O lince europeu, ameaçado pela caça

fevereiro 21, 2019
Embora sejam relativamente abundantes no Velho Continente, há perigo de extinção em alguns países devido a caçadores ilegais.

O lince europeu (Lynx lynx) é uma das espécies de felino cuja distribuição é mais ampla. Apesar de sua abundância relativa, em alguns países está ameaçado de extinção, sobretudo por causa da caça.

Situação do lince europeu ou do lince boreal

Na Europa, grandes carnívoros foram muito perseguidos nas últimas décadas. Ursos e lobos desapareceram de muitos países da União Europeia, como o protagonista do artigo hoje: o lince boreal ou lince europeu, o maior entre as várias espécies de lince.

Um estudo recente revelou o estado de preservação deste felino, e mostrou que os caçadores ilegais são a principal ameaça a este animal em países da Europa Central, como a Alemanha, a Áustria e a República Checa.

Como outros carnívoros da Europa, esses animais podem atacar o gado, por isso, foram bastante perseguidos.

Atualmente, após a recuperação em muitas áreas, o conflito reaparece entre agricultores e ecologistas em relação a essa espécie.

Tal como acontece com os agricultores e os lobos, medidas preventivas que custam dinheiro são necessárias para se proteger do lince europeu.

Os agricultores têm a obrigação de implementar medidas de proteção, e os consumidores pagam o custo extra que isso acarreta para um dos setores mais sacrificados da Europa.

Lince ibérico ou boreal

Lince boreal na Espanha?

O lince europeu quase desapareceu nas últimas décadas, por isso muitas pessoas falam sobre planos para a reintrodução desta espécie na Espanha e em outros países.

Faz sentido introduzir essa espécie nesses países, porque ela viveu recentemente neles. A Espanha, por exemplo, foi habitada pelo lince há 400 anoscomo revelado por estudos recentes, onde fósseis de 400 e 11.000 anos de idade foram analisados no País Basco, Astúrias e Cantábria.

O lince boreal no parque Šumava

Na década de oitenta, 18 espécimes do lince europeu foram introduzidos no Parque Nacional de Šumava. Em poucos anos, eles se espalharam por toda a Alemanha e Áustria.

Lince boreal com filhote

No entanto, o número de linces boreais na área começou a cair de forma preocupante no final do século 20, de modo que um estudo pioneiro analisou filmagens, taxas de mortalidade e outros dados para chegar à conclusão de que a caça ilegal ameaça este felino, da mesma forma que também afetou o lince ibérico.

Simulações de computador mostraram que, nos últimos quinze anos, a mortalidade aumentou enormemente, sem outra causa possível, além da caça furtiva. Isto significa que a população europeia de linces que vive nesta área está em risco de extinção.

O lince boreal, uma espécie adaptável

É importante notar que, apesar disso, o lince boreal geralmente goza de boa saúde. Esta espécie é a maior de todos os linces, podendo pesar 30 quilos.

Isso faz dele um caçador temível e habilidoso que se alimenta principalmente de coelhos, mas pode abater filhotes de cervos e outros ungulados, por isso é muito mais adaptável do que o lince ibérico.

O lince boreal conseguiu viver desta maneira em dezenas de países, por isso, pode ser encontrado na Suíça, Turquia, Nepal, Rússia e Coréia. 

Tal variedade de países significa que as populações de lince em geral não estão ameaçadas, porém, em certas áreas onde ela foi estudada, elas podem desaparecer se o ser humano não parar de prejudicar a natureza.