Javali: um selvagem da floresta

janeiro 15, 2019

O javali, parente selvagem do porco, tem uma grande capacidade de adaptação. Por isso, pode ser encontrado por todo o planeta. E um fato curioso é que esses animais chafurdam na lama para regular sua temperatura.

O parente “selvagem” do porco pode ser encontrado nas florestas de quase todos os lugares do mundo, seja nativo ou introduzido na região.

Neste artigo, vamos contar tudo sobre o javali, uma das espécies exóticas mais invasivas e nocivas do planeta.

Habitat do javali

Esse mamífero pode se adaptar a qualquer tipo de ambiente, desde que tenha sua ‘cota’ de grama e comida diária.

Prefere viver em locais com vegetação alta, para se camuflar, e onde haja água suficiente, uma vez que bebe muita água e costuma chafurdar na lama para regular a temperatura.

O habitat favorito do javali são as florestas, como a formada por árvores caducifólias (que perdem suas folhas na estação mais fria).

Além disso, é encontrado em lugares com muitos arbustos e pântanos. Pode resistir ao frio do inverno devido a sua pele e pelagem grossas.

Esta espécie é nativa da Eurásia e do norte da África, embora tenha sido introduzida pelo homem na Oceania e na América.

Adapta-se muito bem ao meio ambiente. Por isso, pode ser encontrado atualmente em quase todo o mundo.

Características do javali

O javali é um mamífero de tamanho médio que pode medir cerca de 1,6 metro de comprimento e 65 centímetros de altura.

Sua cabeça é grande, embora seus olhos sejam bem pequenos e sua boca tenha presas saindo dos lábios.

Devido às suas pernas curtas e pescoço largo, possui uma aparência robusta. Ao contrário do porco doméstico, os músculos dianteiros são mais desenvolvidos que os traseiros. Os machos podem pesar cerca de 90 quilos e as fêmeas, 65.

É coberto completamente com pelos grossos, inclusive nas pernas e cauda, ​​e sua coloração pode variar de preto a cinza ou marrom, de acordo com a época do ano e a localização geográfica.

O contorno de seu focinho é sempre mais escuro do que o resto do corpo e, quando se irrita, curva as costas para parecer feroz e perigoso.

características do javali

Os jovens nascem com pelo branco e listras marrons, que desaparecem nos primeiros meses. Quando fazem um ano, começam a apresentar o mesmo tom dos adultos.

Comportamento do javali

Este suídeo tem uma visão muito ruim, mas compensa com um olfato mais desenvolvido. Graças ao seu focinho, pode detectar alimentos (como cogumelos, trufas, bolotas, caracóis, legumes, vermes, etc) no subsolo, tudo isso a mais de 100 metros de distância!

Quando ele fareja a comida, usa suas pernas fortes, seus cascos e suas presas para se alimentar. Além disso, pode captar sons que são imperceptíveis para outros animais e pessoas.

Ao contrário do que se acredita, o javali não é selvagem ou perigoso. Além disso, não é territorial e tem um caráter bastante sociável.

Forma grupos de até cinco indivíduos, comandados por uma fêmea (sistema matriarcal) mais velha.

Os machos jovens vivem na periferia da família, e os machos são solitários e se aproximam do rebanho na época de reprodução. Quando são idosos, podem ser acompanhados de outros espécimes mais jovens que os protegem.

Javali, ou porco selvagem

Os javalis são sedentários durante o dia, mas à noite podem viajar mais de 10 quilômetros em um trote leve. As fêmeas grávidas e os jovens não se distanciam muito do seu território.

Quanto à sua reprodução, ocorre entre novembro e janeiro. O macho procura fêmeas continuamente e, às vezes, pode esquecer até de comer ou descansar por causa disso.

Quando encontra um grupo – conhecido como piara – ele expulsa os jovens para conquistar o “amor exclusivo” das fêmeas.

Finalmente, não podemos ignorar o fato de que esses animais adoram mergulhar na lama. Não é algo lúdico, mas uma necessidade biológica para regular a temperatura do corpo, já que eles não têm glândulas sudoríparas.

Além disso, esse hábito é usado como uma forma de manter certos odores corporais que lhes permitem se relacionar uns com os outros.