Doenças digestivas em cães braquicefálicos

Os cães braquicefálicos são adoráveis do ponto de vista estético, mas podem sofrer de diferentes condições gástricas e intestinais. Saiba mais a seguir.
Doenças digestivas em cães braquicefálicos

Última atualização: 06 Novembro, 2021

Os cães braquicefálicos são aqueles que possuem um crânio com características diferentes das típicas da espécie Canis lupus familiaris. Algumas das raças mais famosas que sofrem dessa condição são o bulldog inglês, o pug, o pequinês e o boston terrier. Todos esses cães são famosos por seus problemas respiratórios, mas você sabia que também existem doenças digestivas em cães braquicefálicos?

Apesar do fato de esses cães apresentarem certas complicações específicas de sua condição, deve-se notar que eles não vivem menos do que a média das outras raças de cães. Nas linhas a seguir, mostraremos algumas das patologias gastrointestinais que esses caninos podem apresentar ao longo de suas vidas.

O que são os cães braquicefálicos?

Como já dissemos, a braquicefalia é uma condição que se manifesta em certas raças de cães. Esses animais apresentam um encurtamento longitudinal (da frente para trás) do diâmetro do crânio, o que lhes dá uma aparência de “face achatada”. Por seleção genética, os cães braquicefálicos apresentam focinhos e vias aéreas bastante reduzidas.

As características mais comuns dessas raças são as seguintes:

  1. Palato mole: o palato mole é muito longo, de modo que a sua ponta se projeta para as vias aéreas e interfere no movimento do ar para os pulmões.
  2. Narinas estenóticas: as narinas dos cães braquicefálicos são mal formadas. Por serem muito estreitas, os animais apresentam alguns problemas ao inalar.
  3. Eversão dos ventrículos laríngeos: o tecido dentro das vias aéreas, logo em frente às cordas vocais, é empurrado para a traqueia e obstrui parcialmente o fluxo de ar.

Como você pode ver, a cavidade oral, as narinas e a área traqueal mal formadas são um problema de longo prazo para os cães braquicefálicos. Como resultado de sua anatomia anormal, eles são propensos a desenvolver graves problemas respiratórios.

Um buldogue americano.

Doenças digestivas em cães braquicefálicos

Agora que você sabe quais são as características dessas raças, estamos prontos para analisar cada um dos problemas digestivos que eles podem sofrer separadamente. Não deixe de ler.

1. Disfagia

O termo disfagia é usado para descrever a dificuldade dos seres vivos (incluindo humanos) ao engolir. Isso geralmente é resultado de uma anormalidade em qualquer uma das fases da deglutição: oral, faríngea ou faringoesofágica. Segundo estudos, as raças mais afetadas por essa condição são o labrador retriever, o golden retriever e o pastor-alemão.

Embora os cães braquicefálicos não sejam os mais afetados, é uma condição que deve ser levada em consideração ao adotar um pug ou buldogue. Como a faringe e o palato não se desenvolvem de acordo com as necessidades da espécie, é comum que esses cães tenham problemas para engolir os alimentos, o que é acompanhado de náuseas e engasgos.

2. Infecções

As doenças digestivas dos cães braquicefálicos incluem infecções intestinais, mas não são exclusivas de raças com essa condição. Todo cão é suscetível a um quadro infeccioso viral ou bacteriano, embora seja verdade que aqueles que já apresentam doenças prévias (como alguns braquicefálicos) são um pouco mais propensos a isso.

As infecções intestinais em cães geralmente se manifestam com diarreia, perda de apetite, vômitos, febre ou febre baixa e apatia geral. Os sintomas causados por bactérias entéricas requerem a administração de antibióticos, mas os virais geralmente se resolvem por conta própria (embora às vezes seja necessário suporte veterinário).

3. Macroglossia

O termo macroglossia se refere ao aumento do tamanho da língua em relação ao comprimento do crânio. Se esse órgão for muito alongado, os cães que o carregam terão problemas para latir, engolir, comer e dormir. Infelizmente, os cães braquicefálicos têm uma macroglossia que não pode ser corrigida.

A macroglossia não é uma doença digestiva em cães braquicefálicos, mas torna o ato mecânico de engolir muito difícil e leva à disfagia mencionada. Não pode ser corrigida com medicamentos, pois é uma mutação congênita presente desde o nascimento.

4. Hérnia de hiato esofágico

A hérnia de hiato esofágica é uma anormalidade do diafragma em que o esôfago e o estômago prolapsam, causando sua entrada patológica na região torácica. É uma anomalia muito rara que faz parte das doenças digestivas dos cães braquicefálicos, conforme indicado por fontes veterinárias.

A hérnia de hiato esofágico pode ser congênita (hereditária) ou adquirida após o início de distúrbios respiratórios e trauma. Alguns casos são tratados com medicamentos (sucralfato e omeprazol), enquanto outros requerem ação cirúrgica imediata.

5. Outras condições

Apresentamos algumas das doenças digestivas típicas em cães braquicefálicos, mas existem muitas outras que eles podem apresentar (como outros cães) no entorno oral, faríngeo e intestinal. Algumas delas são as seguintes:

  • Gengivite: a gengivite é uma infecção bacteriana oral que afeta cães com problemas de saúde bucal. As colônias bacterianas crescem excessivamente devido à deposição de tártaro e, portanto, as gengivas acabam infeccionando e ficando inflamadas. Pode causar perda irreversível do dente se não for tratada.
  • Síndrome do intestino irritável: essa doença ocorre em cerca de 10-15% dos cães. É uma disfunção do cólon sem lesões, e explicar sua etiologia é bastante complicado.
  • Aerofagia: os cães braquicefálicos têm tendência a engolir ar quando comem, pois seu aparelho oral não é bem desenvolvido. Portanto, eles podem apresentar problemas decorrentes do acúmulo de gases no meio intestinal.

Além de todas as condições mencionadas, é necessário enfatizar que os cães braquicéfalos são propensos à obesidade, uma vez que não podem realizar exercícios físicos exigentes. Por esse motivo, é necessário elaborar uma dieta específica com o veterinário caso se pretenda adotar um cão dessa raça.

Você sabe como cuidar do pug?

Como você pode ver, existem muitas doenças digestivas que os cães braquicefálicos podem apresentar. As raças que apresentam a condição acima mencionada são bonitas e esbanjam personalidade, mas certamente requerem cuidados especiais. Se você deseja ter um desses cães, pense muito bem e aprenda o máximo possível sobre eles.

Pode interessar a você...
Raças de cães braquicéfalos
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Raças de cães braquicéfalos

São conhecidos por terem o focinho “achatado” e por fazerem muito ruído ao respirar. Os cães braquicéfalos possuem um crânio diferente das demais r...