Parques nacionais da Patagônia

· janeiro 27, 2019

No total, há nada menos que 20 parques nacionais da Patagônia, que se estendem do Chile à Argentina. Obviamente, estão todos localizados ao sul do planeta e se destacam por sua grande biodiversidade.

As áreas consideradas de reserva protegem o patrimônio natural de uma região. Além disso, nos permitem aprender muito sobre flora e fauna, bem como história e cultura.

Nesse artigo, falaremos sobre alguns dos muitos parques nacionais da Patagônia, ao sul da América do Sul.

Quantos parques nacionais da Patagônia existem?

Hoje, há quase 20 parques nacionais na Patagônia, se estende pela Argentina e pelo Chile. Entre eles, podemos destacar:

1. Parque Nacional Los Glaciares

Está localizado na província de Santa Cruz e é um dos mais extensos parques da Patagônia, com mais de 7.000 km². Foi declarado Patrimônio da Humanidade em 1981, embora tenha sido criado em 1937.

Além disso, é dividido em quatro zonas. A mais conhecida é aquele que abriga a geleira Perito Moreno.

No Parque Nacional Los Glaciares (foto que abre este artigo) podemos encontrar muitas aves, como o condor, o nandu-de-darwin, o pato, o cisne-de-pescoço-preto e o mergulhador.

Na área florestal, vivem o huemul e a onça-pintada. Por outro lado, na pradaria, vivem a vaca cimarrona e o guanaco.

2. Parque Nacional Los Alerces

Esta grande área patrimonial da Unesco está localizada na província de Chubut e inclui nove lagos e vários rios. Foi criado em 1945, tem uma extensão de 260 mil hectares.

Foi criado para proteger as florestas de lariço, uma das árvores mais antigas do mundo.

5 parques nacionais da patagônia

No Parque Nacional Los Alerces, cujo ecossistema é a floresta andino-patagônica, podemos encontrar uma grande variedade de aves.

Entre elas: condor, pica-pau preto, periquito austral, carancho, tordos, Pomba da araucária e Hawk. Quanto aos peixes, as mais conhecidas são a truta e o salmão.

Os mamíferos que habitam a área são o puma, huemul, pudu e a lontra. Além disso, há também espécies introduzidas, como veados, javalis e a lebre.

3. Parque Nacional da Terra do Fogo

Dos parques nacionais da Patagônia, este é o que está localizado mais ao sul, exatamente a 12 quilômetros da cidade de Ushuaia, conhecida como a mais austral do mundo.

Apenas 2 000 hectares estão abertos ao público. O restante do território (mais de 65 mil hectares) é classificado como uma área restrita.

alguns parques nacionais da patagônia

A fauna do Parque Nacional da Terra do Fogo é composta pelo condor andino, o guanaco, o pica-pau, a raposa vermelha, o periquito austral , biguás e martim-pescador.

Além disso, o rato almiscarado e o castor americano foram introduzidos no parque e, agora, são consideradas espécies invasoras.

4. Parque Nacional Los Arrayanes

Localizado na margem norte do famoso Lago Nahuel Huapi, que tem uma lenda semelhante à do Lago Ness e seu monstro.

Dessa forma, com quase 1,8 mil hectares, este parque foi criado em 1922, o primeiro na América Latina.

Parque Nacional Los Arrayanes

O ecossistema florestal inclui árvores como o arrayán (daí o nome da reserva), o cipreste, o ñire e o coihue. Além disso, os animais que podemos observar aqui são o pica-pau, o cormorão, o macaco da montanha, o pudu, a raposa vermelha e a gata huiña.

5. Parque Nacional Torres del Paine

Nesta lista de parques nacionais da Patagônia, não poderíamos deixar de lado um dos mais famosos do Chile. Com mais de 240 mil hectares e localizada na região de Magalhães, abriga montanhas, vales, rios, lagos e geleiras.

Parque Nacional Torres del Paine

A biodiversidade e a beleza das paisagens o tornaram um dos locais mais visitados do país.

Por isso, foi selecionado como a oitava maravilha do mundo em 2013. No entanto, devido aos recorrentes incêndios florestais causados ​​pela negligência dos turistas, muitas das áreas mais visitadas se deterioraram consideravelmente nos últimos anos.

O Parque Nacional Torres del Paine possui uma fauna muito variada. Vivem lá a raposa-do-cabo, o tatu, o guanaco, o cisne-de-pescoço-preto, a puma, o huemul, o condor, a águia, o pato e o ñandu.