Conheça o Melro-d’água, uma ave mergulhadora

· março 30, 2019
Este pássaro rápido tem um comportamento rápido e hiperativo em seus movimentos. Ele vive em lagos e rios limpos, onde caça pequenos insetos graças à sua capacidade de mergulhar na água.

O melro-d’água é ave aquática pouco conhecida devido à sua timidez e agilidade. Ela é uma espécie de ave que vive nos nossos rios e é inconfundível graças às suas incríveis capacidades.

Conheça os tipos de Melro

Certamente muitos conhecem uma ave muito mais comum, como é o caso do melro-preto, mais urbano e popular, e que pode ser encontrado em parques espalhados por toda a Espanha. Sua cor preta e bico laranja o tornam muito bem reconhecido.

Entretanto, há outras espécies de melros na Espanha, como por exemplo o melro-de-peito-branco e o melro aquático. Embora a verdade seja que o melro-preto não está familiarizado com essas outras espécies.

O melro-de-peito-branco é um pássaro preto com um peito branco e um bico amarelo que encontramos em áreas como os Pirineus, onde o inverno é mais ameno do que nos países do norte da Europa.

Recomendar também a leitura: 7 maneiras de afastar os pombos

Conheça o Melro-d’Água

No entanto, hoje falaremos sobre o pássaro aquático, um pássaro rápido, com um comportamento quase elétrico, que pode ser encontrado em rios e lagos. Entretanto, é preciso saber que ele não se adapta a qualquer área de água.

Ele precisa de rios especialmente limpos, sem muita atividade humana. Por isso, sua presença é um indicador da saúde desses ecossistemas.

Normalmente, podemos encontrar essas aves aquáticas nas áreas mais altas dos rios, em águas límpidas, onde é possível obter muita comida.

O Melro-d’água é uma ave aquática muito parecida com o resto dos melros, com um babador branco e um corpo negro.

Entretanto, neste caso, seu bico é preto e a cabeça mais marrom, quase chocolate. É uma ave de tamanho médio que atinge 30 centímetros de comprimento.

O Melro-d’Água, mergulhador nato

Melro d'água

O melro-d’água possui esse nome porque não se importa de mergulhar para obter seu alimento. Ele costuma fazer mergulhos de cerca de três segundos, mas pode ficar até 30 segundos embaixo d’água; por isso, é comum vê-lo mergulhando mais fundo.

Graças ao aumento dos glóbulos vermelhos em seu sangue, pode transportar mais oxigênio do que outros passarinhos. Isso lhe permite se alimentar de vermes e insetos que se escondem em pedras dentro do rio.

É relativamente fácil encontrá-los nos rios em condições adequadas, embora seja difícil fotografá-los devido à sua hiperatividade. O melro-d’água se move livremente entre seixos e pedras, dos quais se lança para mergulhar.

É um pássaro tão inquieto que, mesmo quando está parado no chão, não para de piscar, levanta a cauda e fazer flexões com as pernas.

Esses animais são capazes de atravessar pequenas cachoeiras, e é por isso que eles fazem seus ninhos muito perto da água.

Rachaduras, árvores ou pontes são estruturas naturais e artificiais que servem para construir seus ninhos. Além disso, eles geralmente põem entre quatro e seis ovos, que são incubados pela fêmea e eclodem após duas semanas.

Recomendar também a leitura: Como saber se um pássaro está doente?

O melro-d’água e seu retorno à Espanha

Embora a variedade européia não saia do nosso continente, a verdade é que ela pode ser encontrada por toda a Ásia e até mesmo no norte da África. Na Espanha, é especialmente comum no norte.

Devido à poluição dos rios e à presença de plástico, considera-se que a espécie está desaparecendo por toda a Europa.

Entretanto, na Espanha têm surgido novas populações ao sul,  contrariando a tendência atual que é de desaparecer em todo o país.

É por isso que, no dia em que esta linda ave desaparecer de nossos rios, é provável que seja tarde demais para muitas outras espécies, como, por exemplo, o martim-pescador. Isso será uma um aviso final da morte de nossos ecossistemas fluviais.