Curiosidades sobre o martim-pescador

dezembro 24, 2018
Este pequeno pássaro nos surpreende com sua maneira de apanhar peixes. Além disso, destaca-se também sua plumagem: azul elétrico com laranja. 

As curiosidades sobre o martim-pescador são muitas: falamos de uma das espécies mais emblemáticas dos rios e lagos, apesar de ser um animal indescritível que mal aparece.

Entre as diferentes espécies de martim-pescador, o martim-pescador-comum (Alcedo atthis) é o mais conhecido. Esta ave vive na Península Ibérica durante todo o ano, embora, em alguns casos, alguns exemplares que vivem mais ao norte da Europa possam ir à Espanha; isto é, são aves migratórias.

Curiosidades sobre o martim-pescador: cores que enganam

O martim-pescador é um pássaro pequeno, de apenas um palmo, e caracterizado por ter as costas, a cabeça e as asas de um azul elétrico muito marcante. 

Entre as curiosidades sobre o martim-pescador, a principal é a sua cor: poucas aves na Europa possuem cores tão vivas, e isso faz com que ele pareça um pássaro muito exótico. Porém, suas penas são marrons, mas com uma estrutura microscópica que apenas reflete determinadas longitudes de onda, o que lhe confere aquela cor azul elétrica.

A barriga, no entanto, é laranja, enquanto há áreas brancas no pescoço. Apesar de sua plumagem marcante, pode facilmente passar despercebido, pois se confunde com os reflexos da água.

martim-pescador ave

Curiosidades sobre o martim-pescador: um bico muito peculiar

Outra das curiosidades sobre o martim-pescador é seu bico, que é grande e preto, com uma transição laranja. Esta parte anatômica atua como um arpão, que lhe permite capturar sua presa.

Graças a este bico, o martim-pescador é especialmente hidrodinâmico, pois deve atravessar a água e depois reduzir sua velocidade em 200 vezes, o que inspirou até mesmo o projeto de um trem-bala na China.

Curiosidades sobre o martim-pescador: caça ao limite

Uma das dificuldades dessa ave coraciiforme é a sua alimentação: ele deve saber onde estão os peixes debaixo d’água, apesar da refração. Ele consegue localizar o peixe de duas maneiras: por meio de duas fóveas nos olhos – a zona de máxima precisão – e elevando e abaixando a cabeça ritmicamente, o que lhe permite safar-se do erro.

Graças a estas características, consegue alimentar-se de pequenos peixes, que são a sua principal fonte de alimentação. Para capturá-los, ele fecha os olhos ao cruzar a água e retoma à posição em que estava fora da água, onde devora o peixe inteiro, no sentido da escama, para não engasgar.

martim-pescador pássaro

Outras curiosidades sobre o martim-pescador

Para realizar essas manobras únicas de pescaentre as curiosidades sobre o martim-pescador estão os músculos de suas asas, pequenos, mas poderosos, assim como os músculos do pescoço.

Além disso, este pássaro constrói seu ninho nas margens dos rios, mas de uma maneira um tanto particular para os pássaros: normalmente, o martim-pescador cava uma toca ou reutiliza aquelas feitas por pequenos mamíferos, como os mustelídeos ou toupeiras.

Embora a maior parte de sua dieta seja composta por peixes, ele ocasionalmente caça girinos, pequenos crustáceos e insetos. Devido ao seu método de pesca, esta espécie necessita de águas cristalinas e vegetação nas margens dos rios, embora às vezes sobrevoe a água para mergulhar em pleno voo.

É por isso que é uma das aves mais ameaçadas pelas mudanças climáticas e pelos plásticos, já que águas turvas impedem a pesca, de modo que a poluição dos rios o afeta muito.