Conheça as características do tatu, um animal indescritível

· fevereiro 12, 2019
Entre as características do tatu, destaca-se sua capacidade de virar uma bola e assim evitar seus predadores. 

Este pequeno mamífero, especialmente endêmico da América Latina, está relacionado ao tamanduá e à preguiça e está exposto a inúmeros perigos ao tentar atravessar nossas estradas. Hoje, você poderá conhecer um pouco mais as características do tatu.

Morfologia do tatu 

Com forma de barril e coberto por uma camada de proteção composta de placas ósseas, o tatu (Novemcinctus novemcinctus) pertence a uma família de mamíferos que compartilham algumas características.

De acordo com o Sistema Integrado de Informações Taxonômicas (ITIS, na sigla em inglês), existem até 21 espécies diferentes de tatu.

As cores que cada espécie pode apresentar em sua casca oscilam entre rosa, amarelo, preto e cinza.

A National Geographic calculou que o menor tatu conhecido mede apenas 15 centímetros; enquanto a variedade gigante pode chegar a um metro e meio.

Para distinguir as espéciestemos apenas que contar o número de faixas que compõem sua casca.

De fato, apenas o tatu de três faixas é capaz de se enrolar para formar uma bola, defendendo-se dos predadores. A expectativa de vida dessa espécie é de cerca de 16 anos.

Tatu

Sua língua, longa e pegajosa, é herdada de seus primos mais próximos, os tamanduás, e os ajuda a capturar as larvas e os insetos que compõem sua dieta.

Embora 90% do que eles comem seja carne, esta espécie é considerada onívora, uma vez que também adiciona plantas e frutas às suas refeições de vez em quando. Ovos, besouros e formigas são seus pratos favoritos.

Habitat e reprodução do tatu

Quase todas as espécies conhecidas de tatus estão localizadas em áreas próximas ao Equador.

A falta de reservas de gordura em seus corpos os torna animais ligados a temperaturas quentes. Mas o tipo de solo também afeta o habitat escolhido por esses animais, pois os solos porosos garantem uma abundância de insetos e larvas.

Então, há apenas uma espécie que não escolheu apenas a América Central e do Sul como sua casa: o tatu de nove faixas.

Esta espécie pode ser encontrada tanto na Argentina como nos Estados Unidos. De fato, esse pequeno mamífero já foi flagrado tanto no Missouri quanto no Illinois.

Tatu-bola

Após um período de gestação que pode durar entre dois e cinco meses, o tatu fêmea dará à luz a uma ninhada de 1 a 12 filhotes. Uma coisa interessante é que nascimentos de gêmeos são relativamente comuns.

O período de lactação geralmente termina aos quatro meses, e os filhotes tendem a atingir a maturidade sexual com cerca de um ano de idade.

Estado de conservação e mais algumas características do tatu

A União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN, na sua sigla em inglês) não estima que o tatu esteja em perigo de extinção, embora atribua diferentes níveis de ameaça a cada espécie.

Assim, em sua lista de espécies ameaçadas, podemos encontrar o tatu andino, cuja população caiu 30% nos últimos 10 anos.

Tatus foram explorados por humanos para fazer instrumentos musicais. O charango, um instrumento de cordas dos Alpes, é feito de madeira e com um casco de tatu.

Embora faça parte da cultura quéchua e aimara, atualmente é feito apenas com madeira e papel, para evitar assim a extinção desse pequeno mamífero.

Abba, A. M., & Superina, M. (2010). The 2009 / 2010 Armadillo Red List Assessment. Edentata. https://doi.org/10.5537/020.011.0203