Gazela: características, habitat e comportamento

· maio 11, 2018

Quem nunca admirou uma gazela correndo, ainda que somente a tenha visto pela televisão? Esse animal fascinante é muito ágil e chega a vários quilômetros por hora. Você gostaria de saber mais sobre ele? Nós te contamos!

Conhecendo melhor a gazela

Características

Devido a sua agilidade, é óbvio que é esbelta e tem patas muito compridas e finas, o que a ajuda a alcançar a velocidade de até 100 km/h e manter uma velocidade de 50 km/h hora por muito tempo.

gazelas

Fonte: Allan Hopkins

As gazelas mais comuns são as de Grant e as de Thomson, sendo diferentes entre si.

Gazelas-de-grant

As gazelas-de-grant, por exemplo, são fortes e robustas, de cor amarelo escuro, e têm uma listra negra na parte superior de suas patas traseiras, enquanto o interior das patas é branco. Tem tamanho grande, podendo chegar a medir 90 centímetros de altura e pesar entre 55 e 80 quilos. Seus chifres são grandes e robustos, fazendo curvas primeiro para frente e depois para trás.

Sem dúvida, observar os chifres ajudou os profissionais a determinar os tipos de gazelas existentes. Nas fêmeas, eles sempre serão mais finos e menores.

Gazelas-de-thomson

A gazela-de-thomson tem uma listra negra por todo o corpo, que é pardo para amarelo, e seu rabo, diferente da anterior, é coberto por pelos compridos.

Tem um tamanho menor do que a de Grant e geralmente pesa entre 20 e 30 quilos. Seus chifres podem alcançar os 30 ou 40 centímetros e se curvam para trás, ainda que seu bico fique para frente.

Além dessas, há pelo menos outras 16 classes conhecidas de gazelas.

Habitat e comportamento

Esse animal veloz e ágil vive na savana africana e no sudeste asiático, normalmente em planícies e espaços abertos com pouca vegetação, ou de dimensões pequenas. Esses lugares atendem melhor as suas necessidades.

Além disso, também lhes permitem estar alertas à aproximação de predadores, já que inclusive dormem pouco, poderia se dizer até com um olho aberto, para não serem surpreendidas. Muitas vezes são surpreendidas, mas sempre estão alertas e esperando o que possa acontecer.

A gazela de Thomson apresenta uma maneira peculiar de enfrentar os perigos: faz um salto característico e muito exagerado, que é denominado “stotting”. Ele consiste em saltar acima da cabeça e manter as patas rígidas e o rabo tenso, enquanto gira sobre o solo várias vezes seguidas. Assim, pode avisar as outras gazelas do perigo para correrem todas juntas. Além disso, é uma amostra de poder para o inimigo.

Os principais predadores das gazelas são os seguintes, nesta ordem:

  • Leopardo
  • Leão
  • Crocodilo
  • Hiena
  • Guepardo

Alimentação

As gazelas são herbívoras, então seu alimento são arbustos, ervas e qualquer planta que encontrem que tenha líquido suficiente para vencer o calor de seu habitat e não se desidratar. Às vezes, comem insetos e larvas, mas não constituem a base de sua alimentação.

gazela-de-thomson

Fonte: fcmarriott

Reprodução da gazela

Quando as fêmeas entram no cio, os machos brigam entre si para conseguir montar na fêmea. São brigas curtas, e ainda que, à primeira vista, pareçam estar brincando, muitos animais acabam com os chifres machucados ou lascados.

Apesar de serem animais silenciosos, durante o coito emitem grunhidos muito característicos que são identificados entre eles, mas em um tom baixo.

O período de acasalamento vai dos meses de setembro a novembro, e os filhotes nascem na primavera.

O que você achou de aprender mais sobre a gazela? Estar mais próximos dos animais, mesmo aqueles que não estão a nosso alcance, nos permite não só ganhar conhecimento, como também aumentar o nosso amor por eles.

Fonte das imagens: Allan Hopkins e fcmarriott