Nephrurus levis: cuidados em cativeiro

Os Nephrurus são geckos territoriais e mal-humorados, mas vê-los caçar e se desenvolver ao longo dos anos é um processo verdadeiramente fascinante.
Nephrurus levis: cuidados em cativeiro

Última atualização: 24 Janeiro, 2021

Além do gecko leopardo, existem diversos répteis exóticos fáceis de manter que muitos amantes da terrariofilia desconhecem. Esse é o caso do gênero Nephrurus, cujos espécimes são mais conhecidos como Knob tailed geckos no mercado dos Estados Unidos – eles não têm um nome comum em português.

Hoje vamos apresentar uma espécie específica, Nephrurus levis, que talvez seja a mais difundida do gênero no mercado de animais de estimação exóticos. Trata-se de um animal pequeno, mas com um ímpeto e uma ousadia incomuns. Se esse lindo réptil chamou a sua atenção, continue lendo.

Considerações iniciais

Em primeiro lugar, é fundamental destacar que Nephrurus é um gênero que inclui 10 espécies reconhecidas atualmente. Entre as mais comercializadas, encontramos as seguintes:

  • Nephrurus amyae: a maior do gênero. É facilmente distinguível por causa da sua coloração terrosa e sua cauda minúscula.
  • Nephrurus wheeleri: pequeno em tamanho e com um mau humor incomum, esse réptil se caracteriza pelas faixas pretas intercaladas no seu corpo.
  • Nephrurus levis: com uma coloração mais alaranjada escura e com padrões menos terrosos, essa espécie pode ser facilmente diferenciada das demais.

Todos esses geckos são endêmicos da Austrália e, portanto, os respectivos cuidados variam pouco. Sem muitos problemas, podemos dizer que esse guia é aplicável para as três espécies descritas, mas consulte qualquer variação interespecífica ou dúvida com um especialista em terrariofilia antes de adquirir um espécime.

Nenhuma das espécies listadas está incluída na CITES – uma convenção para a proteção de animais ameaçados para a venda – e as suas populações naturais também não estão em declínio evidente. Portanto, não é necessária uma licença especial para adquirir um desses geckos como animal de estimação.

Mesmo assim, é preciso ter cuidado com o comércio de espécies retiradas do seu ambiente natural. Todos os knob tailed geckos que encontramos para venda até agora foram criados em cativeiro, mas isso não elimina a necessidade de ter cautela. Portanto, exija os documentos pertinentes no que diz respeito à criação em cativeiro antes de adquirir o seu animal de estimação.

Nephrurus levis: cuidados em cativeiro

Cuidados com o Nephrurus levis em cativeiro

Essas espécies vivem em diferentes ambientes típicos da paisagem australiana, principalmente em regiões áridas e semiáridas. Com isso em mente, vamos apresentar os cuidados básicos com a espécie Nephrurus levis, ​​também aplicáveis aos seus companheiros de gênero.

Terrário

O terrário não precisa ser muito grande, já que esses geckos devem obrigatoriamente viver sozinhos por causa da sua acentuada territorialidade. Uma instalação medindo 40x30x30 centímetros de largura, altura e comprimento será mais do que suficiente para um exemplar. Ainda assim, quanto mais espaço for dado ao réptil, melhor.

Foi observado que esses animais crescem bem em instalações de plástico, mas encorajamos os donos ​​a comprar um terrário de vidro especialmente projetado para répteis. Isso porque possuem sistemas de ventilação eficazes e, além disso, o animal ficará muito mais bonito quando exibido nesse tipo de terrário.

No que diz respeito ao substrato, deve ser usada areia compacta. Sempre recomendamos o uso de carbonato de cálcio (CaCo3), pois o animal pode ingeri-la acidentalmente e metabolizá-la sem problemas. Isso evitará os temíveis distúrbios de impactação gastrointestinal que muitos répteis do deserto apresentam.

Além disso, o terrário deve ter dois abrigos, um na área quente e outro na área fria. Pedras grandes ou troncos ocos também podem ser colocados como enriquecimento ambiental, bem como um pequeno recipiente com água para o réptil beber quando precisar.

Requerimentos ambientais

A seguir, vamos apresentar rapidamente as condições climáticas necessárias para manter essa espécie saudável e feliz. Vamos lá:

  • Temperatura: no terrário, deve haver um gradiente térmico. Para isso, uma manta térmica deve ser colocada atrás do vidro e embaixo do terrário. O lado quente deve estar sempre em torno de 30-31 °C e o lado frio com um mínimo de 23 °C.
  • Umidade: estamos diante de um animal do deserto, portanto, a umidade elevada no terrário é um parâmetro que deve ser evitado. Colocar um pequeno recipiente com água para o animal beber é mais do que suficiente, além de borrifar a área fria com água algumas vezes por semana.
  • Iluminação: essa espécie não requer iluminação especial, mas sim um período de luz natural.

Alimentação

Os Nephrurus são exclusivamente insetívoros e, portanto, sua dieta se baseia principalmente em grilos, baratas e vermes. Um adulto come cerca de quatro vezes por semana e em pelo menos uma dessas refeições a presa deve ser coberta com cálcio e vitamina D3. Isso permitirá que o animal cresça forte e saudável.

É importante destacar que esses geckos caçam apenas por meio de estímulos visuaispor isso todas as presas apresentadas devem estar vivas e ativas. Se o inseto não estiver em boa forma ou não se mover muito, o animal perderá o interesse facilmente.

Nephrurus levis: cuidados em cativeiro

Conforme você viu, estamos diante de uma espécie exótica fascinante com necessidades bastante simples. Se mantiver temperaturas relativamente altas e um local quente onde o animal possa se autorregular termicamente, você poderá conviver com esse amigável réptil por cerca de 10 anos.

Pode interessar a você...
A origem dos répteis
Mis AnimalesLeerlo en Mis Animales
A origem dos répteis

A origem dos répteis remonta a milhões de anos e, desde então, eles continuaram a evoluir e se diversificar. Você quer saber mais sobre eles?