O que são os animais ovíparos?

· julho 31, 2018

Animais ovíparos são aqueles cuja descendência nasce dos ovos. São aves, quase todos insetos, peixes, répteis e anfíbios; e dois mamíferos, especificamente o equidna e o ornitorrinco. No artigo a seguir, vamos falar mais sobre esta classe animal.

Animais ovíparos: o que saber

Ao contrário dos vivíparos, aqueles que abrigam seus filhotes no útero por um certo período, os animais ovíparos colocam ovos e é a partir deles que uma nova geração se desenvolve. A fertilização pode ocorrer dentro, como é o caso das galinhas, e fora da corpo da fêmea, como acontece com as rãs.

Em todos os casos, o desenvolvimento da prole ocorre fora da mãe. Esta forma de reprodução melhora a taxa de sobrevivência, uma vez que a estrutura do ovo evita que ressequem em regiões quentes ou que se este se quebre ao estar em contato direto com a água.

Além disso, há um grupo de animais “híbridos”, para chamá-los de alguma forma, entre os ovíparos e os vivíparos: os ovovivíparos. Nesse caso, os ovos permanecem no corpo da fêmea até que ele se desenvolva e então nasce como se fosse o nascimento de um mamífero. Isso acontece com certas espécies de tubarões.

Cuidados com ovos em animais ovíparos

Enquanto esses seres têm em comum a configuração, nem todos cuidam dos ovos da mesma maneira. Por exemplo, as aves constroem ninhos em galhos de árvores, entre pedras ou no chão; que servem por vários dias ou semanas para a incubação dos ovos.

Por outro lado, as tartarugas fazem um grande buraco na areia e lá enterram seus ovos. Elas os cobrem bem e depois vão embora, deixando que os filhotes nasçam sozinhos quando estiverem bem desenvolvidos.

Além disso, anfíbios e peixes colocam seus ovos na água, seja nos bancos de areia, entre as rochas ou em recifes; e também os “abandonam” para que eles cresçam e deixem essa camada gelatinosa que os protegeu por um certo tempo.

Exemplos de animais ovíparos

Nós já falamos sobre vários animais ovíparos, mas, é claro, ainda há mais. Destacamos os seguintes:

1. Crocodilo

Este grande réptil deposita aglomerados de ovos depois de fazer um buraco na areia, e também pode construir ninhos com vegetação. A temperatura da incubação será decisiva para definir o gênero dos filhotes.

2. Formiga

Esses animais ovíparos de sangue frio são verdadeiramente fascinantes. Se o óvulo é fertilizado, nasce uma fêmea e, de outra forma, nasce um macho. Os filhotes são larvas alimentadas e cuidadas por formigas trabalhadoras.

3. Pardal

Além de formar pares monogâmicos durante a época de reprodução, os pardais criam seus ninhos na primavera, para os quais usam penas, folhas secas e pedaços de papel. A fêmea põe entre quatro e cinco ovos de cada vez e, na mesma estação, pode haver até quatro ninhadas, totalizando até 20 filhotes no total. O casal é responsável pela incubação, se revezando por 10 dias até nascerem.

4. Abelha

É outro animal ovíparo que vive em ninhos ou cavernas. Assim como no caso das formigas, a definição do gênero depende da fertilização ou não do ovo. Depois do acasalamento, a mãe armazena o esperma e controla quantos ovos fertilizará.

Cada ovo pode ser depositado em uma célula previamente alimentada com pólen e néctar, ou em um espaço “compartilhado” com outras fêmeas. Todos são responsáveis ​​por alimentar os jovens sem se importar se pertençam a outra fêmea.

5. Cegonha branca

Elas se reproduzem em áreas agrícolas perto de zonas úmidas ou pântanos, e os ninhos (que podem durar várias estações) são construídos com varas e galhos no topo das árvores ou em qualquer superfície artificial elevada. O casal de cegonhas tem uma ninhada por ano, com um período de incubação de um mês, e do qual nascem quatro filhotes.