Curiosidades sobre as tarântulas gigantes

Há tarântulas que comem pássaros, outras que nadam, outras que são capazes de sibilar ou produzir pelos que machucam. Essas são algumas das características mais marcantes das tarântulas gigantes.
Curiosidades sobre as tarântulas gigantes

Última atualização: 25 Janeiro, 2021

Do ponto de vista da taxonomia, as tarântulas gigantes estão incluídas na família Theraphosidae. Esse termo vem do grego e significa besta da luz, embora curiosamente sejam animais noturnos.

Não há dúvida de que esses artrópodes gigantescos instilaram verdadeiro terror ao longo da história humana. No entanto, muitas pessoas decidem mantê-los como animais de estimação. Se você tiver cuidado com seus pelos, não é uma ideia tão maluca. Convidamos você a descobrir mais curiosidades sobre as tarântulas gigantes!

Tarântula-golias: a mais pesada

Theraphosa blondi, também conhecida como tarântula-golias ou aranha-golias-comedora-de-pássaros, é a tarântula mais pesada de toda a família Theraphosidae. Ela pode facilmente atingir 170 gramas e medir mais de 30 centímetros – se as patas estiverem incluídas.

Embora seja apelidada de comedora de pássaros, esse nome provém de uma antiga gravura do século XVIII, na qual uma aranha de outra espécie está devorando um beija-flor. Em geral, todas as tarântulas do gênero Theraphosa recebem esse apelido, embora, na verdade, tendam a se alimentar de outros insetos menores do que elas.

Tarântula-golias: a mais pesada
Um exemplar do gênero Teraphosa.

A curiosa defesa da tarântula-golias

Apesar de sua aparência assustadora, as tarântulas gigantes também têm predadores. No caso da tarântula-golias, seu maior predador é o quati. Quando uma tarântula detecta a presença desse animal, ela começa a esfregar suas patas dianteiras, que estão cobertas por arpões urticantes.

Se o predador chegar muito perto, a tarântula-golias rapidamente abre as patas e libera esses pelos urticantes, causando grande irritação e fazendo seu predador fugir.

Como curiosidade extra sobre a tarântula-golias, deve-se notar que ela usa esses mesmos arpões para cobrir sua desova, que pode conter entre 50 e 150 ovos. Uma vez nascidos, os jovens ficarão com a mãe durante dois a três anos, até atingirem a idade adulta. Esses artrópodes têm vida muito longa: as fêmeas vivem até 30 anos e os machos 16.

Tarântulas gigantes: Theraphosa stirmi

Assim como seu parente, a tarântula-golias, a Theraphosa stirmi pode atingir um tamanho significativo. Indivíduos com mais de 30 centímetros de comprimento foram identificados em cativeiro.

No entanto, essa espécie não é tão pesada quanto a Theraphosa blondi, pois atinge em média apenas cerca de 100 gramas, embora se saiba que uma fêmea chegou a pesar 150 gramas, também em cativeiro.

Os assobios ameaçadores de Theraphosa stirmi

Theraphosa stirmi é uma das tarântulas gigantes que também tem a capacidade de lançar seus dardos urticantes na cara dos inimigos, mas, além disso, apresenta outra estratégia para afastá-los – ou pelo menos tentar.

Quando a Theraphosa stirmi se sente ameaçada, antes de atacar, ela emite um assobio agudo para avisar o predador que ele foi vista e que ela não hesitará em usar suas armas defensivas.

Tarântulas gigantes são cegas

Ao contrário de outras aranhas – como as aranhas saltadoras – as tarântulas gigantes são caracterizadas por serem animais cegos. Elas podem enxergar vários graus de luz e movimento, mas seus ocelos são estruturas de visualização muito primárias.

Para compensar essa falta de visão, esses animais têm um grande sentido do tato, graças às suas patas sensíveis e aos pelos especiais localizados nas próprias patas e embaixo do corpo. Por meio delas, as tarântulas sabem que tipo de presa está por perto e seu tamanho, podendo até saber se um indivíduo perigoso está se aproximando.

Habilidades aquáticas das tarântulas gigantes

Dentro da família Theraphosidae, à qual pertencem as tarântulas gigantes, existe um gênero chamado Hysterocrates. Nele encontramos a espécie Hysterocrates gigas.

Essas tarântulas têm a incrível capacidade de nadar e mergulhar. Graças a essa qualidade, H. gigas é capaz de apanhar peixes na água que complementam a sua dieta variada de insetos, pequenos mamíferos e aves.

Por outro lado, esse grupo de aranhas, embora venenoso, não é problemático nem mortal para o homem – embora uma picada seja realmente dolorosa devido ao tamanho das quelíceras. Além disso, elas não têm pelos urticantes, mas são muito mais agressivas do que outras tarântulas.

Habilidades aquáticas
Um exemplar do gênero Hysterocrates.

Tarântulas gigantes como animais de estimação

Muitas espécies de tarântulas são mantidas como animais de estimação em algumas casas. Antes de fazer essa escolha, o mais adequado é que você se informe corretamente sobre todos os requisitos necessários, já que esse não é um artrópode exatamente fácil de manter em cativeiro.

Por fim, é preciso notar que essas tarântulas não são animais para acariciar ou tocar: são mais para colecionar. Se você acha que não é capaz de cuidar bem de uma tarântula, mas deseja ter um animal exótico, é melhor optar por outras espécies.

Pode interessar a você...
Geckos: alimentação e características
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Geckos: alimentação e características

Na sua maioria, os geckos são pequenos, mas têm corpos curtos e robustos, cabeças grandes e membros tipicamente bem desenvolvidos.