Como as estrelas-do-mar respiram?

Todas as características das estrelas-do-mar nos fazem pensar que elas são seres com adaptações maravilhosas. Portanto, cuidar delas é um objetivo primordial.
Como as estrelas-do-mar respiram?

Última atualização: 10 Junho, 2021

As estrelas-do-mar fazem parte da classe Asteroidea da família dos equinodermos, distribuída em todos os oceanos do mundo. Esses invertebrados têm um sistema de vida incrível e maravilhoso. Uma de suas surpresas é a resposta de como as estrelas-do-mar respiram.

Aqui você poderá conhecer esse processo, outras de suas características e como contribuir para a conservação desses maravilhosos seres aquáticos. Não perca!

Antes de responder sobre como as estrelas-do-mar respiram

As características e o comportamento desses seres são surpreendentes. Antes de aprender como as estrelas-do-mar respiram, será fascinante aprender sobre suas outras características surpreendentes. Vamos lá!

Elas são cheias de espinhos

Equinodermos significa ‘pele espinhosa’. A maioria das estrelas-do-mar tem fileiras de pequenos espinhos na parte superior do corpo para se proteger de predadores. Além disso, algumas têm espinhos mais curtos na parte inferior, junto com seus pés tubulares.

Elas se movem?

As estrelas-do-mar se movem relativamente devagar, então não podemos vê-las nadando ou se movendo com clareza. Os especialistas afirmam que, ao observá-las por um tempo suficiente, é possível perceber que elas se movem por meio de estruturas especiais chamadas pés tubulares.

Cada estrela do mar tem de 200 a 300 desses tentáculos. Eles estão na parte inferior do corpo e são usados para se agarrar a superfícies e se mover ao redor do oceano.

 

Outros tipos de estrelas-do-mar

Sua reprodução e capacidade regenerativa

As estrelas-do-mar podem se reproduzir por meio de um estágio de larvas microscópicas, que são liberadas na água durante semanas ou meses – dependendo da espécie. Essa forma intermediária se estabelece e se transforma em pequenas estrelas-do-mar para continuar crescendo.

Além de produzir esse estágio larval, algumas estrelas-do-mar também podem simplesmente decidir se dividir em duas para se reproduzir assexuadamente. Quando as condições são adequadas e a estrela-do-mar sente a necessidade de aumentar o tamanho de sua população, ela fará isso dividindo-se ao meio, para criar um novo corpo.

Esse fenômeno abre espaço para mencionar sua capacidade de regeneração. Se um peixe a ataca e a agarra por um dos braços, a estrela-do-mar pode soltar esse membro – por meio de um processo denominado autotomia ou autoamputação – já que ele voltará a crescer por conta própria.

Sua visão

Se você olhar para as estrelas-do-mar, verá que elas têm pontos vermelhos ou manchas oculares no extremo dos braços, o que lhes permite detectar tons de intensidade. Por isso, se você mover a mão sobre elas, elas perceberão que a luz diminuiu e que algo próximo está se movendo.

Seu sistema circulatório: relacionado à maneira como as estrelas-do-mar respiram

As estrelas têm um sistema circulatório muito incomum, pois não bombeiam sangue ao redor do corpo. Em vez disso, elas usam a água do mar e um complexo sistema vascular de água para se manterem vivas. Os pés tubulares – também usados para o movimento e a respiração – são uma parte importante desse sistema circulatório.

Como as estrelas-do-mar respiram?

As estrelas-do-mar não usam pulmões para respirar. A maior parte do oxigênio é obtido da água que passa pelos pés tubulares e pelas pápulas ou brânquias da pele, pequenas projeções próximas à base dos espinhos.

Além disso, esses invertebrados respiram através do oxigênio presente na água. Se forem retirados de seu habitat, não podem realizar a troca gasosa durante seu ciclo de vida, ficam intoxicados com dióxido de carbono ou monóxido e se afogam. Em 3 ou 5 minutos fora da água – dependendo da espécie – elas morrem, segundo especialistas no assunto.

Alguns turistas e empresas de turismo promovem a retirada de estrelas-do-mar da água para tirar fotos. Esse comportamento inadequado pode causar a morte de muitas delas, seja por intoxicação ou estresse, pois tirá-las da água, empilhá-las e colocá-las juntas é submetê-las a condições alheias ao seu estilo de vida.

Os biólogos – que sabem como tratá-las – tiram as estrelas-do-mar da água para fins de pesquisa e apenas uma vez durante poucos segundos. Além disso, eles as seguram usando luvas para não prejudicar o pH da epiderme ou com produtos de proteção solar.

Como proteger as estrelas-do-mar?

A expectativa de vida da estrela-do-mar varia de acordo com sua espécie. Algumas vivem 10 anos, enquanto outras podem permanecer no meio ambiente por até 34 anos.

Como você pode ver, a resposta de como as estrelas-do-mar respiram é um tanto surpreendente, mas alguns especialistas afirmam que, devido à sua maneira de captar oxigênio – bombeando água diretamente para seus corpos através do sistema vascular aquífero – elas são mais vulneráveis a todas as formas de poluição da água.

Por causa disso, as estrelas-do-mar têm muito pouca capacidade de filtrar toxinas e poluentes, como no caso dos derramamentos de óleo.

Além disso, existe a situação constante à qua as estrelas-do-mar são submetidas devido à ação humana, pois quando se aproximam muito do litoral sofrem danos causados pelos turistas. Se quiser cuidar desse maravilhoso ser vivo aquático, nós convidamos você a seguir estas dicas:

  • Observe as estrelas de fora da água ou de dentro com máscara, sem necessidade de retirá-las de seu habitat ou tocá-las.
  • Não compre produtos que exploram a vida marinha, como joias de coral, enfeites de estrelas-do-mar ou itens que venham de tartarugas, tubarões ou baleias, recomenda a National Geographic.
  • Aprenda mais sobre a vida nos oceanos e compartilhe o que aprender.

 

Você sabe como as estrelas do mar respiram?

É importante contribuir para manter a vida das estrelas-do-mar e não incentivar mais sua extinção. Poder vê-las é um privilégio que poderemos preservar por gerações se cuidarmos e respeitarmos esses seres vivos.

Pode interessar a você...
5 animais que não têm cérebro
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
5 animais que não têm cérebro

Alguns animais que não têm cérebro são espécies raras que vivem nos oceanos. Eles geralmente têm características ancestrais.