Os cães podem comer nozes?

As nozes são nozes altamente densas em nutrientes que beneficiam as pessoas; Mas, os cães podem comer nozes e obter os mesmos benefícios em seu corpo? Descubra abaixo.
Os cães podem comer nozes?

Última atualização: 17 Outubro, 2021

Quando você está consumindo algum alimento, provavelmente seu cão se aproxima para ver se você lhe dá um pouco. No entanto, você deve ter em mente que nem tudo que você come é igualmente bom para seu animal de estimação. Por exemplo, os cães podem comer nozes? Essas nozes são boas para o organismo do cachorro?

É importante que você saiba quais alimentos podem trazer bem-estar ao seu animal de estimação e quais devem ser evitados para que o cão possa levar um estilo de vida saudável. Neste artigo, apresentamos os efeitos das nozes em cães para que você possa determinar se é apropriado (ou não) fornecer esse alimento ao seu cão.

Composição das nozes

Em primeiro lugar, convém destacar que as nozes fazem parte do grupo das oleaginosas, as quais apresentam uma elevada densidade energética. Isso se deve ao seu alto teor de gordura, que varia em torno de 74 gramas por 100 gramas de nozes. Apesar de ser tão calórica, seu potencial saudável para o coração foi demonstrado em humanos.

Esse alimento possuo antioxidantes, fibras e outras substâncias bioativas que lhe conferem grande valor nutricional. Também se destaca seu alto teor de potássio e zinco, micronutrientes essenciais para o desenvolvimento muscular e muitos outros processos basais. Por todas essas razões (e outras mais), o consumo das nozes por humanos é recomendado.

Nozes descascadas em um prato.

Os cães podem comer nozes?

De acordo com a composição dessas oleaginosas, você acha que os cães podem comer nozes? Em primeiro lugar, você deve entender que essa não é uma opção recomendada para os cães. Embora as nozes proporcionem benefícios ao corpo humano, elas não atuam da mesma forma na vida dos cães, podendo até causar problemas de saúde nesses animais.

Devido ao alto teor de gordura, esse alimento não funciona como um suplemento nutricional para os cães e podem ser o gatilho para o sobrepeso ou a obesidade. Além disso, as nozes comuns contêm juglone, uma substância tóxica encontrada na casca da noz e prejudicial a esses animais.

Portanto, as nozes não são uma opção saudável para o seu animal de estimação. A maioria das oleaginosas é perigosa para seu amigo de quatro patas, embora haja exceções. Por exemplo, amendoins podem ser recomendados em certos casos, mas devem ser administrados com muito cuidado.

Os cães são animais carnívoros facultativos. Portanto, eles não incluem as oleaginosas naturalmente em sua dieta.

Amendoim: uma exceção

Os amendoins não possuem componentes tóxicos que possam afetar os cães, por isso são um complemento que pode ser oferecido ao seu animal de estimação. Em qualquer caso, esse alimento deve ser oferecido ao cão em quantidades mínimas e muito ocasionalmente. Da mesma forma, devem estar bem descascados e não devem ser salgados, caramelizados ou cobertos com outro ingrediente.

Nozes que seu cachorro não deve comer

As nozes, assim como o chocolate e outros alimentos, fazem parte da lista de alimentos que você deve manter longe do seu amigo canino. Como já mencionado, algumas oleaginosas têm efeitos negativos no corpo do animal. Aqui estão alguns dos tipos de oleaginosas mais tóxicas e prejudiciais para cães:

  • Noz de macadâmia: essa talvez seja uma das oleaginosas mais perigosas para o seu animal de estimação. A noz de macadâmia é tão prejudicial que pode causar problemas neurológicos no cão. Um pouco dessa oleaginosa é capaz de causar vômitos, calafrios, diarreia, febre e até convulsões em seu cão.
  • Castanha-do-pará: essa é uma das oleaginosas mais gordurosas que existe. Embora não tenha componentes tóxicos, representa um perigo para o seu animal de estimação. Essa castanha pode causar problemas digestivos em seu cão ou doenças como pancreatite.
  • Pistache: os pistaches são oleaginosas semelhantes às nozes que podem bloquear o intestino do cão ou causar asfixia, por isso são considerados perigosos.
  • Pinhões: essas oleaginosas semelhantes às nozes não são tóxicas, mas são ricas em gordura e fósforo. Os pinhões podem irritar o estômago do seu animal, mesmo se ingeridos em pequenas quantidades. Portanto, é melhor evitá-los na dieta canina.

Intoxicação por nozes: o que fazer?

Se o seu cão se intoxicar com nozes, é recomendável consultar um veterinário para descobrir qual é a condição do animal e o que fazer a respeito. No caso de intoxicação por noz de macadâmia, fique de olho no cão até que ele comece a apresentar os sintomas mencionados. É preciso maior preocupação se a situação não melhorar em 24 horas.

Por fim, lembre-se de que seu animal de estimação precisa ser alimentado com uma dieta completa e balanceada que lhe permita levar um estilo de vida saudável e feliz. Portanto, saber escolher seus alimentos, seus petiscos e seus suplementos nutricionais é essencial. O que seu cão come deve ser o que é adequado para ele, não o que é conveniente para o tutor ou seu ambiente.

Um cachorro come uma tigela de arroz.

Em resumo, embora nem todas as oleaginosas sejam tóxicas, elas não são saudáveis ou necessárias na dieta do seu amigo canino. É preferível que você não ofereça esse tipo de alimento ao seu cão, optando por alimentos que forneçam calorias e energia sem efeitos prejudiciais. Existem frutas e vegetais que podem realmente contribuir para o bem-estar do seu animal de estimação, por isso não desista.

Pode interessar a você...
Riscos de deixar os cães comerem caracóis
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Riscos de deixar os cães comerem caracóis

Você sabia que deixar os cães comerem caracóis pode trazer alguns riscos para estes animais? Descubra todos os detalhes neste artigo.