Meu pássaro me morde: causas e soluções

Algumas aves domésticas podem ser bastante temperamentais. A convivência se complica se, por exemplo, seu pássaro morde ou bica você toda vez que você tenta se aproximar dele.
Meu pássaro me morde: causas e soluções

Última atualização: 23 janeiro, 2022

Muitas espécies de pássaros estão se tornando cada vez mais comuns na esfera doméstica. De canários a papagaios, passando por periquitos, papagaios, cacatuas e ninfas (entre muitos outros), esses animais com penas têm variedades para todos os gostos e cores. Infelizmente, às vezes a coexistência do tutor com o animal de estimação é interrompida e a experiência fica muito pior.

Se o seu pássaro morde você, continue lendo. Aqui vamos explicar a que esse comportamento se deve e, acima de tudo, como agir para cortá-lo pela raiz antes que se fixe como um comportamento geral do animal. Não perca!

Por que um pássaro morde?

Quase todos os pássaros usam seus bicos para morder (ou melhor, bicar) quando todas as suas estratégias de sobrevivência falham e eles estão em uma situação extrema. Mesmo os mais indefesos (como um canário) tentarão usar o bico para machucar se você tentar segurá-lo. Não é preciso dizer que, por essa e muitas outras razões, você nunca deve manipular seus pássaros de maneira agressiva.

De qualquer forma, deve-se observar que pássaros pertencentes à ordem dos Passeriformes (pássaros canoros, com mais de 6500 espécies) raramente usam seus bicos para além do canto e da desintegração de sementes. Um canário ou um diamante-mandarim não vão tentar bicar em quase nenhuma situação. Mesmo se tentar, não irá causar danos.

Algo diferente acontece com as aves da ordem Psittaciformes, que inclui papagaios, periquitos, maritacas e muitas outras aves famosas por sua inteligência e personalidade. A maioria das espécies pertencentes a esse grupo tem um bico curvo e forte para quebrar as cascas dos frutos em seu ambiente natural, podendo causar muitos danos.

Por outro lado, muitos papagaios e pássaros grandes têm asas “cortadas” (clipped em inglês) e não conseguem escapar de um contato hostil voando como um canário faria. Isso, somado ao seu caráter e personalidade, faz com que o papagaio não hesite em usar seu bico e suas garras para ferir outro ser que enxergar como um inimigo.

Os papagaios têm muito mais probabilidade de morder o tutor do que os pássaros canoros. Estes últimos sempre escolhem fugir.

Os papagaios podem comer tomate?

Razões pelas quais os pássaros machucam seus tutores

Agora que você já sabe que papagaios e outras aves semelhantes têm muito mais probabilidade de morder seu tutor do que outras, estamos preparados para detalhar as causas desse comportamento. Você as encontra nas seções a seguir.

1. Cansaço e interrupção do sono

A maioria das aves domésticas descansa durante um total de 12 horas ininterruptas, quase sempre à noite. Seu pássaro pode bicar você porque pode não estar conseguido descansar bem nos últimos dias, o que causa desconforto e irritação. Nesse caso, tente colocar um pano em cima da gaiola e coloque-o em um local sem luz ou ruídos altos.

Como os humanos, os pássaros ficam irritados se forem constantemente acordados enquanto tentam descansar.

2. Fome e sede

As aves devem ter comida e água disponíveis na gaiola constantemente. No entanto, às vezes elas passam muito tempo fora das instalações investigando os arredores e podem ficar irritadas se não comerem nada. A bicada de fome ou sede é especialmente comum em papagaios e outros psitacídeos que andam livremente pela casa.

Se o pássaro morde de fome, a solução é fácil: alimente-o ou coloque-o de volta na gaiola.

3. Doença

Existem várias doenças que podem afetar as aves domésticas. Problemas respiratórios, candidíase, psitacose, depressão e muitas outras condições são relativamente comuns em aves mantidas em ambientes pobres. O estresse e a ansiedade promovem a imunossupressão e, portanto, as infecções se instalam mais rapidamente.

Um pássaro que antes não era agressivo e de repente começa a morder está mostrando sinais de que algo está errado por dentro, seja física ou psicologicamente. Leve-o a um veterinário o mais rápido possível, se for o caso.

4. Medo

Aves que não foram socializadas em seus primeiros estágios de vida têm maior probabilidade de mostrar hostilidade para com seus tutores. Isso fica ainda mais evidente em papagaios e outros psitacídeos que foram removidos de seu ambiente natural para o comércio de animais de estimação. Curiosamente, esses animais são muito inteligentes e lembram que seus captores são humanos.

Também é possível que seu pássaro tenha medo de você por causa de uma experiência anterior ou por um erro durante sua educação, se ele tiver sido criado em cativeiro. A melhor abordagem nesses casos é manejar o animal aos poucos, ainda melhor se for com o auxílio de um educador de animais.

5. Mudanças hormonais e época de acasalamento

Algumas aves ficam mais agressivas durante a época de acasalamento, especialmente se tiverem um ninho para vigiar. Se seu pássaro morder quando você tenta se aproximar dos ovos, é melhor deixá-lo sozinho. Respeite seu tempo de incubação e não o interrompa a menos que ocorra um problema médico.

6. A ave não pretende morder você

Alguns pássaros, especialmente os psitacídeos, tendem a usar seus bicos para se mover, agarrar objetos e interagir com o ambiente. Essa conduta é conhecida como beaking em inglês e não tem base violenta ou hostil. Na realidade, o pássaro está tentando escalar o corpo do tutor ou reconhecê-lo em termos gustativos (já que sua língua contém muitas terminações nervosas).

O beaking é leve e superficial, enquanto uma mordida intencional corta a carne e faz sair sangue.

Como agir se o seu pássaro morder você?

Seu pássaro pode bicar você por vários motivos, mas você deve ter em mente que na maioria dos casos será um ato acidental. Um exemplo de agressividade real só ocorre quando o animal emite sons estridentes, infla as penas e mostra outros sinais de violência explícita. Esse ato é exclusivo dos psitacídeos e você não o verá em um canário ou outro passeriforme.

Caso a mordida seja maldosa, siga as etapas abaixo:

  1. Não emita sons: os pássaros costumam interpretar os sons como reforço positivo, mesmo se forem gritos ou reclamações. Se você falar ou vocalizar após a bicada, a ave pode pensar que você está incentivando seu comportamento.
  2. Não coloque a ave na gaiola: se você estiver manuseando o animal com delicadeza, e conforme indicação do profissional, não deve retornar a ave à instalação após o bicada. Se você fizer isso, ela interpretará que será liberada toda vez que machucar você. Não entre em pânico e se distancie dela.
  3. Aprenda a lidar com isso de forma delicada e gradual: alguns pássaros são hostis por causa de sua personalidade, enquanto outros tiveram experiências traumáticas e associam os humanos a situações de perigo. Seja como for, mudar esse comportamento é possível com tempo e perseverança, principalmente se você contar com a ajuda de um profissional da área.
Um periquito bicando.

Como você pode ver, os pássaros bicam por vários motivos e quase todos decorrem de um problema fisiológico ou comportamental. De qualquer forma, e se nada do que explicamos acima funcionar, recomendamos que você leve seu animal ao veterinário o mais rápido possível. A ave pode estar doente e precisar de atenção imediata.

This might interest you...
Quais são os diferentes tipos de bico das aves?
Meus Animais
Leia em Meus Animais
Quais são os diferentes tipos de bico das aves?

Os diferentes tipos de bico das aves são uma das principais diferenças entre as espécies. Eles mudam de acordo com a alimentação do animal.