Conheça os animais de estimação dos líderes políticos mundiais

maio 15, 2020
Eles sempre estão ao lado dos seus donos e projetam uma imagem adorável. Estamos falando de alguns dos animais de estimação dos líderes políticos mais influentes.

Ter um animal de companhia significa, entre outras coisas, demonstrar amor incondicional por ele. E isso é uma coisa que algumas das pessoas mais influentes do planeta não têm duvidado em fazer. Descubra aqui os animais de estimação dos líderes políticos e a sua história.

Os animais de estimação dos líderes políticos: um trunfo

Conviver com um animal de estimação diariamente, como se sabe, acarreta muitos benefícios em vários níveis. Um deles é o afeto que se recebe deles e ao qual, sem dúvida, devemos corresponder. Quando isso é transferido para a esfera pública da política, pode se transformar em uma poderosa arma a favor.

O simples fato de um líder político ser fotografado junto ao seu animal de estimação transmite uma sensação de proximidade e humanidade. Sem dúvida, isso é algo que as equipes de governo e as assessorias de imprensa dos políticos realizam com frequência.

Mas, além de sua influência na mídia, ver e conhecer os animais de estimação dos líderes políticos mostra que, sem dúvida, o amor pelos companheiros peludos não tem fronteiras nem limites.

Os animais de estimação dos líderes políticos

Animais de estimação dos líderes políticos espanhóis

Quando se fala de animais de estimação de líderes políticos, constatamos que a maioria deles habitualmente prefere a companhia de cachorros e gatos.

Começando pela Espanha, o primeiro exemplo que encontramos é a Turca. Esse é o nome da cadela da raça cão d’água que, desde o ano de 2017, acompanha o atual presidente do Governo e a sua família no Palácio da Moncloa, e que tem sido retratada publicamente em várias ocasiões.

Anteriormente, era possível ver o Rico pelos jardins da Moncloa. Esse enérgico companheiro, que acompanhava o ex-presidente Mariano Rajoy nas suas caminhadas, é um pointer inglês com pelagem branca e preta, um verdadeiro cachorro de raça.

E se falarmos de raças, não podemos esquecer o Cico e a Gufa. Esse casal de cocker spaniel era visto pelos jardins presidenciais na época de José María Aznar, de quem se comenta que sentia um verdadeiro afeto por eles. O ex-presidente não passava um dia sem dar um passeio com os seus fiéis companheiros.

Cachorros e gatos na política mundial

Atravessamos agora a fronteira espanhola para descobrir os animais de estimação dos líderes políticos de outros países. Podemos encontrar o primeiro exemplo na França, onde em várias ocasiões o atual presidente Macron foi visto com o Nemo.

O novo habitante do Palácio do Eliseu, que foi adotado pelo presidente francês em 2017, é um cruzamento de labrador negro com griffon. Está totalmente integrado ao ambiente e chegou a acompanhar o mandatário em algumas cerimônias oficiais. Nemo é o mais recente em uma longa tradição que une os presidentes franceses e os cães labradores.

Mas se há um amante confesso dos animais, esse é presidente russo Vladimir Putin. Além de ter demonstrado em mais de uma ocasião o seu compromisso com os animais e a natureza, o governante foi fotografado em várias ocasiões junto com os seus dois cachorros: Yume e Buffy. O primero deles é um cachorro da raça Akita Inu, originária do Japão, enquanto Buffy é um karakachan.

Agora vamos falar de outro caso que, embora não seja um animal de estimação como tal, está há vários anos instalado em uma das sedes de governo mais icônicas. Nos referimos a Larry, o gato tigrado que mora desde 2011 em Downing Street, a residência dos governantes britânicos.

Cachorros e gatos na política mundial

Esse simpático felino chegou com o ex-primeiro ministro David Cameron. Atualmente, ele possui o título oficial de Chief Mouser ou caçador de ratos. A popularidade de Larry é tão grande que ele tem a sua própria conta no Twitter.

Os Estados Unidos, berço de animais de estimação icônicos

Se há um país com uma longa tradição de políticos e animais de estimação, são os Estados Unidos da América. Praticamente todos os presidentes tiveram animais de estimação ilustres na Casa Branca. Dizem que Theodor Roosevelt chegou a ter 26 animais de estimação diferentes.

Um dos animais mais icônicos é o terrier escocês Fala – na imagem no início deste artigo – que acompanhou o presidente Franklin D. Roosevelt. A sua imagem transcendeu de tal maneira que até hoje é o único animal de estimação da Casa Branca que foi imortalizado em forma de estátua, junto com o seu dono.

Na história recente podemos encontrar Bo e Sunny, os famosos cães d’água da família Obama. Ou, também, Barney e Miss Beazley, os dois terriers escoceses do ex-presidente George W. Bush.

  • Maltzman, F., Lebovic, J. H., Saunders, E. N., & Furth, E. (2012). Unleashing presidential power: The politics of pets in the White House. PS: Political Science & Politics45(3), 395-400.
  • Suckley, M., & Dalgliesh, A. (1997). The True Story of Fala. S & P Pub.