O maravilhoso canto do tordo-imitador

O tordo-imitador é uma ave passeriforme capaz de imitar o som de outros pássaros, outros animais ou mesmo o som de objetos.
O maravilhoso canto do tordo-imitador
Silvia Conde

Escrito e verificado por a biólogo Silvia Conde.

Última atualização: 29 janeiro, 2023

Algumas aves são conhecidas pelas suas cores vivas e outras pelo seu canto, como é o caso do tordo-imitador (Mimus polyglottos). Este pequeno pássaro passeriforme tem a particularidade de imitar o canto de outros pássaros, tons de animais e até sons artificiais.

O tordo-imitador habita as terras da América do Norte, Central e Caribe e de Porto Rico, onde é conhecido como rouxinol. Apesar de compartilhar o nome, não pertence à mesma família do rouxinol-comum, embora ambos sejam fisicamente muito semelhantes.

Como é o tordo-imitador ?

O tordo-imitador é uma ave passeriforme com cerca de 22 centímetros de comprimento e uma envergadura de 31 a 36 centímetros, semelhante ao tamanho de um melro. É de cor cinzenta, mais escura nas faces dorsais e mais pálida nas faces ventrais.

Possui também um par de listras brancas nas asas, especificamente nas extremidades das penas de cobertura médias e grandes e em ambos os lados da cauda, que é longa, arredondada na extremidade e com uma linha preta central.

Um mockingbird em um galho.

Por que o canto dele é famosa?

Essa ave imita outros cantos de pássaros e sons de animais – ou tons artificiais – mas a espécie também tem um canto primário que os machos usam para atrair as fêmeas na primavera e no início do verão. Isso pode ter pequenas variações no padrão de sílabas de sua música entre territórios distantes.

Em geral, as aves mímicas – aquelas que imitam o canto de outras aves – preferem habitats densos e cheios de arbustos que oferecem pouca visibilidade. Assim, para essas espécies, o canto é uma importante ferramenta de relacionamento que é ininterrupto. Isso garante, em parte, o sucesso de sua reprodução.

A seleção sexual do tordo-imitador

O tordo-imitador é uma ave solitária e diurna. Os machos são territoriais e definem seus espaços por meio do canto, que também é usado para atrair as fêmeas. Durante o cortejo, fazem exibições que, juntamente com o canto, servem para atrair a atenção de potenciais parceiras reprodutoras.

A forma de cantar do tordo-imitador o torna indistinguível, independentemente dos padrões que utiliza devido à alta continuidade de seu canto. Aves canoras versáteis tendem a ser cantores contínuos. Além disso, a imitação os ajuda a aumentar o caráter individual de uma música, uma vez que não é provável que 2 indivíduos tenham exatamente os mesmos tons.

Machos com repertórios musicais maiores têm maior vantagem em adquirir territórios, atrair parceiros e excluir potenciais competidores de seu território.

Idade e experiência são indicativos de habilidades de sobrevivência e aquisição de recursos e são refletidas nas diferentes canções que um tordo-imitador macho pode fazer. Essas qualidades são o que as fêmeas valorizam ao escolher um parceiro e deixar descendentes.

Embora o tordo-imitador agora também habite áreas urbanas, ele parece ter mantido essa estratégia evolutiva de seus ancestrais florestais.

Outros pássaros mímicos

O tordo-imitador não é a única espécie de pássaro mímico. Uma das mais conhecidas é a ave-lira-soberba (Menura novaehollandiae), endêmica das florestas da Austrália.

Esta ave, semelhante a um faisão, tem um canto curto típico da espécie que pode ser ouvido até a um quilômetro de distância, mas o mais característico é seu poder de imitação.

Os machos podem imitar quase qualquer som, desde machos mais velhos e outras espécies de pássaros até sons mecânicos, como um obturador de câmera, alarme de carro ou até mesmo uma motosserra.

Tal como acontece com o tordo-imitador, o canto parece ser importante ao procurar uma parceira e evitar potenciais concorrentes, e a imitação fornece capacidade suficiente para torná-lo versátil.

[incorporar]https://www.youtube.com/watch?v=VjE0Kdfos4Y&feature=emb_logo[/incorporar]

O canto é uma das formas de comunicação das aves, muito importante em muitos aspectos de suas vidas: marcar território, procurar um parceiro, localizar e chamar um parceiro, entre outros. O canto tem um importante componente inato e aprendido e, como vimos, não é exclusivo de uma espécie, pois existem dialetos e pássaros que imitam outros pássaros.


Todas as fontes citadas foram minuciosamente revisadas por nossa equipe para garantir sua qualidade, confiabilidade, atualidade e validade. A bibliografia deste artigo foi considerada confiável e precisa academicamente ou cientificamente.


  • Structure in Primary Song of the Mockingbird (Mimus polyglottos). (1965). The Auk, 82(2), 161–189.
  • Howard, R. (1974). The Influence of Sexual Selection and Interspecific Competition on Mockingbird Song (Mimus polyglottos). Evolution, 28(3), 428-438.

Este texto é fornecido apenas para fins informativos e não substitui a consulta com um profissional. Em caso de dúvida, consulte o seu especialista.