Lesões oculares em cães: sintomas e tratamento

fevereiro 16, 2020
As lesões oculares em cães são comuns e variam muito em gravidade. É importante levar o cachorro ao veterinário imediatamente após perceber os sintomas, para avaliar a severidade do caso e prescrever o tratamento adequado.

As lesões oculares em cães podem deixar cicatrizes permanentes e até provocar cegueira se forem penetrantes ou ulcerativas. Mesmo se houver um objeto estranho visível a olho nu, é importante não tentar tratar uma lesão ocular em casa.

As lesões oculares incluem corpos estranhos, coceira, lesões por perfuração, lesões químicas ou trauma ocular de contato.

Se o olho do cão estiver fechando ou o animal estiver apertando os olhos para protegê-lo, ou se a pálpebra não funcionar corretamente, saiba que estes são sinais claros de uma emergência médica séria.

Sintomas das lesões oculares em cães

Muitas doenças oculares diferentes podem afetar os cães. Os sintomas oculares podem surgir mesmo sem ferimentos. Os principais sintomas que denotam uma lesão ocular em cães são os seguintes:

  • Angústia ou desconforto geral.
  • Vesguice.
  • Piscar rapidamente.
  • Incapacidade de abrir o olho.
  • Lacrimejamento.
  • Olhos sangrentos ou injetados de sangue.
  • Reação para evitar luzes brilhantes.
  • Tentativas de roçar os olhos e o rosto.
  • Pupila distorcida.
  • Objeto estranho visível.
  • Nebulosidade ou alteração na cor dos olhos.
  • Secreções oculares.
Sintomas das lesões oculares em cães

Causas das lesões oculares

Uma lesão ocular ocorre quando algo entra em contato com o olho do cão e causa danos. Uma briga, um arranhão ou um chute podem causar danos aos olhos de um cão. Esse tipo de problema também pode ser provocado por elementos do ambiente, como galhos de árvores, picadas de insetos, etc.

Produtos químicos, objetos pontiagudos ou ferramentas também podem representar uma ameaça. A coceira nos olhos devido a alergias ou irritação leve pode causar lesões nos olhos se o cão esfregá-los com alguma coisa. Se esse comportamento continuar, uma úlcera ou ferida na córnea pode se formar.

As lesões oculares variam de leves a graves e, em geral, o veterinário pode diagnosticá-las com exames simples. As lesões oculares comuns incluem laceração da córnea, úlcera da córnea, ferida por punção, trauma palpebral ou proptose .

Tratamento das lesões oculares em cães

O veterinário tratará feridas simples com um colar elizabetano para impedir que o cão coce a região afetada, junto com antibióticos e outros medicamentos, geralmente na forma de gotas.

As gotas de antibióticos tratam infecções bacterianas, enquanto as gotas de atropina dilatam a pupila do cão e ajudam a aliviar a dor. Em alguns casos, o veterinário pode até prescrever lentes de contato gelatinosas para proteger a ferida.

Em casos graves, o veterinário prescreverá antibióticos para prevenir infecções, anti-inflamatórios para aliviar o inchaço e ajudar na cicatrização, ou analgésicos para ajudar a aliviar a dor.

Feridas mais graves e complicadas podem exigir exploração cirúrgica para fazer um diagnóstico completo. Esta cirurgia procurará reparar o olho do cão e restaurar o seu funcionamento. Os medicamentos e doses exatas dependerão da gravidade da lesão do cachorro e, quando apropriado, da cirurgia necessária.

Colírio para cães

Recuperação

É necessário monitorar frequentemente a lesão ocular do cão para verificar a recuperação. Para feridas simples, é importante realizar uma observação diária durante os primeiros dias e tomar nota de quaisquer diferenças.

No caso de qualquer alteração negativa, ou se a ferida não parecer estar melhorando, o veterinário deve ser consultado. No caso de um cão que está se recuperando de uma cirurgia corretiva, é de grande importância seguir cuidadosamente todas as instruções do veterinário e monitorar o progresso.

Quanto mais profunda a lesão ocular, maior a possibilidade de perda parcial ou total da visão. No entanto, na maioria dos casos, o cão se recupera completamente da lesão ocular. O tempo de recuperação depende do tipo e gravidade da lesão.

Prevenção

Não há dúvida de que acidentes podem acontecer. No entanto, muitas das lesões oculares em cães podem ser evitadas. Uma dessas medidas de prevenção é muito simples: socializar adequadamente o cão para evitar brigas.

Também é importante cuidar dos ambientes que o cachorro frequenta: deve-se tomar cuidado para protegê-lo de objetos cortantes, produtos químicos e tudo que possa ser um risco para a sua saúde.

Se o local onde o animal vive tiver um jardim ou se ele for levado para passear no campo, é importante ter cuidado com galhos, ervas daninhas e outros elementos que podem causar danos aos olhos.

Finalmente, é importante destacar a importância de impedir que o cão coloque a cabeça para fora da janela de um carro em movimento. Entre outros riscos, algo pode entrar no olho dele e causar uma lesão.