os nutrientes necessários ao seu organismo. Da mesma forma, não se esqueça de que com o auxílio de um veterinário você poderá avaliar o desenvolvimento nutricional do seu cão e, dessa forma, determinar se ele está adequado.

Pode interessar a você...
A dieta vegana para cães é prejudicial à saúde?
Meus Animais
Leia em Meus Animais
A dieta vegana para cães é prejudicial à saúde?

A dieta vegana para cães é saudável? Como isso o beneficia e como pode prejudicá-lo? Como devo seguir essa dieta para que ela seja saudável?