4 coisas que você deve saber para cuidar de cabras

setembro 15, 2019
As cabras são animais inteligentes e amigáveis ​​com uma personalidade forte. Se você estiver pensando em adquirir uma cabra, deve saber como cuidar dela sem desistir ao primeiro sinal de dificuldade. A seguir, vamos indicar os principais aspectos que você deve levar em conta quando decidir adotar um desses animais.

Cuidar de cabras pode ser uma atividade divertida. As pessoas pensam em adquirir cabras pelo seu leite, mas também para entretenimento e companhia. Muitas pessoas até as querem por sua ajuda para arrancar ervas daninhas.

No entanto, antes de ter uma cabra, é importante saber como mantê-la saudável. Aqui estão quatro coisas que você deve saber:

O que você deve saber para cuidar de cabras: fisiologia

Fêmeas adultas de raças de médio a grande porte – incluindo alpina, maiorca, malagueña, murcia-Granada, palmeira ou pyrenaica – costumam pesar entre 60 e 80 quilos. Machos adultos das mesmas raças pesam entre 80 e 100 quilos. Outras raças menores, como a serrana, a verata e a retinta, pesam cerca de 45 quilos.

As cabras podem viver de 12 a 14 anos. 

Deve-se notar que uma fêmea pode ser ordenhada até duas vezes ao dia. O leite de cabra é muito apreciado e sua composição é ligeiramente diferente da do leite de vaca.

O que você deve saber para cuidar de cabras

Sobre as necessidades nutricionais das cabras

  • Água fresca para cuidar de cabras

Deve haver sempre água limpa disponível para as suas cabras, e você deve ter em mente que elas consomem de 2 a 15 litros por dia. Por serem muito inquietas, você deve usar recipientes pesados ​​para evitar que a água se derrame quando eles forem atingidos por suas pernas.

  • Minerais para cuidar de cabras

Os minerais são essenciais para a nutrição diária das cabras. É importante saber que, no caso de manter ovelhas e cabras juntas, você deve se certificar de que os minerais que usa são formulados para ambas as espécies.

Isto acontece porque as ovelhas não toleram o cobre, enquanto para as cabras este é um suplemento essencial. A deficiência de cobre em caprinos pode causar muitos problemas de saúde. No caso da criação de ovelhas e cabras juntas, será necessário suplementar as cabras separadamente.

  • Alimentação para cuidar de cabras

As cabras são ruminantes. Ou seja, são animais com quatro câmaras em seus estômagos que se alimentam principalmente de feno ou pastagens. Elas precisam de pelo menos oito horas de pasto por dia para atingir suas necessidades.

Cabra pastando

As melhores gramíneas incluem trevos e ervas mistas. Ao usar apenas gramíneas forrageiras, tenha cuidado para não superalimentar. Além disso, antes que suas cabras tenham acesso a uma grama, certifique-se de que não há plantas que sejam tóxicas para elas.

É altamente recomendável entrar em contato com a prefeitura da sua região para obter uma lista completa de plantas venenosas para as cabras em sua área.

Estes ruminantes preferem comer folhas, ervas daninhas e rubus. É importante saber que muitas plantas ornamentais, como o rododendro, podem ser fatais para as cabras.

Os cereais são muito ricos em gordura e causam pedras nos rins em cabras, principalmente nas fêmeas. Por esta razão, aconselhamos não alimentar os caprinos com cereais de forma rotineira.

No entanto, os cereais podem ser usados ​​para complementar a ausência de grama. Eles também são recomendados para cabras com problemas dentários ou com perda de peso.

Cuidados com as cabras

  • Manter a calma

Ao cuidar de cabras, você deve ser muito calmo e gentil no seu tratamentoAs cabras são nervosas por natureza e ficarão assustadas facilmente se você gritar com elas ou lidar com elas de forma grosseira.

Recomenda-se o uso de um cabresto de corda. Se as suas cabras tiverem chifres, você também pode segurá-los para controlá-las, embora algumas não gostem disso.

  • Fornecer abrigo

As cabras precisam de um abrigo coberto, não de um galpão. Também recomendamos pisos de terra e boa ventilação, mas não correntes de ar.

Você deve dar às suas cabras bastante palha limpa e seca para elas dormirem. Lembre-se de que a palha deve ser trocada diariamente.

  • Curral

Além de um abrigo adequado para cuidar das cabras, é necessário fornecer a elas uma área cercada ao ar livre. O cercado ideal para usar com as cabras é um fio de 4 metros de altura.

Curral para cabras

Cercas de campo, que têm grandes aberturas quadradas, representam um risco para as cabras, principalmente para aquelas com chifres, e é possível que suas cabeças fiquem presas. Recomenda-se verificar regularmente se há buracos cavados sob a cerca.

  • Âncora

Não é recomendado amarrar as cabras com uma coleira porque isso pode ser estressante para elas. A coleira também é muito perigosa porque uma cabra pode se prender acidentalmente.

Como cuidar de cabras: o dia a dia

Cuidar de cabras pode ser uma tarefa fácil. Mantê-las em um abrigo limpo, proporcionando pastos de boa qualidade, alimentos nutritivos e bastante sol ajuda a reduzir os problemas de saúde.

Um dos cuidados de rotina é aparar os cascos a cada quatro ou seis semanas. Isto é muito importante, pois o descuido dos cascos pode causar claudicação e infecção. Este procedimento é simples e seu veterinário pode ensinar como fazê-lo.

Durante o seu contato diário com suas cabrasvocê deve estar sempre ciente de quaisquer mudanças físicas ou comportamentais. Os sintomas que indicam doenças incluem perda de apetite, claudicação, apatia, falta de ar, diarreia, secreção dos olhos ou nariz e temperatura corporal anormal.

Se notar algum destes sintomas, consulte o veterinário imediatamente.

Certifique-se de que suas cabras sejam vacinadas contra raiva, tétano e clostridium (CTD). A vacina antirrábica pode enfraquecer as cabras, por isso as outras vacinas devem ser administradas pelo menos um mês antes ou depois da vacina antirrábica.

  • Barroso, F. G. (1988). Estudio sobre el comportamiento alimentario y social de la cabra doméstica en el sureste árido español (Doctoral dissertation, Universidad de Granada).
  • Seguí, B., Payeras, L., Ramis, D., Martínez, A., Delgado, J. V., & Quiroz, J. (2005). La cabra salvaje mallorquina: origen, genética, morfología, notas ecológicas e implicaciones taxonómicas. The majorcan wild goat: origin, genetic, morphology, ecological notes and taxonomic implications. Bolletí de la Societat d’Història Natural de les Balears, 48, 121-151.
  • Vives, J. A., & Baraza, E. L. E. N. A. (2010). La cabra doméstica asilvestrada (Capra hircus) en Mallorca ¿Una especie a erradicar? Galemys, 22, 193-205.
  • Mancilla Leytón, J. M. (2014). El papel de la cabra doméstica (Capra hircus L.) en la estructura y conservación del Monte Mediterráneo. Ecosistemas, 23(2).