Conheça as principais causas da letargia em cães

fevereiro 29, 2020
Dormir mais de 15 horas de sono durante a fase de desenvolvimento ou a velhice está dentro do normal para os cães.

A letargia em cães é um sintoma muito comum, dado o grande número de fatores que podem causá-la. Observar a sua frequência, a presença de possíveis doenças associadas ou se houve uma mudança drástica no ambiente pode ajudar a entender a origem do desconforto.

A letargia é um estado de sonolência ou cansaço profundo motivado por patologias, mudanças de estação ou outras alterações do ambiente. Esse comportamento apático também pode ser devido à própria preguiça do animal, uma situação que não deve durar mais do que alguns dias.

No entanto, quando a sonolência do cão afeta suas saídas diárias, seu apetite e seu nível de alegria, você deve buscar a ajuda de um profissional.

Principais causas da letargia em cães

Entre as causas patológicas mais comuns da letargia em cães, estão:

  • Infecções, incluindo parvovirose, cinomose, tosse do canil e leptospirose.
  • Distúrbios metabólicos, doenças cardíacas, hepáticas, diabetes e hipoglicemia.
  • Anemia.
  • A presença de parasitas intestinais.
  • Envenenamento por ingestão de substâncias tóxicas ou em mau estado.
  •  Dor devido a uma lesão ou doença.
Cachorro com colar elizabetano

Para determinar se a letargia provém de uma doença subjacente, deve ser observada uma série de sintomas como vômitos, choro, diarreia, etc. Informar ao veterinário sobre quaisquer eventos incomuns ajudará na avaliação geral do cão.

Outras razões possíveis para a letargia em cães são experiências traumáticas, como a doença de um dono ou mudanças de endereço. Estresse, medo e preocupação podem incentivar atitudes apáticas no animal, de modo que ele renuncie aos prazeres habituais, como saídas e comida.

Além disso, esse estado de sonolência pode ocorrer devido a uma reação adversa a um medicamento ou tratamento antiparasitário. Estes últimos, especialmente os de formato tópico, geralmente possuem formulações com odores muito agressivos que podem deixar o animal atordoado.

Portanto, é apropriado levar em consideração o tamanho do cão e administrar a dose apropriada e na frequência recomendada.

Como lidar com a falta de atividade física

Uma vez diagnosticada a causa da fadiga, o veterinário prescreverá o medicamento ou o protocolo pertinente. Em casos de estresse, se o animal não se adaptar à nova situação, pode ser necessário procurar um treinador ou etólogo capaz de redirecionar o comportamento depressivo.

Treinador de cães

Até que o animal retorne ao seu humor habitual, com um nível de exercícios e dinamismo adequados, sua alimentação deve ser monitorada para evitar o excesso de peso. No entanto, os períodos de letargia em cães costumam ser acompanhados pela falta de apetite. Portanto, o excesso de peso não deve ser a principal preocupação.

Para determinar a existência real de letargia, é conveniente estar ciente da necessidade de descanso recomendada para animais domésticos. Uma média de 10 horas de sono por dia está dentro da normalidade. Ou seja, isso significa que a probabilidade de encontrar o cão adormecido é de aproximadamente 50% ao longo do dia.

Nesse contexto, é importante verificar se o descanso noturno do animal está sendo adequado. Também é importante considerar a idade do animal de estimação também. Filhotes, além de passarem mais tempo comendo, também devem dormir mais.

Assim, se durante os primeiros meses os animais atingirem 15 ou 20 horas de sono, não há motivo para se preocupar. Da mesma forma, os cães, à medida que envelhecem, têm mais doenças devido ao desgaste do próprio corpo. Sendo assim, a demanda por mais tempo de descanso é completamente normal.

Conclusão

A letargia nos cães, assim como nas pessoas, é uma resposta natural do corpo a situações de estresse ou mudança. No entanto, quando se estende além do normal, será necessário fazer uma avaliação para ajudar o seu animal a recuperar o humor e o nível de atividade normais.

  • Bauhaus, J. M. (2019). Hill’s. My Dog is Acting Lethargic: Causes & How to Help. Recuperado de https://www.hillspet.com/dog-care/healthcare/why-is-my-dog-acting-lethargic
  • Gilpatrick, J. (S f). PetMD. 5 Reasons Your Pet is Lethargic (and When to Worry). Recuperado de https://www.petmd.com/dog/slideshows/5-reasons-your-pet-is-lethargic
  • Vets now. Why is my dog lethargic and not himself? Causes of lethargy in dogs. (2018). Recuperado de https://www.vets-now.com/pet-care-advice/dog-is-lethargic/