Panda-vermelho: um urso que parece um guaxinim

· dezembro 16, 2018
De tamanho pequeno, esta espécie é muito habilidosa: move-se de forma ágil e acrobática através das árvores.

Obscurecido pelo panda gigante, o panda-vermelho também é um mamífero típico do Sudeste Asiático. É um animal mais do que curioso, não só pela sua cor, mas também pela sua longa cauda e pelo seu rosto terno. Saiba mais sobre ele neste artigo.

Características e habitat do panda-vermelho

Este mamífero de tamanho pequeno tem no máximo 60 centímetros e pesa seis quilos (se for macho) e quatro quilos (se for fêmea). Sua pelagem é marrom avermelhada, longa e escura na parte inferior. 

O rosto é mais claro, semelhante ao de um guaxinim, e as orelhas são redondas, retas e médias; seus olhos são escuros e seu nariz é preto.

O panda-vermelho é caracterizado por ter uma cauda longa “pintada” com anéis vermelhos, o que permite que ele se equilibre nas árvores e ao mesmo tempo se cubra quando dorme, geralmente envolvido nela.

Além disso, suas pernas são curtas e pretas, com garras retráteis e cobertas de pelos para se proteger do frio.

panda-vermelho dormindo

Nativo do sudeste da Ásia, o panda-vermelho está presente nos Himalaias, no Butão, no Sul do Tibete, na Índia e na China.

Isto significa que prefere climas com temperaturas moderadas, ecossistemas de montanha ou floresta, com muitas árvores ocas.

Existem duas subespécies de panda-vermelho: o ocidental e o oriental. O primeiro tem um rosto mais claro e o segundo é mais marcado.

Hábitos e comportamento do panda-vermelho

Este animal é mais ativo da madrugada ao amanhecer; no resto do dia, repousa nos ramos ou cavidades das árvores.

Eles são muito sensíveis ao calor – devido a sua pelagem espessa – e não se tornam mais ativos nas horas de temperatura mais alta.

Dormem mais ao meio dia e procuram lugares com sombra. Não fazem muito além de dormir e comer, já que sua dieta é baixa em calorias.

O panda-vermelho é muito habilidoso, acrobático e ágil, e pode passar de galho em galho sem problemas. 

Tem hábitos solitários e só forma grupos ou casais na época de acasalamento; no resto do tempo, ele é bastante tranquilo e procura comida quando o sol se põe.

Seus predadores são a pantera das neves e o vison. Quando ele se sente em perigo ou ameaçado por seus predadores (ou pelo homem), corre o mais rápido possível e sobe até o topo de uma árvore.

Porém, se isso não for possível, outra técnica de defesa consiste em ficar de pé em suas patas traseiras, sacando suas garras afiadas e tentando “encarar” o perigo. Esse comportamento é muito raro, já que são animais muito pacíficos e amigáveis.

Algo muito curioso sobre esse mamífero é que, antes de iniciar sua rotina diária, realiza um ritual de lavagem das pernas dianteiras e da barriga.

Em seguida, ele esfrega as costas com um ramo ou tronco. Agora ele está pronto para sair e comer!

panda-vermelho

Alimentação e reprodução do panda-vermelho

Sua dieta é composta de bambu – assim como a de seu primo, o panda gigante – em maior medida, embora também coma líquens, raízes, fungos, frutas e bagas. 

Pode completar sua alimentação com ovos, insetos e pequenos roedores.

Em termos de reprodução, o panda-vermelho acasala com mais de uma fêmea em cada estação, sempre entre meados de janeiro e o início de março. 

Os filhotes nascem entre junho e julho, e a fêmea pode dar à luz depois de fazer uma espécie de ninho com folhas e plantas. Nascem até quatro filhotes cegos por ninhada.