Fauna da Nova Guiné, segunda maior ilha do mundo

março 1, 2019
As espécies que vivem nesta parte do planeta estão localizadas principalmente em um ecossistema de selva, em que prevalecem as temperaturas quentes e a alta umidade.

Localizada no norte da Austrália, a segunda maior ilha do mundo é o lar de uma grande variedade de vida natural e selvagem. É a segunda maior ilha do mundo, só ficando atrás da Groelândia. Neste artigo, vamos falar sobre a fauna da Nova Guiné. Fique conosco!

Fauna da Nova Guiné: quais são os animais que vivem nesta ilha?

A Nova Guiné é uma ilha da Oceania, e é dividida em duas partes iguais (Papua Nova Guiné e Oeste da Nova Guiné). O principal ecossistema aqui é a selva, a terceira maior do mundo.

Com condições climáticas quentes, úmidas, uma temperatura anual superior a 28°C e duas estações bem marcadas (seca e chuvosa) os animais um estado quase totalmente selvagem.

Algumas espécies que podemos encontrar são:

  1. Petauro-do-açúcar

O petauro-do-açúcar é um mamífero muito pequeno com hábitos noturnos e costumes arbóreos.

Adoram alimentos doces ou açucarados. Mede cerca de 18 centímetros de comprimento até a base da cauda, ​​que é mais comprida que o próprio corpo.

O petauro-do-açúcar – foto que abre este artigo – é semelhante a um esquilo voador. Sua pelagem marrom lhe permite se misturar com as árvores; tem a barriga branca, rosto branco e preto e grandes olhos negros. 

Após uma gestação de pouco mais de duas semanas, as fêmeas podem dar à luz a dois filhotes.

  1. Equidna-de-focinho-curto

Este mamífero monotrema, que faz parte da fauna da Guiné, alimenta-se de cupins e formigas, graças ao seu focinho alongado e língua muito ágil.

Duas das características mais marcantes deste animal é que, por um lado, seu corpo é coberto de espinhos e, por outro, põe ovos, como pássaros e répteis.

Equidna-de-focinho-curto

Pode medir cerca de 50 centímetros e pesar seis quilos. Já que não é possível ver seu pescoço, parece que o corpo e a cabeça estão fundidos. 

Seus olhos são pequenos, tem unhas adaptadas para cavar junto com duas unhas retráteis e esporas, que não são venenosas.

Quando ele percebe o perigo, se enrola como um porco-espinho, e forma um escudo com suas espinhas.

  1. Casuar

É a maior ave da ilha – e está entre as maiores do mundo – e abrange três subespécies nativas. O casuar pode ter quase dois metros de altura e é muito perigoso: podem machucar fatalmente com suas patas e garras afiadas.

casuar

Possuem plumagem escura, exceto pela cabeça, que é mais clara, e pelas patas, que são rosadas.

Além disso, o casuar tem uma saliência óssea no crânio conhecida como “saco” e uma carúncula no peito, principalmente vermelha.

As fêmeas acasalam com vários machos; os pais cuidam da incubação e, junto com a mãe, protegem os filhotes.

  1. Sapo-cururu

Dentro dos anfíbios, este anuro foi introduzido na ilha (é nativo da América do Sul) e é atualmente considerado uma das espécies exóticas mais nocivas do mundo.

Isto se deve, em parte, ao fato de que é um reprodutor prolífico e, além disso, que se alimenta de matéria viva ou morta.

Sapo-cururu

O sapo-cururu possui grandes glândulas venenosas e, quando ingerido (girino ou adulto), intoxica a grande maioria dos animais na selva.

Este grande anfíbio – mede cerca de 15 centímetros – tem a pele marrom-esverdeada, com rugas e grandes olhos negros.

  1. Crocodilo de água salgada

Nós não poderíamos terminar uma lista com a fauna da Nova Guiné sem falar sobre este réptil; o maior do mundo, que vive em áreas pantanosas, rios, estuários e áreas costeiras próximas em todo o sudeste da Ásia.

Crocodilo de água salgada

O crocodilo de água salgada é muito ágil na água: pode nadar a cerca de 43 km/h e avançar cinco metros com um impulso da sua cauda. 

É o carnívoro oportunista com a mordida mais poderosa do reino animal, graças ao seu maxilar, que possui 66 dentes.