5 dicas para ensinar um papagaio a falar

dezembro 7, 2019
Para ensinar seu papagaio a falar, você tem que ter paciência e levar em conta que há espécies que têm mais facilidade do que outras na hora de imitar sons.

Muitas pessoas têm um papagaio como animal de estimação com a esperança de que, em algum momento e como num passe de mágica, ele comece a falar e cantar como uma pessoa. Com essas cinco dicas que compartilharemos a seguir, pode ser que você consiga ensinar seu papagaio a falar como um profissional.

No entanto, é importante destacar que a suposta capacidade de falar dessas aves, que tanto foi vendida na indústria cinematográfica, pode estar muito distante dos alegres monólogos que você já viu na televisão.

Conselhos para ensinar um papagaio a falar

1 – Verifique a qual espécie o seu pássaro pertence

Nem todas as espécies de papagaio contam com as mesmas capacidades. Entre os papagaios mais falantes, encontramos o papagaio-cinzento africano, o papagaio-verdadeiro, a cacatua e a calopsita.

Os pássaros menores, incluindo os periquitos, as caturritas e os Agapornis, podem aprender com tempo e paciência, mas não são falantes naturais. A inteligência natural desses animais permitirá que compreendam palavras e, às vezes, frases.

2 – Comece com palavras simples

Independentemente do tipo de espécie que você tenha escolhido levar para o seu lar, todo treinamento começa com passos simples. Para ensinar um papagaio a falar, comece com palavras básicas, como ‘olá’, ‘tchau’ ou ‘papagaio’.

Uma vez que você tenha conseguido fazer com que ele se familiarize com elas, poderá ir ampliando o vocabulário do seu bicho de estimação até conseguir fazer ele cantar alguma música.

Papagaio no ombro de criança

3 – A chave para ensinar um papagaio a falar está na repetição

Os pássaros aprendem novos sons por imitação. Para que eles consigam saber com perfeição o som característico das suas palavras, é essencial que você as repita várias vezes na presença dele, até que seu papagaio aprenda a diferenciá-las e, mais para frente, a reproduzi-las.

Os papagaios que vivem em casas acabam se acostumando com sons cotidianos, como o da campainha ou até mesmo o do micro-ondas, e acabam reproduzindo esses sons com o tempo. Essa é uma das principais habilidades do papagaio-cinzento africano.

4 – Fale com clareza

Para ensinar seu papagaio a falar, é muito importante vocalizar toda vez que você se dirigir a ele. Não basta ter uma conversa despreocupada num volume normal: o dono deve utilizar o mesmo tom e a mesma cadência toda vez que  tentar ensinar palavras novas para o seu papagaio.

Foi provado que os pássaros, de maneira semelhante aos cachorros ou aos gatos, aprendem melhor quando falamos com eles em um tom de voz agudo, já que isso permite que eles imitem melhor os sons.

5 – Não economize nas recompensas

A técnica de reforço positivo não funciona apenas com cachorros e gatos. Toda vez que o seu pássaro reproduzir corretamente uma palavra, procure ter em mãos alguma recompensa, como um petisco ou uma guloseima, para animá-lo a continuar progredindo.

Papagaio comendo na mão da sua dona

Você pode começar dando o prêmio quando você falar a palavra, e dar outro quando o papagaio reproduzir o mesmo som. Dessa forma, ele poderá começar a associar essa atividade com algo prazeroso.

Quanto mais vocês praticarem, mais o som que ele emitir vai parecer a palavra em questão. O principal é ter paciência.

Sobretudo, aceite que há certos pássaros mais propícios a falar do que outros, e que nem todos os dias o seu bicho terá um progresso como você gostaria, por mais recompensas que ele receba.

Como em qualquer relação, o principal é aceitar que os animais têm seus limites e que, como dono, é sua responsabilidade garantir que eles se mantenham saudáveis e seguros.