Sintomas de intoxicação alimentar em cães

dezembro 17, 2019
A intoxicação alimentar é um dos problemas mais comuns em cães. Devemos saber identificá-la para que ela não passe de um susto.

Um dos problemas mais comuns que os veterinários têm que enfrentar é a intoxicação alimentar em cães, que normalmente surge porque o animal de estimação ingeriu um alimento em mau estado ou contaminado.

Às vezes, a ânsia de comer de alguns cachorros os leva a colocarem na boca coisas das mais variadas, sem estarem conscientes de que aquilo pode fazer mal a eles ou, inclusive, causar a sua morte.

Algumas vezes, eles conseguem esses alimentos durante os seus passeios, mas também chegam às clínicas cachorros intoxicados por alimentos que foram dados a eles em casa, como restos de comida ou produtos em estado duvidoso.

Sintomas mais comuns de uma intoxicação alimentar em cães

Detectar rapidamente que o seu cachorro está sofrendo uma intoxicação alimentar é fundamental para tomar as medidas necessárias para ajudá-lo. Portanto, devemos prestar atenção aos seguintes sinais e ir ao veterinário para que ele tome as medidas corretas:

  • Diarreia: é o sinal mais comum e, ainda que nem sempre seja perigosa, indica que algo está acontecendo no aparelho digestivo do animal. Certamente, isso foi causado por um alimento não adequado para ele ou por alguma bactéria.
  • Vômitos: quando o cachorro vomita, isso costuma ser mais preocupante do que quando ele tem diarreia. Na verdade, em ambos os casos devamos ir ao veterinário se ele o fizer diversas vezes.
  • Salivação mais abundante: a salivação é um desses detalhes nos quais os veterinários se focam muito, e pode ser uma pista muito importante para detectar problemas de saúde, entre os quais está a intoxicação alimentar em cães.
  • Descoordenação ao andar: se você notar que o seu cachorro está tonto e não está andando como de costume, é possível que ele esteja sofrendo as causas de uma intoxicação.
  • Letargia: se você observar que o seu cachorro está sonolento, é possível que isso também seja motivado por uma intoxicação. Eles também costumam parecer desorientados.
Cachorro apático

  • Tremores: outro dos sintomas mais comuns em uma intoxicação alimentar em cães são os tremores incontroláveis, um sinal que indica que você terá que ir imediatamente ao veterinário para evitar problemas maiores.
  • Febre: com as intoxicações, costuma aparecer a febre, que nos indicará que algo está errado.
  • Dor abdominal: se você notar algum ou vários desses sintomas, e se quando você toca a região abdominal do cachorro ele geme de dor, é muito provável que o animal esteja intoxicado por algum alimento em mau estado.

Como você pode ver, os sintomas podem ser muito variados e, dependendo de cada tipo de intoxicação, vão afetar o cachorro de uma maneira ou de outra.

O importante é não ignorar a situação e agir quando notar que o cachorro está mal, já que o mais provável é que o problema se agrave se não tomarmos medidas a tempo.

Além disso, a presença desses sintomas não garante que estamos diante de uma intoxicação. Portanto, devemos ir ao veterinário para que ele realize os exames necessários para descartar outras possíveis doenças.

Como prevenir?

As duas situações mais comuns nas quais os cachorros são intoxicados são revirando o lixo ou comendo algo que encontram na rua, mas também por receberem alimentos que não são bons para eles.

Cachorro revirando lata de lixo

A primeira delas é muito fácil de prevenir: fazendo com que o cesto de lixo não esteja ao alcance do animal, ele não poderá fuçar os restos de comida cheios de bactérias e em mau estado.

Para evitar a segunda causa, devemos estar atentos ao animal nos passeios diários e evitar que ele coloque algo na boca, já que os odores fortes de alimentos em mau estado os atraem e eles não vão pensar duas vezes antes de comê-los.

Por outro lado, muitos alimentos do nosso dia a dia são tóxicos para os cachorros, como é o caso do alho, da cebola, do café, das uvas… Há uma infinidade de alimentos que os nossos animais de estimação não toleram, e se eles os ingerirem excessivamente, isso pode levar a uma intoxicação grave.

Assim, temos que ter cuidado com o que damos a eles e evitar, em qualquer situação, dar alimentos com muito sal ou crus. Estes últimos podem conter Salmonella ou E. coli.

  • Consumer. Intoxicación alimentaria en perros, un grave riesgo para la salud canina. 10 de marzo de 2014. Extraído de: https://www.consumer.es/mascotas/intoxicacion-alimentaria-en-perros-un-grave-riesgo-para-la-salud-canina.html
  • Barkibu. Intoxicación alimentaria en perros – Síntomas y qué hacer. 19 de noviembre de 2018. Extraído de: https://www.barkibu.com/blog/intoxicacion-alimentaria-en-perros-sintomas-y-que-hacer
  • Mascota Rey. Intoxicación Alimentaria En Perros, Causas, Signos, Síntomas, Tratamientos. Extraído de: https://mascotarey.com/perros/salud/intoxicacion-alimentaria-en-perros-causas-signos-sintomas-tratamientos-y/