História da domesticação dos animais

· maio 18, 2019
Seja como fonte de alimentos, como animais de estimação ou para a conquista armada de territórios, a domesticação dos animais desempenhou um papel fundamental no destino da humanidade.

A domesticação dos animais é um processo pelo qual diversas espécies passaram. Por meio dela, os animais desenvolveram mudanças na sua aparência, fisiologia e comportamento que foram transmitidas para as próximas gerações.

Embora tradicionalmente se pensasse que tais características eram adquiridas apenas através da seleção artificial feita pelo homem, parece que em muitos dos processos de domesticação dos animais houve uma mera adaptação da própria espécie para compartilhar a vida com o ser humano.

Quando começou a domesticação dos animais?

A maior parte da domesticação, tanto dos animais quanto das plantas, começou no Neolítico, um período histórico que teve início há mais de 10.000 anos. Nele, as mudanças climáticas propiciaram que as populações humanas passassem a ser sedentárias.

Quando começou a domesticação dos animais

Durante esse período, o homem precisava de uma fonte tanto de carne quanto de vegetais que não exigisse deslocamentos contínuos e que, em certo sentido, estivesse garantida.

O cachorro, o primeiro caso de domesticação dos animais

Ao falar sobre a história da domesticação dos animais, o cachorro costuma ser mencionado como o primeiro exemplo. Provavelmente, isso aconteceu antes mesmo do Neolítico.

O cachorro, a primeira domesticação

Ao contrário do pensamento popular de criar lobos, a verdade é que a teoria mais difundida atualmente é a de que os cães se autodomesticaram: os caninos mais mansos e mais tolerantes ao homem eram aqueles que podiam viver com o que eles desperdiçavam.

A história da domesticação do cachorro ainda não está clara, e há poucos anos se acreditava que a sua origem tivesse sido na Ásia, para depois declarar que ela havia acontecido ao mesmo tempo na Europa. O último dos estudos parece mostrar que a domesticação do cachorro ocorreu na Europa, entre 20.000 e 40.000 anos atrás.

Ovelhas e cabras

Os pequenos ruminantes são outro dos exemplos mais antigos do processo de domesticação dos animais: ovelhas e cabras não compartilham a origem, mas sim caminhos evolutivos semelhantes.

Ovelhas e cabras

Há cerca de 10.500 anos, nos atuais Irã e Iraque, teve início o processo de domesticação das ovelhas e cabras, que viriam do muflão asiático (Ovis orientalis) e da cabra selvagem (Capra aegagrus), respectivamente.

Assim, a obtenção de lã das ovelhas parece remontar a 8.000 anos atrás, embora as primeiras vestes datem de 2.000 anos depois. Acredita-se que esta é uma das razões pelas quais os seres humanos colonizaram terrenos mais frios.

Domesticação do cavalo

Se a domesticação dos animais teve um grande impacto na vida do homem, foi a do cavalo, que se tornou uma autêntica arma de guerra, que permitiu a maior parte das conquistas no mundo.

Domesticação do cavalo

Acredita-se que a origem da domesticação do cavalo esteja na cultura Botai, onde encontramos histórias tão únicas quanto a de um veterinário de cavalos de 3.000 anos atrás. Eles também teriam sido os primeiros cavaleiros.

No caso dos cavalos, pode ser que os processos de domesticação fossem independentes, uma vez que foi encontrada uma relação direta entre os cavalos atuais da Península Ibérica e os do Neolítico. O burro teria sido domesticado no Egito há cerca de 5.000 anos.

Domesticação do porco e da vaca

Há 9.000 anos, o porco foi domesticado tanto na Turquia quanto no sudeste da Ásia, e esses porcos se espalharam pela Europa. Um estudo recente mostra que estes porcos domésticos deram origem a outras raças por hibridação.

As vacas teriam sido domesticadas há cerca de 10.000 anos no Oriente Médio e na Índia, a partir dos auroques selvagens, atualmente extintos.

Há vários outros exemplos de domesticação dos animais

Embora estes sejam alguns dos mais conhecidos, a verdade é que existem dezenas de exemplos da domesticação de animais. Por exemplo, os gatos foram domesticados graças ao controle de pragas que exercem na agricultura.

Enquanto isso, no Peru, o porquinho-da-índia foi domesticado e, na Tailândia, o búfalo asiático. A domesticação da lhama, da galinha, da abelha ou até mesmo do bicho-da-seda também foram de especial importância.

Alguns dos últimos processos foram os do iaque, no Tibete, dos patos, na Síria, dos camelídeos e até mesmo o aparecimento de pastores de renas na Sibéria. Quem sabe quais outros animais o homem ainda pode domesticar?

Florian J. Alberto et al. “Convergent genomic signatures of domestication in sheep and goats” Nature Communications 6 de marzo de 2018