Como alimentar uma andorinha?

Alimentar uma andorinha é uma tarefa complexa, pois esses animais são eminentemente insetívoros. Aqui vamos contar como você pode fazer isso.
Como alimentar uma andorinha?

Última atualização: 13 Junho, 2021

As andorinhas são belas aves de campo aberto, com uma capacidade admirável de criar seus lares em estruturas feitas pelo ser humano. Da mesma forma, constroem seus ninhos com bolinhas de barro que coletam de celeiros, dando-lhes o formato de uma xícara. É importante destacar que, nesses ninhos, as andorinhas se reproduzem e cuidam dos filhotes.

As andorinhas têm a característica de serem aves muito ativas e resistentes, geralmente voam em grupos e costumam caçar aos pares. Além disso, a maneira como se alimentam tem contribuído para tornar a convivência com as pessoas uma circunstância normal e cotidiana. Contudo, você sabe como alimentar uma andorinha?

Como identificar uma andorinha

Para identificar uma andorinha dentre outras aves, observe as seguintes características:

  • É um pássaro pequeno. Contudo, os machos adultos medem entre 14,6 e 19,9 centímetros de comprimento e pesam cerca de 16 a 22 gramas.
  • Esses pássaros geralmente têm a parte superior azul metálica e a testa, o queixo e a garganta, de cor avermelhada.
  • As penas ao longo da extremidade da parte superior da cauda têm linhas com manchas brancas.
  • As fêmeas se parecem com os machos, mas diferem porque as penas da sua cauda são mais curtas. Além disso, nelas tanto o abdômen quanto o tórax são claros.
  • As andorinhas jovens têm uma cor castanha e as penas da cauda não são tão longas como as dos adultos.

 

Uma andorinha sentada.

Onde as andorinhas vivem

Já vamos chegar ao tema principal de como alimentar uma andorinha, porém é importante conhecer seu habitat natural. Essas aves estão constantemente mudando de lugar para morar, pois se adaptam facilmente a diferentes ambientes. Além disso, podem voar livremente pelos campos e também percorrer áreas urbanas, para construir seus ninhos nos telhados das casas.

Em geral, as andorinhas ficam mais tempo em locais com muita vegetação, floresta e fontes de água. Dessa forma, garantem sua sobrevivência, pois podem contar com uma boa fonte de alimento. Da mesma forma, obterão alimentos de humanos, já que em alguns países a convivência entre andorinhas e pessoas é comum.

Como uma andorinha se alimenta

As andorinhas têm uma forma peculiar de se alimentar: durante o voo, elas vão digerindo a comida, sem ter que parar para fazer isso. Por outro lado, a dieta principal dos filhotes são os insetos voadores, que são caçados e carregados com o bico pelos pais quando estão próximos ao solo.

Depois de alimentar seus filhotes com os insetos caçados, as andorinhas descartam as sobras em forma de bolinhas, que geralmente são as patas e as asas desses insetos. No momento em que ingerem o alimento, seu metabolismo processa a comida rapidamente. Portanto, as andorinhas precisam comer várias vezes ao dia.

Como alimentar uma andorinha

Agora que você já sabe como essas aves são e como se alimentam, é hora de aprender a alimentar uma andorinha. Tentar transformar um animal selvagem em um animal de estimação é fortemente desaconselhável, mas às vezes é necessário cuidar de um filhote órfão ou de um adulto machucado. Então, lembre-se das seguintes dicas:

  • O fato de os insetos estarem incluídos na dieta das andorinhas não significa que elas possam receber esses animais mortos, pois os caçam ainda vivos. Em outras palavras, é sempre melhor obter presas frescas, desde que não represente uma ameaça para o animal.
  • Enquanto a andorinha estiver a cargo do tutor temporário, seu alimento vivo deve ser adquirido em lojas especializadas para aves ou animais exóticos. Tenébrios, grilos e larvas são opções adequadas.
  • Outra opção é comprar macarrão para pássaros insetívoros. Em todo caso, sempre será adequado recorrer a insetos vivos e fontes de nutrição mais naturais.
  • As andorinhas pequenas podem receber certos suplementos, como ovo cozido triturado, pois é uma fonte de energia adicional que pode ajudar o filhote a crescer.
  • A comida pode ser picada e transformada em mingau com água. Além disso, pode ser oferecido um complexo vitamínico aos filhotes, mas não sem antes verificar a mistura com o veterinário.

Modo de vida das andorinhas

As andorinhas não costumam se afastar muito de seus ninhos quando saem em busca de alimento. Além disso, são aves que adoram encontrar canaviais, visto são uma importante fonte de alimento e a abundância de presas as ajuda a repor suas reservas de gordura. Da mesma forma, comer bem lhes permite sobreviver em seus voos migratórios.

Quando as andorinhas migram em direção ao norte para reprodução e distribuição, elas ganham de 2 a 4 gramas de peso. Esse modo de vida nos leva a questionar se é conveniente domesticar essas aves ou se é melhor para elas desenvolver sua existência em seu habitat natural.

Criar uma andorinha sem autorização ou sem ser uma entidade reconhecida não é apenas antiético, mas um ato criminoso em muitas regiões. Portanto, é sempre melhor observar esses pássaros à distância.

 

As andorinhas são animais que migram.

Cuidado com as aves que vivem nas cidades

Em muitos casos, os seres humanos levam os filhotes para casa com a intenção de cuidar deles. Isso tende a fazer mais mal do que bem, pois a maioria dos filhotes está aprendendo a voar e não está realmente sem vigilância.

A recomendação será sempre colocar o animal em um arbusto ou formação semelhante – um local seguro e baixo – e observar se os pais vão até lá. Caso isso não aconteça após 2 horas, é melhor ligar para um órgão público responsável pelo cuidado com a fauna nativa. Em outras palavras, levar um filhote para casa sempre deve ser a última opção.

Pode interessar a você...
Por que os pássaros voam?
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Por que os pássaros voam?

Por que as aves voam? Todo mundo já fez essa pergunta uma vez ou outra. Neste artigo, você finalmente encontrará a resposta.