Doenças transmitidas por insetos

· março 17, 2019
Entre as doenças transmitidas por insetos, estes pequenos habitantes do nosso planeta, há algumas que podem ser fatais.

O mundo da diversificada classe Insecta costuma ser assombroso e ainda guarda muitos segredos – e inclusive espécies – por descobrir. Sabemos que muitos de seus membros costumam ser vetores de doenças que afetam humanos e outros animais; por isso, hoje falaremos sobre algumas das doenças transmitidas por insetos.

Insetos como vetores de doenças

Dengue, zika, febre amarela, chikungunya, malária e febre do Nilo são algumas das doenças transmitidas por certas espécies de mosquitos, que provocam um grande número de mortes humanas todos os anos.

No entanto, muito além dos culicídeos, há outros insetos que provocam doenças de diferentes gravidades em várias regiões do mundo, nas quais o denominador comum parecem ser as más condições de vida da população.

Entre estas patologias, encontramos a doença de Chagas, conhecida também como tripanossomíase americana.

Ela é transmitida, principalmente, pelas fezes e urina dos triatomíneos, insetos hemípteros, conhecidos popularmente como barbeiros.

Embora seja uma doença localizada, presente principalmente no interior da América Latina, estima-se que as mais de seis milhões de pessoas infectadas também estejam distribuídas na América do Norte, em alguns países da Europa e do Pacífico Ocidental. Até o momento não existe vacina ou cura, apenas tratamento.

Saiba mais sobre a doença de Chagas

Trata-se de uma doença que pode ser mortal e é causada por um protozoário denominado Trypanosoma cruzi.

Em sua fase aguda, que pode ser assintomática ou ter sintomas pouco específicos, estes micro-organismos circulam pelo sangue em um grande número.

Barbeiro causador da doença de Chagas

Durante a etapa crônica, os parasitas podem causar problemas irreversíveis no sistema nervoso, no aparato digestivo e no coração. Também corre-se o risco de morte súbita por arritmias ou insuficiência cardíaca.

Durante o dia, os barbeiros permanecem nas frestas de casas construídas precariamente, como as de pau a pique. À noite, picam as vítimas para se alimentar do seu sangue, e depois defecam perto da picada.

A infecção ocorre quando a pessoa coça a picada e arrasta as fezes para a ferida, ou as leva até a boca, os olhos ou alguma outra lesão na pele.

Ela também pode ser transmitida por transfusões de sangue, transplantes de órgãos, de mãe para filho por meio da placenta, ou quando ingerimos alimentos ou bebidas contaminadas.

As doenças transmitidas por insetos são muitas e podem ser perigosas. Saiba mais detalhes sobre algumas dessas doenças.

Uma doença provocada pelas moscas negras

Entre as doenças transmitidas por insetos também se encontra a oncocercose, ou “cegueira dos rios”. Esta patologia é provocada pelo Onchocerca volvulus, que é transmitido por meio da picada de moscas negras fêmeas infectadas.

Mosca negra

As Simulium spp vivem em rios e córregos em regiões tropicais, nas quais a população se dedica principalmente à agricultura.

Quando picam humanos infectados, ingerem – junto com o sangue – os parasitas, que são transmitidos a outras pessoas.

As larvas (microfilárias) se deslocam pelo tecido subcutâneo e se alojam, sobretudo, na pele e nos olhos. Os afetados sentem coceira e têm lesões cutâneas e oculares que podem causar diversos problemas, incluindo a cegueira.

Esta patologia está presente em países da África subsaariana, mas também há casos no Iêmen, Brasil e Venezuela. Não há vacina para preveni-la.

Leishmaniose, outra das doenças transmitidas por insetos

Mais de 90 espécies de flebotomíneos são os responsáveis por transmitir a leishmaniose através de um protozoário do gênero Leishmania. A doença está presente em diferentes regiões da Ásia, África, América e Europa.

Doenças transmitidas por insetos

Estes insetos hematófagos, que pertencem a uma subfamília de dípteros nematóceros da família Psychodidacontagiam por meio de suas picadas. Trata-se de uma doença que se manifesta principalmente de três formas:

  • Leishmaniose cutânea: é a mais comum. Os afetados sofrem com lesões na pele, geralmente ulcerosas, que provocam cicatrizes para toda a vida.
  • Leishmaniose visceral: se apresenta um quadro – altamente mortal se não for tratado – com episódios irregulares de febre, perda de peso, hepatoesplenomegalia e anemia.
  • Leishmaniose mucocutânea: provoca a destruição total ou parcial das membranas mucosas do nariz, da boca e da garganta.

Detalhes sobre a doença do sono

Também chamada de tripanossomíase africana, é provocada pela picada da mosca tsé-tsé, nativa da África. É uma doença de regiões tropicais, potencialmente mortal se não for tratada, e causada por dois tipos de parasitas: Trypanosoma brucei rhodesiense e o Trypanosoma brucei gambiense.

Mosca tsé-tsé

A picada da Glossina sp causa uma úlcera avermelhada. Com o passar dos dias, podem surgir vários sintomas da doença. Entre eles:

  • Febre
  • Inflamação dos gânglios linfáticos
  • Dor nos músculos e articulações
  • Cefaleia
  • Irritabilidade

Quando a doença avança, o sistema nervoso central é afetado e ocorrem alterações na personalidade, no relógio biológico, convulsões e problemas para se deslocar e falar.