O bufar dos gatos: tipos e causas

Os animais, como não podem falar para se comunicar, emitem sons que sempre querem dizer ou transmitir alguma coisa. Por exemplo, o bufar dos gatos. Quando dizemos bufar, também podemos dizer ruídos, já que os emitem de várias formas.

Compreender o que eles querem nos dizer através deles é muito importante para entender e fortalecer nosso vínculo. Vejamos então os diferentes sons e o que querem nos transmitir.

O bufar dos gatos e outros sons

Já sabemos que os gatos, assim como outros animais, necessitam emitir sons e fazer movimentos para poder se comunicar. Devemos sempre lembrar que eles também têm necessidades e emoções que necessitam transmitir para as pessoas com quem convivem.

Por isso, é normal que seu animal emita sons ou faça movimentos com os quais quer dizer alguma coisa. Saber seu significado ajudará a melhorar a convivência com seu animal e a estreitar seu vínculo com ele.

Diferentes sons

Os sons que escutamos são de variados tipos:

Murmúrios

Nestes, podemos incluir o ronronar, que é o som que fazem com a garganta quando chegamos em casa. Normalmente, ainda que se escutem, são sons feitos com a boca fechada e que indicam uma sensação de estarem satisfeitos e à vontade.

O ronronar é algo inato neles, pois o fazem desde que são pequenos e sua mãe também emite esse som como símbolo de proteção.

Esse é um som muito utilizado durante o acasalamento, o cortejo ou em emoções tão diferentes entre si como a alegria ou o estresse.

Sons forçados

Entre eles, podemos incluir os seguintes:

  • Grunhidos. Quando um gato grunhe, sem dúvida quer nos dizer que não está nada feliz, nem contente, e é muito possível que até possa chegar a nos agredir.
  • Sibilar. Normalmente, esses sons são gerados por raiva ou porque estão na defensiva. É uma forma de nos dizer que o deixemos sozinho, pois é o que querem nesse momento.
  • Bufar dos gatos. Esse é emitido quando o felino se sente ameaçado e, ainda que possa se parecer um pouco com o sibilar, é fácil de diferenciar, já que é mais forte e explosivo.

Sons vocais

Este som também é característico dos felinos: o “miau”.

Os gatos normalmente miam por necessidade de água ou comida, no caso dos miados normais. Quando eles são curtos e repetidos, é possível que sejam por dor.

Outras formas de comunicação dos gatos

Como dissemos no início, os gatos não se comunicam apenas por sons. Também utilizam outros meios que acreditamos ser necessário comentar a seguir.

  • Linguagem corporal. Segundo o tipo de postura que o gato toma com seu corpo ou com partes deste, ele vai querer nos transmitir uma ou outra coisa. Por exemplo, com suas orelhas erguidas, adverte-nos que está alerta, enquanto que, se estão caídas para frente, é porque tem alguma doença. Seu pelo arrepiado nos adverte que se sente ameaçado.
  • Seu rabo. O rabo de um gato tem muito a nos dizer, segundo as formas e posturas que ele adota. Um rabo erguido que se mexe demonstra prazer, enquanto que curvado demonstra raiva. Um rabo para baixo, mas rígido, demonstra medo.

Como você pode ver, existem muitas maneiras de conseguir entender um pouco mais seu gato e, desse modo, melhorar a convivência e estreitar sua relação.

Para isso, você deverá primeiro aprender o que significa cada som e gesto de seu gato e, mais tarde, estar atento a seus movimentos, para poder identificar o que quer dizer em cada um dos momentos. Com um pouco de esforço de sua parte, poderá entender melhor seu gato e ajudá-lo no que necessite.