Conheça 5 tipos de corujas

· outubro 27, 2018

Elas são conhecidas por seus grandes olhos, suas cabeças muito emplumadas e seus hábitos noturnos. 

Estas aves de rapina não têm penas que se assemelham com orelhas (que é o que as diferencia do bufo-real) e emitem um som estridente.

Se você gosta destes fascinantes animais, não perca este artigo, no qual falaremos sobre alguns tipos de corujas que habitam o planeta.

Quais são os tipos de corujas que existem?

Elas estão agrupadas em várias famílias – Tytonidae é a mais famosa – e podemos encontrá-las em quase todo o mundo.

Alimentam-se principalmente de ratos, mas também consomem pequenos insetos, lagartos e morcegos. 

Conheça alguns dos tipos mais representativos de corujas abaixo:

  1. Tyto tenebricosa

Esta espécie pode ser encontrada no sudeste da Austrália e Nova Guiné, sobretudo em regiões montanhosas ou costeiras e em florestas tropicais.

É noturna, dorme durante o dia em cavernas, entre folhagem ou nas cavidades das árvores.

A Tyto tenebricosa – imagem que encabeça este artigo – tem cerca de 45 centímetros de comprimento e pesa 1,2 kg (as fêmeas são um pouco maiores e mais pesadas).

A plumagem é cinza escura com manchas brancas, tem um disco facial em forma de coração, olhos escuros e patas emplumadas.

  1. Coruja comum

Também é conhecida como “coruja-das-torres” e é uma das aves mais bem distribuídas pelo mundo. Só não podem ser vistas no Canadá, Groenlândia, Saara e norte e centro da Ásia.

Mede cerca de 35 centímetros, mas quando voa pode atingir 95 centímetros de extensão.

Coruja comum

O rosto da coruja-das-torres tem um formato de coração branco, assim como o peito; as asas e as costas são castanhas, em diferentes tons.

Para caçar – roedores, insetos, anfíbios ou répteis – move sua cabeça de forma quase imperceptível. Ao identificar uma presa, lança-se em sua direção, e seu ataque quase sempre é bem-sucedido.

  1. Coruja-boreal

Também conhecida como a coruja de Tengmalm, vive na região central da América do Norte e na Europa, especificamente nos Alpes, nos Pirineus e nos Bálcãs.

É uma ave de montanha que vive em florestas de coníferas e nunca se afasta da área de reprodução. 

Pode se aninhar em alturas elevadas, em buracos, em árvores ou em ninhos abandonados. Lá ela coloca até 10 ovos, entre fevereiro e junho.

Coruja boreal

Quanto às suas características, a coruja-boreal é pequena em tamanho. Não mede mais do que 30 centímetros de altura e pesa 200 gramas, e tem uma cabeça grande.

Seus olhos são pretos com amarelo e as penas, marrom e brancas. É muito ativa à noite, seu voo é curto e direto, com batidas rápidas de asa.

Alimenta-se de musaranhos, ratos e ratos-de-água.

  1. Coruja-campestre

Embora seja uma ave noturnaé um dos tipos de corujas com maior atividade diurna. 

Pode ser visto no noroeste da América do Norte, sul da América do Sul, Europa, norte da África e norte e sul da Ásia; principalmente em áreas abertas e costeiras.

Além disso, migra no inverno para áreas mais temperadas.

Coruja-campestre

A plumagem desta coruja é castanha, cinza e branca, seus olhos são amarelos e pretos, e as asas são sulcadas por uma listra clara e pontas pretas.

Nidifica no solo, grama ou pântanos e coloca até oito ovos brancos, com 48 horas de diferença entre cada um.

A fêmea os incuba por pouco mais de um mês e o macho fica de guarda, além de fornecer comida (ratos-silvestres e outros roedores).

  1. Coruja-maori

A última, entre os tipos de corujas, vive na Oceania, especialmente na Nova Zelândia: prefere habitats arborizados, florestas tropicais densas, pastagens e até campos agrícolas.

Coruja-maori

É noturna e caça ao cair da noite e ao amanhecer: pássaros, insetos, gafanhotos, mariposas e wetas.

Mede cerca de 30 centímetros, tem uma cauda longa e todo o seu corpo é marrom, com manchas mais claras, enquanto os olhos são laranja.