Norwich Terrier: conheça essa raça canina

Norwich Terrier: conheça essa raça canina

Última atualização: 19 Junho, 2018

Sabemos que você conhece dezenas de raças de cães, mas também supomos que há muitas que talvez não conheça. É por isso que sempre gostamos de falar sobre as características de cada uma delas. Este artigo, por exemplo, é dedicado ao Norwich Terrier. Gostaria de conhecê-lo?

Tudo o que você precisa saber sobre o Norwich Terrier

Origem do Norwich Terrier

Essa raça é originária do Reino Unido e foi criada com o objetivo de caçar pequenos roedores. É um dos menores cães terrier e o mais saudável, apesar de ser difícil de encontrar, pois suas ninhadas são muito pequenas. O parto geralmente é feito por meio de cesárea.

Norwich terrier: conheça essa raça

Existe desde o século 19, e foi usado como cão de trabalho na Ânglia Oriental, na Inglaterra. Porém, em uma pintura de Jan Van Eyck, que data de 1430, podem ser vistos alguns Norwich Terrier aos pés de um casal. Poderiam ser descendentes do Terrier irlandês, um Terrier também de cor avermelhada, apesar de não terem sido conhecidos até 1860.

A princípio, eram chamados de Jones Terrier e Cantab Terrier e foram adotados como animais de estimação pelos estudantes de Cambridge. Quando a raça foi reconhecida pelo Kennel Clube, cães com orelhas caídas e eretas eram aceitos. Porém, mais tarde discutiu-se se deveriam aceitar apenas os de orelha caída como sendo de raça pura.

Durante algum tempo, continuaram permitindo que ambos participassem em exibições, mas no ano de 1964 as raças foram diferenciadas. Os cães de orelha caída foram denominados Norfolk Terrier.

Características do Norwich Terrier

O Norwich Terrier é pequeno, mas possui muita resistência física. Sua altura na cernelha é de 25 cm e seu peso fica em torno de 5 kg. As ninhadas, como dissemos antes, são pequenas, de aproximadamente um a três filhotes e, geralmente, os partos são feitos por cesárea. A partir dos sete anos, esses cães são considerados idosos, sendo assim, a idade para procriar deve ser de um aos seis anos.

Conheça o Norwich terrier

Seu pelo, dividido em duas camadas, é de cor avermelhada e têm tendência a apresentar nós. É um pelo resistente que precisará da técnica de stripping para mantê-lo da melhor maneira possível.

Personalidade do Norwich Terrier

Possuem uma personalidade aberta e alegre, são carinhosos e curiosos. Normalmente, não costumam ser agressivos, especialmente se são socializados desde pequenos. Têm muita energia, o que faz com que precisem de uma vida muito ativa.

Apesar de seu tamanho, seu apetite parece não ter fim e são capazes de comer qualquer coisa que seja colocada em seu caminho. No entanto, isso poderia ser um perigo, pois se você não o vigiar, ele pode ter sobrepeso.

Eles são animais muito familiares e do lar, então não se deve deixá-los fora de casa nem quando possuírem sua casinha. Não costumam latir, apesar de que, se um estranho se aproximar, ele fará com que você saiba.

São muito carinhosos com crianças e têm muita facilidade de viver com outros animais. No entanto, se estes outros animais forem roedores, é melhor vigiar o Norwich Terrier. Não esqueça de que ele foi criado para caçar vários tipos de roedores.

Cuidados com o Norwich Terrier

Um dos cuidados mais importantes desta raça é, sem dúvida, o exercício. Tanto pelo que comem como por sua vida ativa, eles exigem exercícios regulares para evitar o sobrepeso e outros males.

Seu pelo é complicado de cuidar e, como dissemos anteriormente, será necessária a técnica de stripping para eliminar o pelo morto e desembaraçar nós.

Como você vê, o Norwich Terrier é um animal pequeno e muito ativo, que precisará do seu tempo e energia para dar-lhe o que necessita. Pense se você está disposto a isso antes de decidir se quer um como animal de estimação. Se você estiver preparado, então vá em frente! Você terá um companheiro leal e carinhoso.

Fonte das imagens: Harold e Dmitri Krakovsky

Pode interessar a você...
Raças de cachorros europeus
Meus AnimaisLeia em Meus Animais
Raças de cachorros europeus

Ainda que a maioria deles se originem da Alemanha, França e Espanha, poderíamos dizer que há raças de cachorros europeus de todos os países do continente.