Os macacos estão ficando amarelos

agosto 21, 2019
Apenas uma espécie de macaco está ficando amarela, e isso poderia ter consequências que, embora não afetem diretamente a saúde desses primatas, têm efeitos em termos ecológicos.

Você consegue imaginar como seria se as pessoas morenas de um bairro estivessem ficando loiras? Algo do tipo está acontecendo na Costa Rica, onde os macacos estão ficando amarelos.

O bugio-de-manto, um animal único

Trata-se do bugio, mais especificamente da espécie bugio-de-manto. Este animal vive em grande parte da América Central e do Sul, e é conhecido por ter hioides grandes que permitem que ele emita o som mais estridente entre todos os primatas.

Parece que os macacos estão ficando amarelos na Costa Rica, pelo menos os desta espécie. O aparecimento de manchas amarelas na pelagem desses animais começou em 2013, e esta é a primeira evidência de mudanças de pigmentação em primatas.

Essas manchas contrastam com o pelo escuro dos bugios-de-manto desta espécie, por isso o fato desses macacos estarem ficando amarelos não passou despercebido.

É por isso que um grupo de pesquisadores, incluindo Ismael Galván e Gustavo Gutiérrez, publicaram um artigo estudando esse processo.

O bugio-de-manto, um animal único

Um estudo para analisar a questão

Neste trabalho, amostras de pelos dos animais foram coletadas e as mudanças que ocorreram na pigmentação foram observadas a partir do ponto de vista químico: a eumelanina desses animais estava sendo reduzida em favor da feomelanina.

O pelo dos mamíferos tem pigmentação por causa desses pigmentos, e geralmente os pelos escuros têm mais eumelanina em relação aos pelos claros. Os tons avermelhados e claros são causados pela feomelanina.

Esta mudança não havia sido vista em primatas e acredita-se que ela seja causada pelos pesticidas usados nas plantações que cercam o habitat desses animais, que contêm uma grande quantidade de enxofre.

Macaca com seu filhote

Por que os macacos estão ficando amarelos?

Pode ser que os macacos estejam ficando loiros enquanto consomem folhas de plantações humanas, principalmente abacaxi, óleo de palma e banana. Os autores estudarão essa possibilidade em estudos futuros, através da comparação com animais de diferentes regiões.

O enxofre é um composto que é usado tanto em sistemas intensivos quanto em agricultura orgânica e, embora seus níveis não ameacem a saúde humana, parece que o enxofre das folhas dessas plantas está afetando os primatas não humanos, já que estes macacos estão ficando amarelos.

A verdade é que parece que os macacos estão ficando amarelos em uma proporção cada vez maior. As primeiras observações incluíam animais com pequenas manchas no rabo ou nos membros, mas no momento já foram vistos pelo menos dois animais totalmente loiros.

Embora essa mudança não pareça afetar a saúde dos bugios-de-manto, a verdade é que não há certeza disso. Além disso, essa mudança afetaria a ecologia das espécies, já que, embora quase não existam predadores, as mudanças de cor tornariam esses animais mais sensíveis à predação.

Isso nos mostra novamente que, embora a saúde humana esteja protegida contra os pesticidas, eles podem ter centenas de efeitos ecológicos que não conhecemos. Assim, a ciência deve continuar a investigar os efeitos desses compostos químicos na natureza.

Galván, I., Jorge, A., Sánchez-Murillo, F., & Gutiérrez-Espeleta, G. (2018). A recent shift in the pigmentation phenotype of a wild Neotropical primate. Mammalian Biology.