Saiba como proteger o seu gato contra as pulgas

julho 28, 2019
Os parasitas externos, como as pulgas, transmitem muitas doenças; porém, usando esses métodos, proteger o seu gato será muito fácil.

As pulgas sobem nos pelos dos mamíferos e a sua picada pode transmitir bactérias que causam doenças como a bartonelose. A alergia à picada de pulgas também é muito comum em cães e gatos. Para evitar a picada de pulgas, você deve proteger o seu gato contra parasitas externos.

Hoje, vamos explicar tudo sobre a prevenção de parasitas, um aspecto muito importante para os animais de estimação que temos em casa.

A bartonelose é uma doença transmitida por pulgas

Esta doença é causada por bactérias do gênero Bartonella. As pulgas contêm essa bactéria no seu sistema digestivo e a eliminam nas fezes, de forma que ela é transmitida aos gatos que são picados.

Os gatos também podem se contagiar durante brigas com outros gatos ou por causa do contato com lesões com sangue. Os seres humanos podem contrair a doença através de um arranhão de um gato doente.

Para evitar o aparecimento da bartonelose, é necessário evitar infestações de pulgas com agentes antiparasitários, bem como evitar que os gatos domésticos saiam às ruas e briguem com outros gatos de rua. Este último aspecto é facilitado pela castração.

Coleiras antiparasitárias para proteger o seu gato contra as pulgas

As coleiras são uma boa opção se quisermos proteção a longo prazo. No mercado, existem coleiras antiparasitárias para gatos que garantem vários meses de proteção.

Essas coleiras liberam o antiparasitário em pequenas doses ao longo do tempo. Elas têm um comprimento ajustável e algumas podem até mesmo ser inseridas em uma coleira normal.

Coleiras antiparasitárias para proteger o seu gato

Se você comprar um coleira de boa qualidade, o que sempre é o mais recomendado, também terá proteção a longo prazo contra outros parasitas, tais como carrapatos e mosquitos.

Pipetas antiparasitárias como forma de proteção

Se você quer proteger o seu gato, mas não quer colocar uma coleira por receio de que ela seja comida ou porque o seu gato não tolera coleiras, você pode aplicar uma pipeta. As pipetas são compostas por um líquido antiparasitário que deve ser aplicado na pele dos animais de estimação.

Pipetas antiparasitárias para proteger o seu gato

A pele absorve o produto depois de algumas horas. O local de aplicação é a cernelha do animal, ou seja, a área entre o pescoço e as costas. É muito importante que a área não seja lambida nem por ele mesmo nem por outro animal.

Uma vantagem em relação à coleira é a sua fácil aplicação. Uma vez que for absorvida, não precisamos ficar preocupados com mais nada. Elas também costumam proteger contra outros parasitas, embora isso dependa da marca e da qualidade do produto.

Como desvantagem, o seu efeito é menos prolongado do que o da coleira. Seu gato ficará protegido por algumas semanas e, então, você terá que repetir a aplicação.

As doses da coleira e das pipetas são classificadas por peso. Você encontrará tamanhos diferentes de acordo com peso do seu gato. Outro fator que deve ser levado em consideração é a idade do felino. Os folhetos desses produtos costumam conter a idade na qual os tratamentos podem ser iniciados.

Sprays antiparasitários para gatos

Os antiparasitários também existem em formato de spray, e são uma boa opção para proteger o seu gato contra as pulgas. A sua aplicação é a mais fácil de todas, porque você precisa apenas borrifar o produto no animal.

Sprays antiparasitários para gatos

Estes sprays eliminam pulgas, carrapatos e piolhos em cerca de 24-48 horas. Por isso, este é um produto útil quando queremos eliminar uma infestação anterior ou reforçar a proteção de uma pipeta ou coleira.

Por causa da sua ação temporária, eles são um complemento aos outros agentes antiparasitários, já que após o tempo de ação o seu gato ficará desprotegido novamente.

Estes são os principais produtos antiparasitários que você encontrará no mercado para proteger o seu gato. É sempre aconselhável comprá-los em centros especializados, como clínicas veterinárias, e consultar um veterinário se tiver dúvidas.

Nunca use um antiparasitário para cachorros

Isso é de vital importância. A maioria dos antiparasitários para cachorros contém um composto chamado permetrina, que é altamente tóxico para os gatos. Lembre-se de que existem opções sem permetrina para evitar problemas.

Assim, se o seu gato convive com outros cães e você usar uma coleira ou pipeta com permetrina para eles, você deve ter um cuidado especial. Evite que ele possa lamber a área onde você aplicou a pipeta no cachorro ou que ele morda a coleira.

Caso você acredite que o seu gato possa ter ingerido uma coleira antiparasitária para cachorros, vá ao veterinário rapidamente.