Estrela-do-mar: 10 curiosidades sobre esse equinoderme

· abril 29, 2019
Apesar de sua aparência sem mandíbula, as estrelas-do-mar são carnívoras. Além disso, elas podem se reproduzir como resultado da perda de um dos seus braços.

As estrelas-do-mar sempre despertaram nossa admiração e curiosidade. Quando temos a oportunidade de estar no mesmo ambiente que uma delas, é praticamente impossível evitar tocar uma para sentir o seu aspecto áspero.

Estes são seres inofensivos e misteriosos. Você gostaria de saber algumas curiosidades sobre a estrela-do-mar? Confira a seguir!

10 curiosidades sobre as estrelas-do-mar

As estrelas-do-mar não são peixes

Embora seu nome em inglês (starfish, ou peixe-estrela) possa indicar que são peixes, isso não é verdade. Elas não têm nadadeiras para se mover ou para se impulsionar. Além disso, não possuem uma cauda, que é o principal motor de um peixe para se mover.

O que as estrelas usam para se mover são os pés ambulacrários, com os quais executam um movimento semelhante ao andar.

A estrela-do-mar é um equinoderme

Equinodermos são animais invertebrados marinhos que vivem no fundo do mar. Portanto, você consegue pensar em uma maneira melhor de descrever uma estrela-do-mar? Não nós!

Elas têm o corpo coberto por placas calcárias com cinco seções, neste caso suas pernas – para chamá-las de alguma forma – dispostas em torno de um disco central.

Estrelas-do-mar na areia

Existem milhares de espécies diferentes desse animal

Talvez tenhamos visto apenas uma em nossa vida, ou até mesmo nenhuma, mas temos uma imagem mental de como elas são. Bom, não podemos imaginar quantas espécies diferentes de estrelas existem. De fato, estima-se que cerca de 2.000.

Nem todas vivem nas profundezas, e algumas vivem em zonas entremarés, onde as marés são baixas. Existem aquelas que vivem em regiões tropicais como o Caribe, e aquelas que preferem mares muito frios.

Nem todas as estrelas-do-mar têm 5 braços

Embora a primeira ideia que vem à mente quando se pensa em uma estrela sejam cinco braços, existem espécies que têm muito mais. De fato, foram encontrados espécimes que podem ter até 40 braços.

São criaturas acéfalas

Eles não têm cabeça e também não têm cérebro. Dessa forma, todos os seus movimentos são movidos pelo instinto.

Nem todas são vermelhas ou marrons

Apesar de ser o mais comum ou o mais que vemos, a verdade é que existem estrelas-do-mar de várias cores diferentes. Há espécimes de cor rosa intenso, azul, roxo, laranja ou amarelo.

Estrela-do-mar azul

As estrelas-do-mar são animais carnívoros

Quem diria que esse animal com aparência tão simpática seria carnívoro? Ao que parece, elas usam seus milhares de pés para pegar sua presa e não a soltam até que acabem com ela. Elas nem precisam ingeri-la, pois seu estômago é reversível e podem consumi-la do lado de fora.

Moluscos e crustáceos são suas presas prediletas. Entretanto, qualquer animal marinho com medidas iguais ou menores do que o braço pode ser o prato do dia.

A reprodução desse animal pode ser sexuada ou assexuada

Elas se reproduzem sexualmente por meios de ovos, assim como muitas espécies de animais, mas a curiosidade é que também podem se reproduzir através gemulação. Isso significa que podem se reproduzir através de um braço rasgado, por exemplo.

São capazes de se regenerar

Uma curiosidade interessante é que se elas perdem um braço, são capazes de regenerá-lo, da mesma forma que acontece com nossas unhas. Então, se você encontrar uma estrela-do-mar com um braço a menos, não se preocupe, logo ela o terá novamente.

Não possuem instinto materno

Muitas vezes ouvimos falar do impressionante instinto materno animal, mas neste caso não podemos dizer isso, já que as estrelas-do-mar não são boas mães.

Depois de colocarem seus ovos, elas continuam passeando pelo mar e os deixam abandonados à própria sorte, e podem acabar sendo devorados por um predador.

  1. B LGC, Costeros LDE, Hidrobiolog D. H ¶ abitos alimenticios de algunos equinodermos . Parte 1 . Estrellas de mar y estrellas serpiente. ContactoS. 2002;
  2. Herodotou H, Lim H, Luo G, Borisov N, Dong L. Starfish : A Self-tuning System for Big Data Analytics. Cidr. 2011;