O que os caracóis comem?

Os caracóis são animais muito interessantes e amigáveis, mas nem todos sabem ao certo a sua dieta. Aqui nós contamos a você em detalhes.
O que os caracóis comem?

Última atualização: 11 Outubro, 2021

Os caracóis são seres vivos presentes na cultura em geral, pois todos já vimos alguns desses gastrópodes com conchas se aventurando por uma estrada ou rodovia em uma noite chuvosa. Esses invertebrados são interessantes em muitos aspectos, mas se destacam acima de tudo por seu trabalho ecológico. Para entendê-lo, é necessário responder à pergunta: o que os caracóis comem?

Existem milhares de espécies de seres vivos que podem ser incluídos no termo “caracol”. Portanto, nas linhas a seguir exploramos sua dieta de forma geral de acordo com o ambiente que colonizaram (terra, mar e água doce). Não perca!

O que são os caracóis?

Antes de explorar as opções dietéticas desses invertebrados, achamos importante descrevê-los resumidamente. Todos os caracóis pertencem ao filo Mollusca, mas diferem de outros parentes (como bivalves ou polvos) por fazerem parte da classe Gastropoda. Atualmente, estima-se que existam 60 mil espécies diferentes de caracóis gastrópodes.

Esses moluscos se diferenciam dos demais pela presença de uma concha, que em todos os casos deve ser grande o suficiente para permitir a retração completa de seu corpo. Esse exoesqueleto tem uma estrutura complexa com 3 camadas diferentes e é composto principalmente de carbonato de cálcio (e não mais do que 2% de proteína).

Além da concha, os caracóis possuem um pé móvel que secreta muco, cuja função é permitir ao animal se locomover tanto em terra quanto no fundo do mar. Devido ao seu método de locomoção rudimentar, são conhecidos por sua velocidade extremamente baixa (até 1 milímetro por segundo).

As seções mais marcantes do caracol são o pé motor e a concha protetora.

Existem muitas curiosidades sobre os caracóis.

A rádula dos caracóis: o segredo da sua alimentação

Conforme indicado por sites profissionais, a rádula é uma estrutura especial presente em muitos moluscos. Esse órgão é constituído por uma faixa quitinosa sólida dentro da boca do animal e tem como objetivo raspar o alimento da superfície para que ele entre no esôfago da forma mais eficaz possível.

A rádula dos caracóis é composta por milhares de pequenos dentes e as seguintes seções diferem nela:

  1. Membrana radular: é uma camada elástica que cobre a estrutura principal. Pode ser única ou dividida em 2 (bipartida).
  2. Escudo hialino: essa estrutura é o ponto de inserção dos músculos responsáveis pela retração da rádula.
  3. Odontóforo: é a “língua carnuda” encontrada sob a membrana radular. Ele controla a contração da rádula e os movimentos de mastigação.
  4. Dentes: a superfície da rádula é coberta por dentes cuja função é permitir a raspagem dos alimentos.

Como você pode ver, a rádula nos dá muitas pistas sobre o que os caracóis comem, uma vez que esse órgão especializado deve atender a uma série de necessidades dietéticas bastante específicas. Confira quais são nas linhas a seguir.

O que os caracóis comem?

Dizem que todos os caracóis são herbívoros, já que a maioria dos representantes gastrópodes que conhecemos se dedica a pastar folhas e grama em seu ambiente. Essa afirmação está longe da verdade: embora algumas espécies se alimentem apenas de matéria vegetal, outras comem insetos mortos, carne em decomposição, fezes de outros animais e até mesmo invertebrados e peixes vivos.

Para explorar as opções dietéticas dos caracóis, você precisa primeiro observar os ecossistemas que eles habitam. Assim, dividimos as seguintes seções de acordo com o ambiente que colonizaram: terra, água doce ou mar.

O que os caracóis terrestres comem?

Sem dúvida, a espécie de caracol terrestre mais famosa do mundo é o Cornu aspersum, uma vez que está presente em todos os jardins europeus e é muito fácil de encontrá-lo. Esse invertebrado é principalmente herbívoro, pois se alimenta de grande quantidade de frutas, folhas e ervas. No entanto, esporadicamente, também pode ingerir matéria animal morta presente no solo.

Os caracóis do gênero Powelliphanta não se encaixam em um padrão em relação às suas escolhas alimentares, pois são carnívoros estritos. Eles se alimentam de lesmas vivas e usam sua rádula para arrancar pedaços do corpo de suas vítimas e digeri-los. Sem dúvida, essas espécies mostram que não se deve generalizar quando se trata de uma ordem ou classe biológica.

A maioria dos caracóis terrestres é herbívora, embora haja exceções a essa regra.

Os caracóis hibernam.

O que os caracóis de água doce comem?

Os caracóis de água doce podem ser classificados de acordo com sua capacidade respiratória, já que alguns têm pulmões e vão à superfície para respirar, enquanto outros desenvolveram guelras para obter oxigênio debaixo d’água. A maioria das espécies incluídas nesse grupo se alimenta de algas presentes nas pedras e rochas dos leitos aquáticos, mas há exceções.

Alguns caracóis de água doce são detritívoros, o que significa que se alimentam de matéria orgânica em decomposição (seja tecidos animais, partes de plantas ou fezes). Outros se adaptaram para filtrar a água e se alimentar graças às micropartículas em suspensão.

O que comem os caracóis de água doce?

O que os caracóis do mar comem?

A maioria dos caracóis marinhos é herbívora e se alimenta de algas, mas novamente há exceções a essa regra geral. A família Conidae se destaca das demais nessa área, pois seus representantes são carnívoros e possuem toxinas muito perigosas.

Esses animais possuem um “arpão”, que é uma modificação da rádula descrita acima. Quando um caracol dessa família detecta uma presa próxima, ele vira sua boca e atira sua estrutura especializada cheia de toxinas. A vítima é imobilizada e engolida completamente.

Como você pôde ver, a generalização não combina com o mundo natural. Embora a maioria das espécies de caracóis seja herbívora, existem fascinantes exceções a essa afirmação que valem a pena conhecer. Como é comum na natureza, para cada conceito postulado pelo homem sempre haverá várias espécies que provam que ele estava errado.

Pode interessar a você...
Riscos de deixar os cães comerem caracóis
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Riscos de deixar os cães comerem caracóis

Você sabia que deixar os cães comerem caracóis pode trazer alguns riscos para estes animais? Descubra todos os detalhes neste artigo.